Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Parte da História de Portugal que ainda deverá estar por contar

12.11.18

[Não tendo eu um grande interesse por este assunto específico, em particular - e, por isso, não sendo minha intenção alguma vez estar a pesquisar sobre o mesmo - venho, em alternativa, tornar aqui pública uma mensagem que enviei a alguém que me é algo próximo e que sei que investiga este tipo de episódios nacionais, para o caso de haver mais alguém que, possivelmente, um dia queira pegar neste assunto...]

 

Assunto: O regicídio de 1908 deverá ter tido mão maçónica por trás

Já há uns anos que eu suspeito disto...

E, na muito boa entrevista a Webster Tarpley, para a qual aponta a hiperligação da minha mensagem anterior [equivalente, neste blogue, à minha anterior colocação] (ficheiro mp3: http://tarpley.net/audio/20140926-WGT_on_GB.mp3) este investigador explica que o assassinato do rei português se inseriu numa (clara) série de assassinatos políticos, naquela época, de líderes que não alinhavam com (os interesses de) o Império Britânico.

Ora, é sabido que:

(1) o regicídio teve mão da Carbonária por trás; e que

(2) a Carbonária tinha ligações à Maçonaria.

E, o que me leva a suspeitar da mão de interesses nefastos por trás do movimento republicano em Portugal, é porque a actuação dos líderes da I República não teve nada de "progressista" - muito pelo contrário. Passando pela participação na estúpida Primeira Guerra Mundial, pela dura repressão dos movimentos operários contra as péssimas condições de vida e pela perseguição à Igreja Católica.

E, o anticlericalismo é, para além de um dos princípios da Carbonária original, que tinha sido fundada em 1822, também uma das características da sociedade dos Illuminati, fundada em 1776, que é sabido controlar agora a Maçonaria.

Ora, juntando os pontos, tudo me leva a suspeitar de mão maçónica por trás deste assassinato político - e também do movimento republicano da época (que terão então sido instigados por a Casa de Bragança não estar sob o controlo do Império Britânico, ao contrário da Maçonaria e seus presumíveis fantoches republicanos - que nomeadamente trataram de enviar "carne para canhão" portuguesa para lutar por interesses britânicos na Primeira Guerra Mundial).

 

[Acrescentado, poucas horas depois: E como, tal como pode ser inferido do que eu disse, a pessoa a quem eu enviei esta mensagem está bem informada sobre este tipo de assuntos... Recebi, logo após tal pessoa ter lido a minha mensagem, a hiperligação para um artigo que fala sobre um livro, que eu desconhecia, intitulado Com permissão de Sua Majestade: Família real inglesa e Maçonaria na instauração da República em Portugal, da autoria de Jorge Morais, que fala exactamente sobre a mão maçónico-britânica por trás do movimento republicano da época, contribuindo ainda mais para a minha (agora muito mais forte) suspeita...]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muito bom documentário sobre a morte da princesa Diana

04.02.17

Apanhei-o hoje na televisão quando, ao fazer "zapping", parei no canal "SIC Caras". Passou às 17h50. E, quem tiver uma caixa de TV por cabo, ou equivalente, pode ainda vê-lo nos próximos 7 dias.

 


(Têm também aqui uma alternativa para visualização paga, através da Internet.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 20:19

O documentário suprimido sobre a morte da princesa Diana

10.05.14

(Aqui uma notícia relativa à não distribuição deste filme incómodo, aqui um debate sobre o mesmo, ocorrido na Press TV, e aqui uma crítica feita a este filme, publicada no último nº da Executive Intelligence Review.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um mapa da Nova Ordem Mundial

04.04.14

Um mapa corrente do domínio que tem o Império Britânico sobre o Mundo, exibido aquando da última sessão de perguntas a e respostas de Lyndon LaRouche, transmitida via Internet.

Autoria e outros dados (tags, etc)

John F. Kennedy foi morto pelo MI6

22.11.13
(Tendo as operações sido, obviamente, executadas por várias agências governamentais estadunidenses - e havendo também, obviamente, imensa gente que o queria ver morto...)
No topo de toda a operação - a comandar e a supervisionar a mesma - esteve um algo conhecido espião canadiano, que liderava uma unidade de elite no topo do MI6, que responde directamente perante a rainha de Inglaterra.
E, se quiserem saber mais pormenores da história, têm apenas de encomendar a monografia que o Dr. John Coleman escreveu sobre o assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Também os militares têm direito a saber da existência da NOM

08.12.12


Parece que houve um membro de uma conhecida família de militares condecorados que decidiu ir dizer algumas verdades para um fórum português de discussão sobre forças armadas, forças policiais, serviços secretos e assuntos relacionados... ;)

Divirtam-se a procurar pelas colocações no mencionado fórum e animem-se, um pouco, por saber que também há quem frequente este sítio e saiba o que realmente se passa neste Mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11/9: Uma aflição para a família real britânica?

04.09.12

Como quem tenha lido o que tem sido escrito neste blogue, espreitado algumas colocações minhas noutros sítios, para as quais aqui tenho deixado hiperligações, e já tenha lido o suficiente daquele que é um dos mais importantes livros que recomendo - que denuncia esta trama - já saberá, a mais importante família envolvida na conspiração da NOM é a família real britânica. Podendo, por isso, ser facilmente deduzido que nada de muito importante pode acontecer, no mundo da política ocidental, sem o conhecimento e a aprovação desta família. E, por conseguinte, deduzir-se também que, incluída no que de importante falo, estará certamente a série de atentados ocorrida a 11 de Setembro de 2001, nos EUA.
Mas sabiam que houve um (ex-)membro desta família real que esteve para morrer nestes mesmos atentados?

Sarah Ferguson, que - desde que casou com o segundo filho de Isabel II, príncipe André, e apesar de estar divorciada desde 1996 - detém o título de "duquesa de Iorque", era - e ainda é - presidente da IPSS "Chances for Children" - sediada na cidade de Nova Iorque e que, em 2001, tinha os seus escritórios no 101º andar da Torre Norte do World Trade Center.

Sendo terça-feira um normal dia de trabalho - e começando o mesmo, nos EUA, por norma, também de manhã cedo - há as horas que ocorreram os embates dos aviões nas torres, deduz-se que - tal como os milhares de pessoas que morreram nesse dia nestes atentados - já deveria esta, tal como os seus colegas, estar no seu posto de trabalho...
Mas, por muita estranha que possa ser a coincidência, logo nesse dia, não estava, nem ela, nem nenhum dos seus colegas de trabalho no seu posto.
As explicações para isto são contraditórias. Pois, numa das versões, é dito que a duquesa estava a ser entrevistada nos estúdios da ABC, aquando do embate do primeiro avião nas torres:


"I was actually on ABC with Diane Sawyer doing an interview when the first plane hit. I was sitting next to Sarah Ferguson, Fergie, actually. It’s a little known fact. She said, 'I just left the World Trade Center.' We thought it was a small plane that hit. Her office was there. If she hadn’t left to go be on Good Morning America, she’d be dead."
--- Mike Binder, realizador e actor estadunidense, numa entrevista


E, noutra versão, é dito que o primeiro avião embateu na Torre Norte do World Trade Center quando a duquesa se dirigia para o seu trabalho:


"The former Sarah Ferguson, ex-wife of Britain's Prince Andrew, had an 8:45 a.m. meeting scheduled that day for her Chances for Children charity, which was based at the World Trade Center, but was running late, reports columnist Cindy Adams.
"Her staffers were gathered downstairs in the lobby to greet the duchess and escort her upstairs. Just seconds after the first plane hit, Sarah's car arrived at the door. After whisking her employees into her limo, she sped off to safety, Adams reports.
"The charity's offices were on the 101st floor, according to wire service reports, although it's not clear which tower they were located in.
"'The Duchess of York is desperately upset for everyone involved in this terrible tragedy,' said her spokesman. 'It is unbelievable, she was just a few minutes away when the explosion took place.'"
--- ABC News, in "Fergie Just Missed WTC Attack"

"I remember leaving the GMA studios and heading down. And then we stopped. As we left the studios, we saw the airplanes going into the 101st floor."
--- Sarah Ferguson, numa entrevista na CNN


(O embate do primeiro avião, na Torre 1, onde estavam os escritórios da "Chances for Children", ocorreu às 8h e 46m, entre o 92º e o 98º andares. E, seja o conhecido realizador e actor norte- -americano, ou a duquesa, alguém está a mentir...)
Enquanto isso, o príncipe André sofria a pensar no que poderia ter acontecido à sua ex-mulher...
O que terá sido este episódio?

Depois de tudo isto - querem-nos convencer - foi - tal como um conhecido passaporte - miraculosamente resgatada, de entre os escombros dos atentados, uma boneca que estava na sede da "Chances for Children" no World Trade Center e que era muito querida para a duquesa...
Tudo muito estranho... Mas também não um caso único, de entre outras pessoas conhecidas que escaparam à morte nesse dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)