Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Trabalhadores que têm de abandonar a zona de Lisboa por causa dos altos preços das rendas imobiliárias

29.01.19

rendas_lisboa.jpg

Soube há poucos dias que um casal de vizinhos meus, que trabalhava num conhecido parque de Lisboa e vivia (até recentemente) num T1, no mesmo bloco de apartamentos da cidade-dormitório de Lisboa onde vivo, teve de abandonar a zona de Lisboa e os seus empregos (temporariamente, com uma licença sem vencimento de um ano - período após o qual perderão os seus empregos, se não voltarem) por ter a renda do seu T1 subido para 600 euros.
Um mísero T1! No qual viviam duas pessoas, estando ambas a trabalhar...
(Pois, o agora elevado preço da renda deste T1 é demasiado grande, quando somado às normais despesas do dia-a-dia, para que possa este casal suportar tal renda.)
Ora, se nem um casal onde os dois trabalham consegue viver num T1, onde é que vão viver os trabalhadores da zona de Lisboa com menores rendimentos?
A dezenas de quilómetros de distância, para passarem horas em transportes públicos?
Um facto que aqui denuncio, para reflectirem sobre, para os que pensam que a presente grande procura por alojamento (temporário ou fixo) em Lisboa e seus arredores, devido ao grande aumento do turismo - que, de qualquer modo, é meramente temporária e será uma muito boa demonstração do que é uma "bolha imobiliária" - é algo de positivo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

etiquetas:

colocado por Fernando Negro às 19:20


1 comentário

Imagem de perfil

De Fernando Negro a 04.02.2019 às 07:46

Um outro facto de que tive conhecimento há poucos dias,

Quanto ganha um socorrista das ambulâncias de bombeiros que lida com casos semi-urgentes na minha freguesia? Resposta: 600 euros.

Onde é que vão tais socorristas viver? Só se for em casa dos pais...

comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.