Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Boaventura Sousa Santos foi co-fundador do Fórum Social Mundial

06.05.18

maventura.png

Há já muito tempo que o sítio do "Centro de Pesquisa sobre Globalização" (GlobalResearch.ca) me vem, infelizmente, a despertar cada vez menos interesse... Pois, desde a sua criação, no início da década passada - quando constituía este sítio uma muito boa fonte de análise de informação na Internet (veja-se a excelente investigação que o seu fundador e director, Michel Chossudovsky, fez sobre a verdadeira natureza da al-Qaeda, por exemplo) - que tenho visto novo autor atrás de novo autor desconhecido juntar-se ao mesmo, que com nada de verdadeiramente útil contribui para tal Centro de Pesquisa - tornando tal sítio numa estranha amálgama de pouca informação de interesse, no meio de informação que nada realmente adianta relativamente ao que já se sabe (onde, por vezes, tentam alguns até dar explicações alternativas a boas denúncias que já foram feitas). E, olhando para o que escreve um dos (principais) primeiros novos contribuintes que vi surgir neste Centro de Pesquisa - nos quais penso quando faço este tipo de crítica - chamado James Petras, por exemplo, o que eu vejo é um outro Howard Zinn.
Mas, se apesar de tudo ainda vou por vezes espreitando tal sítio, já com muito poucas esperanças de encontrar nele algo de útil, eis que fui hoje muito surpreendido, pela negativa, com uma grande evolução no mesmo... A presença agora de artigos de "análise" de Boaventura Sousa Santos.
Boaventura Sousa Santos - nunca me irei esquecer - era quem - enquanto andávamos eu e outras pessoas nas ditas manifestações "antiglobalização" no início da década passada - escrevia no jornal Diário de Notícias (se não me engano) as mais inócuas críticas possíveis (1) à incrível perda de soberania e controlo nacionais, relativamente às vontades das cada vez mais poderosas companhias multinacionais, que começavam a sobrepor os seus interesses aos dos países onde se estabeleciam, e (2) aos incríveis esquemas montados pelos FMI e Banco Mundial, através dos quais conseguia o Ocidente pilhar (e obter o controlo de) os países em vias de desenvolvimento.
E, depois de ter eu aprendido o que aprendi sobre o controlo que existe da informação nos média de massas, outra coisa não seria também de esperar, da parte de alguém a quem este média davam atenção (ou caso contrário, não seriam as suas "análises" publicadas em tal imprensa)...
Mas, se tem alguém ainda alguma dúvida de que esta figura não é (obviamente) mais do que outro exemplo da aplicação da fórmula de "oposição controlada" em Portugal, apenas tem de olhar para uma conhecida suposta alternativa por esta mesma pessoa criada, a nível internacional, ao fenómeno da globalização capitalista... O dito "Fórum Social Mundial".
Já alguma vez ouviram de algo de jeito que tenha saído de tal fórum? Claro que não. E, o objectivo é obviamente mesmo esse... Servir de fórum de discussão inútil, que apenas serve para desviar a atenção e o tempo, da parte de quem queira mudar as coisas, de outras possíveis alternativas reais e efectivas - como é, por exemplo, o caso da aliança BRICS, que entretando surgiu.
E, porque razão digo eu que é obviamente este o propósito de tal fórum?
Ora, porque (para além de ser esta uma manobra de diversão muito usada pelo poder estabelecido) no caso deste Fórum Social Mundial, não se deram as elites ao trabalho de esconder sequer os seus cordelinhos. E, basta ver quem é que <financia> as edições de tal fórum, para facilmente concluir que interesses é que (ultima e verdadeiramente) serve o mesmo.
Ora, se é este Fórum claramente uma criação de tais interesses elitistas (que permitem que tais reuniões ocorram, através do seu financiamento) o que é que acham vocês que serão os indivíduos que visivelmente fundaram o mesmo?
Pois bem, o conhecido Boaventura Sousa Santos (que é por vezes também convidado para os péssimos debates controlados da RTP, por exemplo) foi um dos fundadores deste Fórum! (Basta que espreitem a sua página na Wikipedia, ou leiam a nota no final deste artigo, para constatar tal facto.) E, juntando isto às críticas ligeiras que este faz ao fenómeno da globalização capitalista, penso que é óbvio - para toda a gente bem informada e inteligente - perante o que é que estamos...
"O Fórum Social Mundial são as elites de esquerda a tentar obter o controlo do movimento antiglobalização." - disse eu uma vez, numa cidade estrangeira, perante um pequeno grupo de activistas, numa pausa entre as manifestações contra o Fórum Económico Mundial (do qual tirou esta "alternativa" o seu nome). "Ninguém o disse melhor [que tu]!" - respondeu-me um desses activistas, perante quem eu tinha feito tal observação.
(Por "elites de esquerda" estava eu a referir-me ao tipo de líderes de (suposta) esquerda que notoriamente o são em busca de poder e controlo sobre os outros - e não os que querem realmente mudar as coisas. Pois, a criação de tal Fórum alternativo era clara e notoriamente o que dizia eu que era. E não uma criação independente de tal movimento que tinha surgido.)
Mas, deixemo-nos de críticas a uma organização que merece apenas ser ignorada...
Se querem saber do que estou eu a falar, quando digo que Boaventura Sousa Santos (o autor que, enquanto decorriam as manifestações chamadas de "antiglobalização", era indicado pela imprensa controlada como a pessoa que devia ser lida, para saberem todos porque razão ocorriam tais estranhas manifestações) apenas faz denúncias e críticas ligeiras das actividades do FMI, Banco Mundial e afins, comparem o que escreve este autor com o que é, por exemplo, denunciado <nesta> entrevista.

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nota final: E, observem que tipo de pessoas é que são convidadas para este Fórum Social Mundial: Noam Chomsky, Ignacio Ramonet... A nata da falsa e reformista esquerda ocidental. Chossudovsky (descobri quando estava a acabar de escrever esta colocação) está também consciente das fontes de financiamento deste Fórum... Ficando nós sem saber, então, porque razão decide ele dar lugar aos escritos de Sousa Santos no sítio na Internet do primeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E, mais uma vez, censurado pela Blogger

10.07.17

(É por estas e por outras é que abandonei eu tal serviço e me mudei para o SAPO...)
O seguinte, é um comentário que (foi feito de modo apressado e sem grande paciência, mas que, ainda assim) foi repetidamente censurado - [1] [2] [3] - que tentei deixar num recém-criado blogue do mesmo autor da (relativamente conhecida) conta no Twitter "Crimes of Britain", em que se propõe tal autor a denunciar o que chama o "conluio" que existe entre o governo britânico e alguns grupos terroristas a operar em países muçulmanos.
Para melhores esclarecimentos (mais cuidados e elaborados) sobre os assuntos de que a seguir falo, deixo também aqui as seguintes hiperligações - [1] [2] [3] - para colocações minhas anteriores.

 

Fernando Negro 30 June 2017 at 05:29

It's not "collusion" that we're talking about... It's "creation" and "command & control".

The name "al-Qaeda" means "the Base" - and, it comes from the computer/IT term "database" (http://www.globalresearch.ca/al-qaeda-the-database-2/24738). This supposed organization is actually just a list/"database" of Muslim fanatics who are, unknowingly, being used by Western (i.e. UK + USA) intelligence agencies - including on Western soil. And, as even the official History admits, "al-Qaeda" is a creation of the CIA.

Former MP Robin Cook called people's attention to the origin of such supposed organization (https://www.theguardian.com/uk/2005/jul/08/july7.development) a day after the 7/7 terrorist attacks, and appeared dead less than a month afterwards.

The recent change, in name, from "al-Qaeda" to "ISIS", most probably came as a result of the (at the time, increasingly) apparent contradiction, that was becoming too noticeable or obvious, that such supposed organization was actually being supported by the West (for example, in Lybia: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/africaandindianocean/libya/8391632/Libya-the-West-and-al-Qaeda-on-the-same-side.html) while, at the same time, it was, supposedly, its enemy nº 1.

(And, even if you consider ISIS to be a separate organization from al-Qaeda - which is not, since that, its members are the same: http://tarpley.net/isis-same-fanatics-nato-armed-in-libya-and-syria/ - again, there are also proofs of a Western hand behind the appearance of such supposed organization: http://www.wnd.com/2014/06/officials-u-s-trained-isis-at-secret-base-in-jordan/)

Al-Qaeda/ISIS is just a tool of British and American intelligence agencies, that serves a variety of purposes. And, when it comes to terrorist attacks on Western soil, its purpose is (1) to create a pretext to invade countries in the Middle East, that are rich in natural resources, and (2) to create a pretext for a Police State in the West (in which the ruling elites, who ultimately give orders to our governments, can better control the ignorant masses).

Notice, for example, how the most important terrorist attacks on Western soil (the ones that cause more victims, and require serious planning) always happen on days or months 7, 11 and 22 (i.e. dates with Masonic numbers).

Please, take a look at the following great lecture, given in 2002, by Prof. Michel Chossudovsky, editor of the well-known "Centre for Research on Globalization" (GlobalResearch.ca), for an introduction to what I'm talking about.



And, please also take a look at the following sources, for more information about this: https://www.infowars.com/https://twitter.com/EstulinDanielhttp://www.globalresearch.ca/https://www.corbettreport.com/http://tarpley.net/http://www.voltairenet.org/enhttp://www.larouchepub.com/ + http://www.tenc.net/

With all due respect, to know what you're (really) talking about, you should first do some serious reading of the above-mentioned sources... Otherwise, you'll just write tons and tons of wrong/incorrect analysis of what's (really) going on - and you'll possibly only realize some years from now how wrong/incorrect you were about this particular subject.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 17:32

Reportagem censurada da BBC sobre relatado abate do voo MH17

03.08.14

(Mais informação, sobre esta reportagem, aqui e aqui. Têm também aqui a Press TV a reportar a mesma coisa, logo no próprio dia da queda do avião. E, quem quiser ouvir um breve apanhado sobre o que de mais estranho se passou com este voo, tem esta muito boa entrevista, baseada no que aqui é denunciado.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há 5 anos, o Mundo esteve à beira de uma Guerra Nuclear

15.12.12

(E, como em Portugal quase ninguém lê a imprensa internacional e alternativa, naturalmente, muito pouca gente disto deve saber...)






"The Kennebunkport Warning And The Rogue B-52 – Confirmation With A Vengeance"



(Quem quiser saber o quão próximo poderemos estar, outra vez, de uma - e, pelo menos desta vez, a nível mundial - pode começar por aqui, aqui e aqui.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:23

8 horas de trabalho

14.10.11

Se é produzir mais que querem, então contratem mais pessoas, que há muita gente a querer trabalhar.
Não nos tirem é o que há já muitos anos foi conquistado com muito esforço e pelo qual tiveram de morrer pessoas.
Teriam de baixar os salários? Então que o façam e repartilhem os sacrifícios por todos.
Torna-se incomportável o baixo valor destes? Então que se repense todo este modelo politico-económico e social, que funciona segundo a lógica de mercado global, que tem sempre como consequência a diminuição dos salários e o empobrecimento de toda a população e que se considerem então outras alternativas.
Mas será que é mesmo produzir mais que querem? Ou usar toda esta crise como desculpa para explorar ainda mais as pessoas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem era Osama bin Laden

06.05.11

Um agente da CIA até aos seus últimos dias de vida. Membro da família bin Laden, muito amiga da família Bush, e um fantoche que nunca realmente se virou, a dada altura, contra os seus apoiantes de sempre.
Um útil peão no xadrez político mundial, que sempre serviu os interesses ocidentais até ter morrido em Dezembro de 2001.
(Quaisquer fotografias ou filmagens que possam surgir, da sua suposta morte há poucos dias, serão obviamente falsas.)
O anúncio recente da sua morte, terá sido obviamente decidido ser feito nesta altura, por ser considerada a mais politicamente conveniente e deverá servir um qualquer propósito, ainda desconhecido do grande público.
(Será que para culpar o Paquistão de tudo isto e intensificar os ataques a este país, agora que o seu governo se alia contra os interesses ocidentais?)
Oiçam (esta pequena palestra vale mesmo a pena) o que Michel Chossudovsky andava em 2002 a dizer, sobre o facto deste personagem ter sempre servido os interesses dos EUA e restantes governos ocidentais. (Fontes para a sua palestra: [1] [2] [3].)
A sua organização, baptizada de "al-Qaeda" - que em árabe quer dizer "a Base" e cujo nome tem origem no termo "base de dados", usado em meios informáticos - corresponde a uma lista de fanáticos muçulmanos que são usados, sem o saberem, pelos serviços secretos norte-americanos para benefício destes últimos e dos seus aliados. Esta organização não existe, nem nunca existiu, como entidade independente. Sendo, desde a sua origem, um braço armado (islâmico) da CIA, que é usado para diversos propósitos.
Podendo ser usada, tanto para tentar derrubar governos não alinhados com os interesses ocidentais (Afeganistão, Líbia), como para desestabilizar certos países e, com isto, providenciar um pretexto para uma intervenção ocidental (Kosovo), ou mesmo para atacar o próprio Ocidente - sejam, neste último caso, alvos civis no seu próprio solo (fachada, apenas, do 11 de Setembro, pois os atentados, em si, foram executados pelo próprio governo norte-americano), ou alvos militares em missão no Grande Médio Oriente (um exemplo), para, com isto, providenciar um pretexto para que esse mesmo Ocidente invada países, nesse mesmo Médio Oriente situados, ricos em recursos naturais ou que estejam no meio de trajectos planeados de transporte de recursos naturais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

WikiLeaks

29.12.10
Não me irei alongar muito sobre o caso "WikiLeaks"...
Irei apenas, para além de chamar a atenção para o crescente coro de vozes que têm expressado, na Internet, fortes suspeitas quanto à verdadeira natureza desta organização - como o seu co-fundador John Young, os jornalistas cidadãos James Corbett e James Evan Pilato, o investigador Daniel Estulin, o mais conhecido autor Michel Chossudovsky e até mesmo um conselheiro presidencial iraniano - enunciar brevemente os quatro que penso serem os seus reais propósitos.
  1. Servir como armadilha para apanhar quem queira denunciar coisas realmente importantes (leiam isto)
  2. Espalhar propaganda da parte do poder estabelecido (bin Laden vivo? isso não é o que realmente dizem os serviços secretos!)
  3. Denegrir a imagem pública de quem não esteja alinhado com esse mesmo poder estabelecido (ler 7º comentário a esta colocação)
  4. Servir como pretexto para que os nossos governos comecem a controlar a informação disponível na Internet (ver isto)

    Autoria e outros dados (tags, etc)