Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Que "bunito"

31.07.20

bunitas.png

A canção é, realmente, muito "bunita"... E, também uma aparente confirmação de que, se queremos ouvir música cantada em português que seja de indubitável qualidade, temos muitas vezes de ouvir aquela que é de influência africana.
Agora, o que já não é tão apreciável, é o teledisco em causa - em que, não surpreendentemente, para além do simbolismo satânico, mais uma vez tentam alterar os valores de quem a este tipo de vídeos assiste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 13:12

Tentativa de "revolução colorida" nos EUA

08.06.20

jornalista_tvi.jpg

 

Um comentário que hoje deixei a uma colocação de Raquel Varela - em que, a manifestação de que falo, é a de punhos erguidos que anteontem ocorreu em Lisboa.

 

Manifestação de acéfalos, que provavelmente foram manipulados pelo Facebook e afins – controlado pela facção liberal-financeira das elites (e o qual até “investe” directamente dinheiro neste tipo de manifestantes: https://www.facebook.com/zuck/posts/10111969612272851) – que serve de apoio à tentativa de “revolução colorida” nos EUA.

(Que modelo social e económico alternativo é que defendem tais manifestantes? Até uma conhecida “jornalista” da TVI lá estava, desta vez para variar da propaganda de medo sobre o COVID para, uma vez mais – mas, de modo diferente – fazer propaganda a favor dos interesses financeiros que lhe pagam.)

Racismo e condições económicas deteriorantes, nos EUA, são coisas de sempre ou desde que Kennedy foi morto, respectivamente. Isto é, não são culpa de Donald Trump.

E, goste-se ou não do mesmo, Trump quer voltar a fazer da “América Grande”. Tendo, para isso, já começado a fazer alterações políticas (que passaram por rasgar os anteriores acordos de livre-comércio internacional – contra os quais manifestantes com verdadeira consciência política, como eu, se manifestavam no início da década passada).

Mas, como o Estado Profundo dos EUA, montado pelos antecessores globalistas de Trump (o mesmo que matou Kennedy, que no entanto não se pode equiparar a Trump) quer continuar a fomentar a espiral que continua a afundar (propositadamente) a Economia do seu País e não só, toca a lançar uma tentativa de “revolução colorida” (https://www.globalresearch.ca/perfecting-the-method-of-color-revolutions/32261) desta vez nos próprios EUA, visto que Trump continua a ser o favorito para as próximas eleições presidenciais (e já avisou que os seus inimigos irão, uma vez mais, tentar aldrabar os resultados).

Aliás, tudo isto é de tal modo óbvio e expectável, que até foi previsto com meses de antecedência: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/1219648816103743489

E, o próprio símbolo do movimento “Black Lives Matter” é uma assinatura dos movimentos controlados pela CIA e afins: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/934827651533099009

 

Ao qual adiciono um de vários tweets que ontem deixei como comentários a um tweet original de Daniel Estulin - em que o filme de que falo, num tweet que tinha feito no início do ano, é <este>.

 

colour_revolution.png

 

E, aos quais aproveito para acrescentar a nota de que, eu não sou apoiante de Trump. Apenas, estou a contar as coisas tal como elas são...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Família Relvas satânica?

15.05.20

relvas.jpg


O patriarca ausente do retrato acima colocado, José Relvas, foi uma muito conhecida figura da Implantação da República em Portugal. Sendo também que:

(1) por trás da Implantação da República, esteve a Maçonaria;

(2) José Relvas conspirou conjuntamente e teve uma grande proximidade com aquele que era o líder da Maçonaria portuguesa, na altura da Implantação;

(3) a Maçonaria é controlada, em grande parte, por uma sociedade secreta que existe dentro da mesma, que se distingue por ser satânica;

(4) embora o quadro acima colocado tenha sido pintado 12 anos antes da reportada adesão oficial, José Relvas foi, pelo menos brevemente, membro da Maçonaria logo após o derrube da monarquia.

Ora, cruzando estas informações com o facto de que a família em causa tinha má fama e também com o que eu interpreto ter sido uma leve confirmação de que os "chifres do Diabo" são por vezes feitos de modo discreto, aquando de maior exposição pública por parte de figuras mais notáveis da sociedade - através de um "gosto" que foi deixado, por um entendido no assunto, a um tweet da minha autoria...

(Quem me chamou a atenção para o retrato em causa, foi o autor deste vídeo - que fala também de outros aspectos que considera suspeitos.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 16:59

Adiram antes às várias CAuSAS (não definidas) que vão surgindo

26.04.20

casa.png

A organização em causa é <esta> - a qual se apresenta como plataforma sindical alternativa, que se recusa a ligar a partidos políticos.
Sendo o seguinte, um comentário que deixei ontem no blogue da historiadora Raquel Varela, que decidiu participar numa debate "em linha" organizado por tal associação.
E, como a maior parte das pessoas é ignorante sobre o que se passa nos bastidores políticos, pode o poder estabelecido repetidamente assinar os seus movimentos (e até insultar quem neles participa) à vista de todos, sem que a massa alienada disso se aperceba...


Esta “CASA” usa o símbolo do punho erguido, repetidamente usado para assinar movimentos criados pelo próprio poder estabelecido ocidental: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/934827651533099009

E, é fórmula repetidamente usada pelos vários poderes estabelecidos (e ainda mais em tempos de crise como este, em que se antecipam revoltas sociais) criar falsas organizações, que servem de armadilha para apanhar e controlar os menos inteligentes.

“A melhor maneira de controlarmos a oposição é sermos nós próprios a liderá-la.”
— Vladimir Lenine

“You have to be very aware of people (…) that lead you into traps, false solutions, or try to make you adopt counter-productive or time-wasting ineffective forms of struggle.”
— Eu próprio, há uns anos, num fórum de discussão

Vejo que não há liderança assumida nesta organização. Mas, se é o próprio modo de funcionamento, logo à partida (que é estabelecido pela liderança inicial) que visivelmente não irá levar a lado nenhum, nem é preciso fazer mais nada, para além de estabelecer objectivos e métodos inconsequentes (leia-se limites à acção) dos grupos associados.

Aliás, o facto de não propor esta organização um modelo concreto alternativo de sociedade, deveria ser imensamente denunciador para quem tem verdadeira consciência política.

(A CGTP luta por uma sociedade comunista, os anarco-sindicalistas lutavam por uma sociedade anarquista etc…)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 06:25

Para os entendidos

25.09.19

greta_eye.png

(Mais informação aqui.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coincidências

25.06.19

O banco público Caixa Geral de Depósitos (o mesmo que faz o favor de contrair os prejuízos de accionistas privados de bancos, para livrar os pobres últimos de falências pessoais - ao mesmo tempo que cumpre, deste modo, o objectivo de falir o Estado) que tem uma pirâmide à porta da sua sede nacional...

cgd_piramide.jpg

...acaba de estabelecer o valor de "€6.666" como a fasquia só acima da qual os seus depositantes poderão receber juros, relativos a dinheiro que tenham parado em contas deste banco.

(Ora, sabida que é, por muitos, a forte ligação da sociedade dos Illuminati ao sector da Finança, obviamente que tudo isto se tratará de mera coincidência...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:36

Os smartphones como uma fonte de infelicidade

09.02.19

xiaomi.png

Tendo eu andado recentemente a navegar por entre um conhecido sítio na Internet que vende smartphones mais baratos por virem estes directamente da China, deparei-me uma vez mais com a fotografia, que coloco à direita deste texto, de promoção de um modelo da marca Xiaomi - sendo que, não é a primeira vez que vejo um grande fabricante chinês usar o conhecido símbolo de controlo mental (já vi também o mesmo ser usado pela mais conhecida Huawei) na publicidade aos seus equipamentos.
Ora, sabendo-se que (1) o poder estabelecido (e fascista) chinês tem ligações ao Império Britânico, criador do Instituto Tavistock, e (2) que o uso de smartphones - especificamente no que toca ao uso de redes sociais e outras formas de comunicação electrónica e indirecta, que têm vindo a substituir as relações pessoais e ao vivo - tem sido repetidamente reportado como psicologicamente não saudável, fazendo as pessoas infelizes...
Não é óbvio o significado desta fotografia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando em Lisboa, podem sempre espreitar uma certa Biblioteca

12.11.18

[No seguimento da minha anterior colocação, venho chamar a atenção para a simbologia Illuminati presente numa Biblioteca-Museu pertencente à mesma Câmara Municipal de onde foi feita a tão conhecida Proclamação da República.]

 

museu_republica.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

É disto que eu falo, quando por vezes digo que temos de reparar na chamada "linguagem corporal" dos vários personagens políticos

22.08.18

Reparem na cara da entrevistada, que parece, mais do que uma vez, estar prestes a partir a rir-se, como quem está a gozar com (ou, neste caso, literalmente a contar uma grande mentira a) quem fala, ou a quem a sua mensagem se dirige. (A expressão facial em causa é ligeira, mas está lá...)

(Como em muitíssimas outras ocasiões, a imprensa controlada apenas mostra um lado da história. A mesma imprensa controlada que até instiga outros "artistas" a apoiarem esta banda. E, para quem não saiba de tal por não ler imprensa alternativa, esta banda usa até um símbolo que denuncia a sua verdadeira natureza.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Morte"

02.06.18

death.png

Um pormenor em que reparei melhor, depois de ter hoje arranjado tempo para ver, uma segunda vez, o filme A Fábrica de Nada, à procura de possíveis "assinaturas" e também de pormenores que me tivessem escapado.
(Reparem, sobretudo, em como o "A" da palavra foi convenientemente convertido em triângulo...)
O cartaz em causa faz-me lembrar (em muito) um outro, presente num outro filme onde também se fala português.
Sendo de um cartaz de promoção de um filme que se trata, suponho que tenha sido o colectivo de realizadores quem escolheu incluir o mesmo na cena.
Também, desta segunda vez, pude reparar que (muito discretamente, em letras muito pequenas) é mesmo no final do genérico dito que esta obra foi financiada pela "RTP" e pelo "Instituto do Cinema e Audiovisual" (ambas instituições sob a alçada do Ministério da Cultura).
A escolha do cartaz ainda posso admitir que se trate de mera coincidência... Mas, o referenciado "apoio financeiro" da parte do próprio Estado, tirou em mim quaisquer dúvidas que ainda pudesse eu ter quanto à verdadeira natureza deste filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)