Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Voltamos aos atentados de bandeira falsa em Itália

18.08.18

gladio.jpg

 

Far-Left Anarchist Extremists Take Credit For Bombing Italian Populist Party Office

 

A história é sempre a mesma...

  1. O motivo/alvo do ataque é algo de imensamente estúpido (como, pôr uma bomba numa igreja na véspera de Natal, ou neste caso pôr uma bomba numa sede de um partido político que, claramente, não é pior do que os outros - muito pelo contrário).
  2. E, quanto à autoria dos ataques, estes são sempre (a) ou reinvidicados por um qualquer grupo que ninguém (no meio anarquista) conhece (b) ou não são reinvidicados por ninguém, sendo alguns verdadeiros anarquistas acusados de e presos por isto (enquanto os média muito reportam tal coisa) e sendo posteriormente tais anarquistas ilibados disto (enquanto os média, convenientemente, mal reportam tal coisa).

E, reparem em como são os verdadeiros progressistas quem constitui o alvo deste atentado (muito a fazer lembrar o assassinato de Aldo Moro)...
Que sentido é que faria, para alguém que supostamente quer melhorar a sociedade, atacar logo os que querem também claramente fazê-lo, em vez de atacar os restantes?
A quem é que verdadeiramente interessa (ou, por outras palavras, quem é que realmente beneficia de) este atentado? (Lembrem-se de que o "Liga Norte" é indubitavelmente anti-sistema!)

Tenham sempre em mente o seguinte relatório, que eu parcialmente traduzi há uns bons anos, de cada vez que oiçam falar de atentados terroristas em Itália atribuídos a anarquistas.

 

Anarchists to be targeted as "terrorists" alongside Al Qaeda

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 04:57

Não houve qualquer ataque químico na Síria (x3)

30.04.18

"No Attacks, No Victims": Syria Chemical Attack Video Participants Speak At OPCW Briefing

by Tyler Durden [Zero Hedge]
Fri, 04/27/2018 - 22:23

Russian officials brought fifteen people to The Hague from the city of Douma, Syria, said to have been present during the alleged April 7 chemical attack - including 11-year-old Hassan Diab, who was seen in a widely-distributed video taken by the controversian NGO organization known as the "White Helmets," who filmed themselves giving Diab "emergency treatment" after the alleged incident.

We were at the basement and we heard people shouting that we needed to go to a hospital. We went through a tunnel. At the hospital they started pouring cold water on me,” said Diab, who was featured in the video which Russia's ambassador to the Netherlands says was staged.

The boy and his family have spoken to various media outlets, who say there was no attack.



Others present during the filming of Diab's hospital "cleanup" by the White Helmets include hospital administrator Ahmad Kashoi, who runs the emergency ward.

 

There were people unknown to us who were filming the emergency care, they were filming the chaos taking place inside, and were filming people being doused with water. The instruments they used to douse them with water were originally used to clean the floors actually,” Ahmad Kashoi, an administrator of the emergency ward, recalled. “That happened for about an hour, we provided help to them and sent them home. No one has died. No one suffered from chemical exposure.” -RT

 

Also speaking at The Hague was Halil al-Jaish, an emergency worker who treated people at the Douma hospital the day of the attack - who said that while some patients did come in for respiratory problems, they were attributed to heavy dust, present in the air after recent airstrikes, but that nobody showed signs of chemical warfare poisoning.

 

The hospital received people who suffered from smoke and dust asphyxiation on the day of the alleged attack, Muwaffak Nasrim, a paramedic who was working in emergency care, said. The panic seen in footage provided by the White Helmets was caused mainly by people shouting about the alleged use of chemical weapons, Nasrim, who witnessed the chaotic scenes, added. No patients, however, displayed symptoms of chemical weapons exposure, he said. -RT

 

Emergency paramedic Ahmad Saur who is with the Syrian Red Crescent, said that his hospital ward did not receive any patients exposed to chemical weapons the day of the alleged incident, and that all the patients either needed general medical care or help with injuries.



That said, none of these people's testimony will make it into the "official record" as it currently stands. Russia's permanent representative to the OPCW, Aleksandr Shulgin, said that the OPCW has already interviewed six alleged Douma witnesses brought to The Hague , and they won't interview any more.

 

The others were ready too, but the experts are sticking to their own guidelines. They’ve picked six people, talked to them, and said they were 'completely satisfied' with their account and did not have any further questions" -Aleksandr Shulgin

 

Shulgin also said that "certain Western countries" accusing Russia and Syria of trying to "hide" witnesses to the attack is not true.

Meanwhile, the West - unhappy with this unexpected diversion to its narrative - has called the Russian press conference a "stunt" - with Britain and France both denouncing it as an "obscene masquerade."

This obscene masquerade does not come as a surprise from the Syrian government, which has massacred and gassed its own people for the last seven years,” said France’s ambassador to the Netherlands, Philippe Lalliot.

"The OPCW is not a theatre," Britain's envoy to the agency, Peter Wilson, said in a statement. "Russia's decision to misuse it is yet another Russian attempt to undermine the OPCW's work, and in particular the work of its fact-finding mission investigating chemical weapons use in Syria."

In other words, the West is happy to bomb a sovereign nation based on nothing more than non-public "evidence" suspected to have been staged and provided by the White Helmets, but when actual residents of Douma show up to tell their side of it, they are condemned as an "obscene masquerade" and denied an opportunity to submit their testimony on the record. Sounds about right for the military industrial complex which if nothing else scored a few extra billion in procurement contracts thanks to the latest farcical attack on Syria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não houve qualquer ataque químico na Síria (x2)

24.04.18



Com as imprensas britânica, alemã e até mesmo portuguesa a serem forçadas a admitir isto (com a portuguesa - por ser dirigida a um público menos inteligente - a tentar distorcer os factos, ao falar apenas numa "alegada" encenação) já o pretexto para mais um muito estúpido ataque, por parte de Donald Trump, à Síria começou a cair por terra... E, cabe então agora à inteligência de cada um julgar os factos ocorridos por si próprio/a.
Mas, já que é de inteligência (ou falta dela) da parte de quem vê as notícias televisivas de que falamos, aproveito então para apelar a esta e também ao sentido crítico de quem lê este blogue, para analisar outras duas "provas" que a imprensa controlada nos apresentou para tentar convencer as pessoas de que um ataque químico realmente ocorreu.
Primeiro que tudo, reparem na linguagem corporal do seguinte entrevistado, que descreve a suposta morte da sua família... ("Oh, que chato. A minha família morreu toda... Olha, acontece.")



E, depois disso, espreitem <esta> análise de uma notícia emitida pela CNN, onde uma repórter decide cheirar uma mochila supostamente contaminada com o gás venenoso usado, para averiguar se tal mochila está contaminada ou não...
(Preciso eu de explicar sequer o que estaria imensamente errado na decisão de alguém fazer uma coisa destas, quando está a lidar com um gás venenoso?!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 00:21

Não houve qualquer ataque químico na Síria

14.04.18

[E, se tivesse ocorrido um destes horríveis incidentes - que, sabem Bashar al-Assad e toda a gente bem informada, não são mais do que a desculpa perfeita para que o Ocidente possa intervir a favor da sua al-Qaeda - teriam, obviamente, sido os próprios rebeldes os autores do mesmo... É a mesma história do que se passou há 5 anos - e não só. Reparem bem na altura em que isto acontece: uns meros dias depois de Trump ter declarado que queria retirar as tropas estadunidenses da Síria...]

 

"There Wasn't A Single Corpse": Russia Claims 'White Helmets' Staged Syria Chemical Attack

by Tyler Durden [Zero Hedge]
Thu, 04/12/2018 - 04:44

Russia claims that the reported chemical attack in Syria last Sunday was staged by the "white helmets," a US-funded NGO lauded by mainstream media for their humanitarian work, while long-suspected of performing less-than humanitarian deeds behind the curtain.

Speaking with EuroNews, Russia's ambassador to the EU, Vladimir Chizov, said "Russian military specialists have visited this region, walked on those streets, entered those houses, talked to local doctors and visited the only functioning hospital in Douma, including its basement where reportedly the mountains of corpses pile up. There was not a single corpse and even not a single person who came in for treatment after the attack."

"But we've seen them on the video!" responds EuroNews correspondent Andrei Beketov.

"There was no chemical attack in Douma, pure and simple," responds Chizov. "We've seen another staged event. There are personnel, specifically trained - and you can guess by whom - amongst the so-called White Helmets, who were already caught in the act with staged videos."



Russia said it sent experts in radiological, chemical and biological warfare - along with medics, in order to inspect the Eastern Ghouta city of Douma where the attack is said to have taken place.

Russia's Defense Ministry said in a statement that the experts "found no traces of the use of chemical agents," following a search of the sites, adding "All these facts show... that no chemical weapons were used in the town of Douma, as it was claimed by the White Helmets."

All the accusations brought by the White Helmets, as well as their photos... allegedly showing the victims of the chemical attack, are nothing more than a yet another piece of fake news and an attempt to disrupt the ceasefire,” said the Russian Reconciliation Center.

In a statement to the UN Security Council on April 9, Russia's UN Ambassador, Vassily Nebenzia outlined Russia's position on the timeline of the attack in Douma, as well as the Western response after the White Helmets reported that chemical agents were used:


On April 6, the new head of Jaysh al-Islam, following instructions of sponsors, derailed the evacuation of a party of fighters from Douma and resumed the rocket and mortar fire against residential areas in Damascus. The firing targeted [indistinct name of four areas]. According to official information, eight people died. 37 civilians were wounded. Unfortunately, we failed to see statements from Western capitals condemning the shelling of a historical district of Damascus. The following day, April 7, fighters accused the Syrian authorities of dropping barrel bombs with toxic substances. At the same time, diversions were being mixed up. It was either called sarin, chlorine, or a mix of toxic gases. Based on a well-known scheme, these rumors were immediately taken out by those who are financed by western capitalists; I am referring to NGOs and the White Helmets who are mendaciously acting under the cloak of health professionals. And these reports were also taken up and transferred to media outlets.

It behooves us once again to state that many of these dubious structures have a clear list of the email addresses of representatives of Security Council members, which shows that some of our colleagues, with a reckless approach towards their status, are leaking sensitive information to their protégés. Incidentally, all should recall the way that accidentally, the White Helmets put on the internet a video which showed preparations for staging a so-called victim of an alleged attack perpetrated by the Syrian army.

Indeed, over the last several years, reports out of Syria have been criticized as being primarily of anti-Assad origin and unverified.

In a speech at the UN, pro-Assad Canadian journalist and RT contributor Eva Bartlett gave her account of what's going on with reports out of Syria - calling western sources "compromised" and "not credible."



Meanwhile, UK Prime Minister Theresa May told President Trump on Tuesday that Britain would require more evidence in last weekend's suspected chemical attack before committing to a military strike against Syria, reports The Times.


The prime minister rejected a swift retaliation as inspectors from the Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons (OPCW) prepared to visit the Damascus suburb where at least 40 people were reported to have been killed by chlorine gas on Saturday. -The Times

May chaired a meeting of the national security council in London this week, where she spoke with Presidents Trump and Macron for the first time since the Douma chemical attack. It is reported that Trump, who's had a remarkable change of heart on U.S. involvement in Syria since the election, did not ask the UK to join military strikes.


A No 10 read-out of her call with the US president stated that they agreed the international community “needed to respond” but stopped short of blaming the Syrian regime. “They agreed that reports of a chemical weapons attack in Syria were utterly reprehensible and if confirmed, represented further evidence of the Assad regime’s appalling cruelty against its own people and total disregard for its legal obligations not to use these weapons,” it said. -The Times

President Trump also appears to have backed off an imminent strike after promising Syria would "pay a big price," and that the U.S. response would be decided by Wednesday. Trump reportedly canceled travel plans after reports emerged that Russian and Iranian involvement in Syria would complicate matters in the region.

Meanwhile, Secretary of Defense James Mattis has said that the U.S. is still assessing intelligence on the alleged chemical attack, saying in a statement "we're still working on this." In the same breath, Mattis said the United States is "ready" to provide military options for Syria.

 

***

 


(Está disponível uma transcrição desta muito importante declaração, há poucos dias feita na ONU pelo Embaixador russo, Vassily Nebenzia, <aqui>.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Assassinato de bandeira falsa?

19.03.18

marielle_franco.jpg

Assassinada uma vereadora brasileira que era uma forte crítica da actuação da Polícia Militar (PM) nas favelas do Rio de Janeiro. Reacção imediata da parte de quase todos? Suspeitar da PM como autora de tal assassinato. Mas, será a realidade assim tão simples?
Primeiro que tudo, analizemos o que teria a PM a ganhar com isto...
Calar uma voz dissidente? Imensa gente, no Rio de Janeiro, é crítica (e com razão) da actuação desta polícia - por ser a mesma notoriamente desrespeitadora dos direitos civis e humanos. O que ganharia então a PM em calar uma única voz crítica, quando milhares de outras continuarão activas e poderão tomar o lugar mediático e/ou político desta?
A reacção imediata de quase toda a gente (que não pára para pensar) perante um assassinato destes, é (obviamente) suspeitar imediatamente da PM como autora do mesmo. Ora, o que teria a PM a ganhar em manchar (ainda mais e muito) a sua imagem pública - e, em consequência de um acontecimento destes, ter possivelmente as pessoas a criticá-la de um modo ainda mais forte?
(A ser a PM a responsável por uma coisa destas, tal seria uma acção imensamente estúpida e claramente contraproducente da sua parte.)
Quem é que ganha, então, realmente com isto?
(Para quem souber o que se passa por trás de toda esta guerra ao tráfico de drogas no Brasil e não só, a resposta é óbvia...)
A serem levadas estas fortes críticas (que certamente muito aumentarão com este assassinato) às suas últimas consequências possíveis, no que isto se poderá traduzir, é num retirar das forças policiais e militares das favelas desta cidade.
E, quem é que (ultimamente, ou mais) ganhará com tal retirada?
As favelas do Rio de Janeiro (toda a gente sabe) são a fonte de droga desta enorme metrópole, onde vivem mais de 12 milhões de pessoas. E, o tráfico de drogas (saberão os melhor informados) é algo de imensamente importante para o poder económico estabelecido ocidental e não só (i.e. as multinacionais que controlam os nossos governos e seus serviços secretos - assim como os bancos que lavam o dinheiro de tal tráfico - que dependem até do lucro oriundo deste mesmo tráfico para se manterem em actividade).
Ora, se se acabar com o combate ao tráfico de drogas no Rio de Janeiro, quem é que ultimamente beneficia com tal termo?
Reparem na intensidade e na rapidez com que a imprensa controlada portuguesa, não só cobriu este caso, como tratou logo de promover as manifestações organizadas em torno do mesmo: https://www.publico.pt/2018/03/15/mundo/noticia/vereadora-critica-da-policia-militar-assassinada-no-rio-de-janeiro-1806715
(E, quando lerem a anterior notícia, reparem também em como até o poder político português quis logo usar este mesmo caso para fazer pressão sobre as autoridades brasileiras...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isto é que é Patriotismo

04.12.17

Bravos irlandeses, que nunca deixaram de lutar pela independência do seu país, apesar de séculos de repressão e de terem até sido alvo de uma campanha genocida por parte do Império Britânico.



E, cujos alguns dos descendentes, mantendo-se fiéis ao espírito dos seus antepassados, continuam a lutar contra as novas formas de opressão imperialista.

 

David Rockefeller confronted at his dinner table by "The Sovereign Independent" at the Trilateral Commission

Sovereign Independent
May 10, 2010

At approximately 12:15 pm on 9th May, two representatives of the Irish newspaper, The Sovereign Independent entered The Four Seasons Hotel in Dublin, Ireland, where the latest meeting of the Trilateral Commission was taking place and confronted David Rockefeller at his dinner table.

We unassumingly entered the reception area of the hotel and proceeded through the lobby to the seating and dining area at the back of the premises where we sat down and ordered coffee. There was a table immediately behind us which was set up for lunch for 6 people.

We had a few copies of our newspaper with us and discussed posting a few at reception to Henry Kissinger and David Rockefeller when to my utter surprise I noticed David Rockefeller’s bodyguard walking in my direction. Without acting suspicious I then observed the trademark walking stick behind the bodyguard and David Rockefeller was suddenly walking past us and took the seat at the table set for lunch directly behind us.

We immediately decided that we couldn’t miss this opportunity to confront the evil sitting in our midst and to our complete surprise were given the opportunity when the bodyguard appeared to leave the room.

With a few deep breaths we both rose and confronted David Rockefeller at his dinner table in front of his guests with the words. “Mr. Rockefeller, you will never get your New World Order. We are not your slaves; we are not your slaves.”

The room fell into complete silence as our words reverberated all the way through to the reception area with the stunned looks on Rockefeller’s guest’s faces evident in the footage. Rockefeller had a look of complete shock on his face as I leant over him and placed a copy of The Sovereign Independent right in front of him on his table taking care not to touch him in any way or to disturb anything on his table.

We calmly turned away as the bodyguard, clearly not knowing that we had caused the disturbance, ran past us to get to Rockefeller. We walked the approximately 40m to the front entrance, down the drive past the attending police officers and onto the street.

Unfortunately due to the risk of our phone being taken from us as we were filming the video is a bit shaky and Rockefeller can only be seen briefly at the end, almost in silohette, although, anyone who knows what he looks like should clearly recognise him. He is only in the last few frames of the video on the far left.

We’d been there the previous day with Jim Tucker, holding a peaceful protest, outside the gates with a number of other groups which had gone well. Hundreds of copies of the newspaper were handed to passersby who had wanted to know what was going on.

There had also been an attempt to have Henry Kissinger arrested under an arrest warrant issued by the Spanish authorities which was, as far as was known, still valid. This evidence was presented to the police officers on duty and recorded. This matter is currently ongoing with visits to the Spanish embassy in Dublin being made this morning, Monday 10th May.

Neil Foster & Dave Derby, The Sovereign Independent

Autoria e outros dados (tags, etc)

Patriotismos da tanga

02.12.17

Dois comentários que não resisti a deixar a um vídeo no YouTube - que encontrei a propósito do <comentário> que deixei à minha última colocação - seguidos de um interessante vídeo.
A hiperligação incluída no primeiro comentário é <esta>. (E, quem duvidar de que os afegãos nem sequer sabem o que foi o 11 de Setembro, tem <esta> notícia.)
Quem quiser ver as provas de que as plantações de ópio, não só não diminuiram, como continuam a bater recordes - não "apesar" da presença de tropas ocidentais, mas obviamente por causa das mesmas - tem <esta> notícia.
E, têm também <aqui> uma série de belas fotografias, demonstradoras da "passividade" das tropas ocidentais perante as plantações de ópio no Afeganistão.

 

(Podem clicar na imagem, para ler melhor.)

comandos.png

 

 

[Aos quais aproveito para deixar aqui uma pergunta retórica...]

 

Militares das Forças Armadas portuguesas,

A necessidade de pegar em armas (na altura, para defender a população de ataques de guerrilhas criadas por potências estrangeiras, no que era ainda considerado território português) acabou há mais de 40 anos.
Ninguém, no seu perfeito juízo, vai querer invadir um (atraso de) país destes (nem que seja apenas porque não quer contrair uma dívida equivalente a 130% do PIB e que deverá crescer).
O nosso país está, neste momento, a ser destruído - não pela via militar e física, mas pela via política e económica - por interesses estrangeiros (nomeadamente, através de traidores no governo, que servem os mesmos).
Assim sendo, que tal largarem as armas e os muito dispendiosos veículos e equipamentos (que, aparentemente, muito gostam de usar) e adoptarem antes formas efectivas de luta pelo bem-estar do vosso país, lutando social e politicamente contra a destruição que está em curso e os traidores responsáveis pela mesma?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 02:17

Definitivamente, a RT já não é o que era...

12.11.17

rt_london.png

[Duas cartas electrónicas que, há poucos dias, enviei a um amigo meu que vive em França, depois de me ter ele enviado uma hiperligação para uma discussão no fórum "reddit", sobre a publicidade que a RT faz no Metro de Londres.]

 

Assunto: Publicité de Russia Today dans le métro de Londres

Deverá ser um bom avanço. Mas, infelizmente, a RT já não é o que era...

De ser uma estação de televisão verdadeiramente incómoda (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/eua-a-perder-a-guerra-da-informacao-1588) passou a ser uma mais "moderada", que já evita os assuntos mais polémicos (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/programa-the-truthseeker-da-rt-quase-10551).

E, para além disto, já soube de dois casos em que se calaram por causa de ameaças vindas de governos. Sendo estes (1) o facto de não entrevistarem mais o Alex Jones (que foi quem iniciou a mim e muita gente nesta temática das "conspirações") devido a uma ameaça do governo estadunidense (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/a-razao-pela-qual-alex-jones-nao-64492) e (2) o terem-se recusado a emitir um episódio da série de documentários do Daniel Estulin, devido a uma ameaça da Presidente Kirchner, da Argentina (https://twitter.com/estulindaniel/status/568059743056609280 + https://twitter.com/EstulinDaniel/status/880483985213796352).

Para além disto, a RT cometeu o que é, para mim, o maior pecado de todos, que podem cometer os média de massas ou a classe política - que foi (começar a) mentir sobre a questão das "alterações climáticas" (https://www.rt.com/viral/398734-mummified-corpses-alps-glaciers/) depois de, no passado, ter andado a chamar a atenção para esta fraude (https://www.rt.com/news/climategate-climate-change-fake/).

O que o Daniel Estulin (que é russo) diz, é que a situação política na Rússia não é tão simples como parece. Pois, se o Putin notoriamente controla a política exterior deste país, a sua economia nacional está ainda nas mãos dos traidores/liberais que lá foram postos pelos americanos, a seguir à queda da União Soviética (sendo essa, até, a razão pela qual a economia da Rússia continua em tão mau estado, apesar do enorme potencial que o país tem). E, como tal, há ainda certos órgãos do Estado russo sob o controlo de traidores.

O Estulin (que ficou fulo com a censura de que foi alvo) diz que a RT é então um órgão que está sob o controlo dos liberais - e que terá sido por isso que ele foi censurado. Mas, eu não partilho desta opinião... Apenas, acho que a RT moderou (muito erradamente, na minha opinião) os seus critérios editoriais e está agora a seguir a linha do seu governo de alinhar também com a mentira do "aquecimento global" (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/os-brics-nao-sao-uma-falsa-oposicao-a-85794).

De qualquer modo, a partir do momento em que apanho eu uma grande entidade a mentir sobre um assunto importante, perco a confiança na mesma. E, como tal, deixo de poder acreditar em quase qualquer coisa que dela venha. E, juntando isto ao facto de ser esta estação de televisão agora pouco diferente das restantes... Acabei por perder muito de (ou quase todo) o interesse que tinha pela mesma...

Ainda assim, há momentos que nunca irei esquecer de ter visto nos seus canais, como os seguintes:

http://blackfernando.blogs.sapo.pt/eles-bem-vao-dando-as-dicas-41496
http://blackfernando.blogs.sapo.pt/os-pedofilos-que-nos-governam-a-todos-5723

 

*

 

Assunto: Esclarecida a verdadeira natureza da RT

Até ler os seguintes tweets do Daniel Estulin, pensei que as críticas dele à RT fossem mais motivadas por rancor pessoal, por ter tal estação de televisão cancelado a série de documentários dele, que era exibida no canal em castelhano. Pois, pensei que fosse esta estação totalmente financiada pelo governo russo. Mas, parece que não é assim... E, como sempre, a melhor maneira de compreender a (verdadeira) natureza de uma fonte mediática é "seguir o dinheiro":

https://twitter.com/EstulinDaniel/status/929041502143205376
https://twitter.com/EstulinDaniel/status/927719904073039873
https://twitter.com/EstulinDaniel/status/929075770785390592

A resposta que ele acabou de me dar a algo de muito estranho em que eu já tinha reparado, aliás, confirma que há aqui mais (e pior) censura do que eu pensava:

http://blackfernando.blogs.sapo.pt/programa-the-truthseeker-da-rt-quase-10551
https://twitter.com/EstulinDaniel/status/929124447117721600

Autoria e outros dados (tags, etc)

Possíveis explicações para a escolha dos números "17" e "91"

05.10.17

luxor-route91harvest.jpg

[Aproveitando eu para dizer que este blogue continua de "férias" - e que esta é apenas mais uma interrupção que se justifica das mesmas - e também para acrescentar que, devido à natureza mais esotérica (e doentia) do assunto de que a seguir falo (que, para além disso, também atrai os "maluquinhos das conspirações" ou "conspiranóicos") não tenciono eu fazer aqui mais colocações sobre o mesmo... Para completar, de certo modo, algo que eu aqui <publiquei> anteriormente, venho só colocar neste blogue mais alguma correspondência privada que recentemente enviei, a propósito de mais dois atentados terroristas que recentemente ocorreram, em que dá para perceber que houve, uma vez mais, mão do poder estabelecido por trás.]

 

Assunto: Números maçónicos que desconheço

No seguimento de cartas anteriores, em que avisei da maior probabilidade de haver ataques terroristas em certos dias específicos, venho só acrescentar que:

1) Pelo que tenho lido, nos "tweets" de um ex-agente dos serviços secretos russos (https://twitter.com/EstulinDaniel) que confirmou as suspeitas que já muita gente (que está atenta a estes fenómenos) tinha, tenho ficado a saber que há mais números maçónicos, para além dos que eu e muita gente conhecíamos. Pois, a propósito de outro atentado, disse este autor uma vez que o "50", por exemplo, é também um número maçónico - e veio agora também dizer que o massacre que ocorreu em Las Vegas tem a ver com o número "91": https://twitter.com/EstulinDaniel/status/915223942444576771 (Sendo que, o uso destes números não tem necessariamente a ver com o dia do mês, em si - mas, também com outras contas e jogos numerológicos que podem ser feitos...)

(A propósito do massacre que ocorreu em Las Vegas, cruzem a informação que é possivelmente denunciada no subtítulo "1st Rule: Announcing What Will Happen Beforehand" do seguinte artigo - https://www.henrymakow.com/9-11-as-occult-trauma-brainwashing.html - com a seguinte notícia, que não deverá ser passada em qualquer meio de comunicação de massas: https://www.prisonplanet.com/concert-goers-were-warned-they-were-all-going-to-die-tonight.html)

2) Reparem que eu disse que também tem havido ataques noutros dias. Pois, (tal como eu explico aqui: http://octopedia.blogspot.pt/2017/06/o-estranho-caso-dos-passaportes-e-bi-no.html?showComment =1496871453346#c8023770354619422176) desde que começou esta nova vaga de atentados, em 2014, há alguns/vários que são agora cometidos por quem decide simplesmente responder aos apelos do dito "Estado Islâmico" para cometer atentados por iniciativa própria. E, se algum muçulmano chanfrado decide, num qualquer dia que lhe dá na gana, cometer um atentado sozinho, por mera iniciativa própria (como atacar um polícia à facada, numa estação de comboios), obviamente que o dia escolhido para tal atentado não obedecerá a (supostas) regras de qualquer sociedade secreta (da qual não recebe tal pessoa louca ordens directas).

3) O ataque nas Ramblas de Barcelona, poderá ter sido um destes ataques, da parte de alguém que simplesmente decidiu, por iniciativa própria, fazê-lo naquele dia. Mas, depois de ter eu ficado a saber (ou ter sido lembrado de) que neste ano (de 2017) se estão a comemorar os 300 anos da criação da Maçonaria (fundada em 1717) é possível que o dia "17" (escolhido para o ataque em Barcelona) possa também ter um significado maçónico(?) neste ano. (E, a confirmar isto, poderá estar a informação, que foi avançada pelos meios de massas, sobre uma mão do dito "Estado Islâmico" por trás deste atentado: http://www.dailymail.co.uk/news/article-4808884/Imam-suspected-masterminding-Barcelona-attacks.html)

[Editado a 10/10/2017: Tendo eu recebido um outro "like" (que interpreto como confirmação do que afirmo) da parte de Daniel Estulin, a seguinte é mais uma explicação para o facto de ter sido escolhido o dia "17" para o ataque em Barcelona: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/917636132304834567]

4) Eu não sou, nem tenho quaisquer pretensões a ser, um especialista neste assunto. Pois, apesar de me interessar em saber (para tentar desvendar e compreender) quem é que anda a cometer estes atentados... Por ser eu uma pessoa de interesses muito variados, o resultado é que acabo por saber de quase tudo um pouco, mas acabo também por não saber sobre muitas coisas em profundidade. E, para além disso, esta história de códigos, símbolos e números secretos é (pelo enorme desprezo que tenho por quem recorre a tais: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/914990916485644288) algo que não me interessa por aí além... Mas, no seguimento destas observações que tenho feito (e se alguém tem ainda dúvidas algumas de que as elites que controlam a nossa sociedade recorrem a certos números propositadamente) se alguém se interessar por esta questão da numerologia, tenho uma colocação que fiz, há uns tempos, no meu blogue, onde chamo a atenção para um outro número oculto que está presente no nosso dia-a-dia, no qual ninguém repara: http://blackfernando.blogs.sapo.pt/celebrem-a-vontade-mas-nao-reparem-no-552 (sendo que, nessa colocação, não chamo a atenção também para qual é o número de emergência - equivalente ao 112 - no Reino Unido e outros países, quando virado ao contrário).

 

*

 

Assunto: Número 91

Ainda não sei qual é o significado deste número. Mas, de qualquer modo - depois do que ocorreu em Las Vegas - já me tinha decidido a comprar um livro de um autor que mais sabe sobre este tipo de fenómenos maçónicos (e afins) ocultos - que o Daniel Estulin acabou agora de recomendar: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/915318768217329666

Mas, tendo agora também relido os últimos "tweets" deste último investigador, reparei no seguinte...

O festival onde decorreu o massacre chama-se "Route 91 Harvest" (https://www.facebook.com/Route91Harvest/).

"Harvest", que pode ser uma metáfora para "massacre".

 

*

 

Assunto: Número 91 explicado

A minha suspeita anterior estava errada. E, a pesquisar mais sobre este assunto - nomeadamente, sobre a personagem Aleister Crowley, que terá estado na origem da escolha dos voos nº 93 e 175 dos ataques de 11 de Setembro (https://www.reddit.com/r/conspiracy/comments/14utv0/911_was_an_occult_megaritual_the_numbers_of_the_4/) - penso que acertei agora na resposta.

Fiz há pouco uma pergunta ao investigador Daniel Estulin e ele "respondeu-me" com um "like" - que é o que ele tem repetidamente feito, quando acerto eu em perguntas que ele faz (ou respondo eu acertadamente por ele a outras pessoas, para lhe poupar o trabalho de o fazer):

https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/915899038599401473

O uso deste número é, mais uma vez, uma referência satânica. E, a comprovar o uso de elementos satânicos, estão as imagens onde pode ser vista uma pirâmide como paisagem de fundo do local onde ocorreu o massacre: https://twitter.com/JessicaTruth333/status/915771972683829248

(Uma vez mais, para quem duvidar de que houve uma conspiração relativa também a este acontecimento: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/915893525618872321)

Autoria e outros dados (tags, etc)