Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sem comentários

05.10.20

Autoria e outros dados (tags, etc)

Manifestantes contra o Estado Policial na Europa não são fascistas

30.08.20

(E, mesmo que fossem, não seria necessariamente por isso que não poderiam ter razão, ao fazer protestos desta natureza específica...)

Para não variar (pois, isto não é novidade alguma para quem participa em manifestações "anti- -sistema" e depois lê relatos que contam até mentiras incríveis e descaradas sobre o sucedido) os média de massas mentiram sobre a natureza das manifestações ontem ocorridas, na Europa, de pessoas que são contra os confinamentos obrigatórios, por causa da suposta pandemia.

(Que tenham também participado fascistas nestas manifestações, não me surpreenderá, se tal for efectivamente verdade. Mas, daí a descrever todos os manifestantes, ou a maioria destes, como fascistas... É como estar a descrever as manifestações anti-austeridade, que ocorreram há alguns anos cá, nas quais o PNR também quis marcar presença, como manifestações de fascistas.)

E, para provar tal mentira, aqui ficam dois vídeos: um sobre a manifestação ocorrida na Alemanha; e outro sobre a manifestação ocorrida no Reino Unido.

No primeiro vídeo, temos um discurso de Robert F. Kennedy Jr., conhecido crítico das vacinas e membro da muito conhecida família Kennedy, que lutou contra o Fascismo na 2ª Guerra Mundial.



E, no segundo vídeo, podem ouvir e também ver discursar Piers Corbyn, conhecido denunciador da falsidade do "aquecimento global antropogénico" e (tal como o seu irmão, Jeremy Corbyn, que até recentemente era o líder do Partido Trabalhista britânico) um conhecido socialista.



E, já agora, porque os média de massas se queixaram de tal coisa...
O uso de máscaras (seja em espaços abertos ou até mesmo em espaços fechados) é praticamente desnecessário. E, como prova de tal, têm a seguinte compilação de artigos científicos: https://vaxxter.com/wp-content/uploads/2020/07/Masks-Final.pdf

Autoria e outros dados (tags, etc)

25 de Abril, Maçonaria e Fascismo

25.04.20

Tal como noutros casos - [1] [2] - a assinatura maçónica esteve sempre à vista de todos.

 

 

E, reparem na ironia de como se festeja agora o 25 de Abril...

Suposto "Dia da Liberdade" em que as pessoas estão encarceradas em casa, por ordens do Estado.

Toda a gente politicamente bem informada tinha já consciência de que, para além da tão badalada "Liberdade de Expressão" (que, note-se, pode e irá ser retirada quando for declarado um Estado de Sítio, em vez de apenas um de Emergência, como o presente) pouco tinha mudado no País, após este golpe militar.

Pois, o Grande Capital voltou a ser detentor das suas anteriores posses - e é quem ainda "puxa os cordelinhos" no País, com a Economia nas suas mãos (não sendo este alguma vez eleito).

Mas, agora que as restantes liberdades já começaram a ser visivelmente retiradas - e assistimos até a uma nazificação da Economia, com a nacionalização anunciada de algumas indústrias consideradas estratégicas - ninguém pode negar o que, por vezes, dizia quem tem consciência política, de que: "Isto está a caminhar de volta para o Fascismo..." (Na sua forma mais assumida, isto é.)

E, melhor do que tudo isto e também depois da constante glorificação dos oficiais e restantes militares que supostamente deram Liberdade ao povo (os mesmos que, finda a Guerra Colonial, embarcaram depois noutras guerras imperialistas, agora a favor dos interesses estrangeiros anglo-americanos que mandam na OTAN) reparem em quem é que vai impor o que já se adivinha ser um futuro Estado de Sítio (muito provavelmente, de longa duração - ou mesmo interminável) no País.

A mesma instituição militar que fez este "golpe libertador" - que muitos quiseram também sempre travestir de suposta "revolução social".

O 25 de Abril não passou de uma versão hiper-romantizada da Transição Espanhola.

Isto é, tratou-se de uma reorganização do próprio sistema fascista - em que, tal como no caso das monarquias, o controlo passou a ser exercido de modo encoberto - feita de modo a satisfazer os interesses de parte das classes dominantes.

(Vejam o que sucedeu após terem as coisas estabilizado no nosso País - em que, sem o saberem, aderiram as pessoas a uma continuação do projecto fascista europeu.)

Razão pela qual, no caso espanhol, foi o próprio sistema vigente (fascista) da altura que teve a iniciativa de fazer tal coisa.

(Sobre o que eu digo nos últimos 4 parágrafos, leiam o que escrevi há já 9 anos.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

MUITO BOM debate sobre Islamismo, de visionamento obrigatório

25.02.20

(Sobre a importante questão relacionada da enorme imigração islâmica que tem ocorrido para a União Europeia, têm também aqui e aqui o que eu, pessoalmente, penso sobre este preocupante assunto.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais uma parte da História de Portugal ainda por contar...

23.02.20

maconaria.jpg

(A anterior parte, à qual implicitamente me refiro, é a de que eu falava <aqui>.)

Para quem queira "juntar os pontos":

1) Como controla a Maçonaria a sociedade portuguesa? R: Acima de tudo, através do Parlamento.

2) Quando, como e por que razão foi criado o Parlamento? R: Na sequência da Revolução Liberal de 1820.

3) O que fez despoletar a Revolução Liberal de 1820? R: Uma acção repressiva por parte dos britânicos, que dominavam o País.

4) Por que razão actuaram os britânicos? R: Em resposta a um movimento por trás do qual esteve a Maçonaria.

5) Quem é que lidera a Maçonaria, a nível mundial?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 12:40

"Miserere mei, Deus"

31.01.20

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 06:13