Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Não houve qualquer ataque químico na Síria (x3)

30.04.18

"No Attacks, No Victims": Syria Chemical Attack Video Participants Speak At OPCW Briefing

by Tyler Durden [Zero Hedge]
Fri, 04/27/2018 - 22:23

Russian officials brought fifteen people to The Hague from the city of Douma, Syria, said to have been present during the alleged April 7 chemical attack - including 11-year-old Hassan Diab, who was seen in a widely-distributed video taken by the controversian NGO organization known as the "White Helmets," who filmed themselves giving Diab "emergency treatment" after the alleged incident.

We were at the basement and we heard people shouting that we needed to go to a hospital. We went through a tunnel. At the hospital they started pouring cold water on me,” said Diab, who was featured in the video which Russia's ambassador to the Netherlands says was staged.

The boy and his family have spoken to various media outlets, who say there was no attack.



Others present during the filming of Diab's hospital "cleanup" by the White Helmets include hospital administrator Ahmad Kashoi, who runs the emergency ward.

 

There were people unknown to us who were filming the emergency care, they were filming the chaos taking place inside, and were filming people being doused with water. The instruments they used to douse them with water were originally used to clean the floors actually,” Ahmad Kashoi, an administrator of the emergency ward, recalled. “That happened for about an hour, we provided help to them and sent them home. No one has died. No one suffered from chemical exposure.” -RT

 

Also speaking at The Hague was Halil al-Jaish, an emergency worker who treated people at the Douma hospital the day of the attack - who said that while some patients did come in for respiratory problems, they were attributed to heavy dust, present in the air after recent airstrikes, but that nobody showed signs of chemical warfare poisoning.

 

The hospital received people who suffered from smoke and dust asphyxiation on the day of the alleged attack, Muwaffak Nasrim, a paramedic who was working in emergency care, said. The panic seen in footage provided by the White Helmets was caused mainly by people shouting about the alleged use of chemical weapons, Nasrim, who witnessed the chaotic scenes, added. No patients, however, displayed symptoms of chemical weapons exposure, he said. -RT

 

Emergency paramedic Ahmad Saur who is with the Syrian Red Crescent, said that his hospital ward did not receive any patients exposed to chemical weapons the day of the alleged incident, and that all the patients either needed general medical care or help with injuries.



That said, none of these people's testimony will make it into the "official record" as it currently stands. Russia's permanent representative to the OPCW, Aleksandr Shulgin, said that the OPCW has already interviewed six alleged Douma witnesses brought to The Hague , and they won't interview any more.

 

The others were ready too, but the experts are sticking to their own guidelines. They’ve picked six people, talked to them, and said they were 'completely satisfied' with their account and did not have any further questions" -Aleksandr Shulgin

 

Shulgin also said that "certain Western countries" accusing Russia and Syria of trying to "hide" witnesses to the attack is not true.

Meanwhile, the West - unhappy with this unexpected diversion to its narrative - has called the Russian press conference a "stunt" - with Britain and France both denouncing it as an "obscene masquerade."

This obscene masquerade does not come as a surprise from the Syrian government, which has massacred and gassed its own people for the last seven years,” said France’s ambassador to the Netherlands, Philippe Lalliot.

"The OPCW is not a theatre," Britain's envoy to the agency, Peter Wilson, said in a statement. "Russia's decision to misuse it is yet another Russian attempt to undermine the OPCW's work, and in particular the work of its fact-finding mission investigating chemical weapons use in Syria."

In other words, the West is happy to bomb a sovereign nation based on nothing more than non-public "evidence" suspected to have been staged and provided by the White Helmets, but when actual residents of Douma show up to tell their side of it, they are condemned as an "obscene masquerade" and denied an opportunity to submit their testimony on the record. Sounds about right for the military industrial complex which if nothing else scored a few extra billion in procurement contracts thanks to the latest farcical attack on Syria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não houve qualquer ataque químico na Síria

14.04.18

[E, se tivesse ocorrido um destes horríveis incidentes - que, sabem Bashar al-Assad e toda a gente bem informada, não são mais do que a desculpa perfeita para que o Ocidente possa intervir a favor da sua al-Qaeda - teriam, obviamente, sido os próprios rebeldes os autores do mesmo... É a mesma história do que se passou há 5 anos - e não só. Reparem bem na altura em que isto acontece: uns meros dias depois de Trump ter declarado que queria retirar as tropas estadunidenses da Síria...]

 

"There Wasn't A Single Corpse": Russia Claims 'White Helmets' Staged Syria Chemical Attack

by Tyler Durden [Zero Hedge]
Thu, 04/12/2018 - 04:44

Russia claims that the reported chemical attack in Syria last Sunday was staged by the "white helmets," a US-funded NGO lauded by mainstream media for their humanitarian work, while long-suspected of performing less-than humanitarian deeds behind the curtain.

Speaking with EuroNews, Russia's ambassador to the EU, Vladimir Chizov, said "Russian military specialists have visited this region, walked on those streets, entered those houses, talked to local doctors and visited the only functioning hospital in Douma, including its basement where reportedly the mountains of corpses pile up. There was not a single corpse and even not a single person who came in for treatment after the attack."

"But we've seen them on the video!" responds EuroNews correspondent Andrei Beketov.

"There was no chemical attack in Douma, pure and simple," responds Chizov. "We've seen another staged event. There are personnel, specifically trained - and you can guess by whom - amongst the so-called White Helmets, who were already caught in the act with staged videos."



Russia said it sent experts in radiological, chemical and biological warfare - along with medics, in order to inspect the Eastern Ghouta city of Douma where the attack is said to have taken place.

Russia's Defense Ministry said in a statement that the experts "found no traces of the use of chemical agents," following a search of the sites, adding "All these facts show... that no chemical weapons were used in the town of Douma, as it was claimed by the White Helmets."

All the accusations brought by the White Helmets, as well as their photos... allegedly showing the victims of the chemical attack, are nothing more than a yet another piece of fake news and an attempt to disrupt the ceasefire,” said the Russian Reconciliation Center.

In a statement to the UN Security Council on April 9, Russia's UN Ambassador, Vassily Nebenzia outlined Russia's position on the timeline of the attack in Douma, as well as the Western response after the White Helmets reported that chemical agents were used:


On April 6, the new head of Jaysh al-Islam, following instructions of sponsors, derailed the evacuation of a party of fighters from Douma and resumed the rocket and mortar fire against residential areas in Damascus. The firing targeted [indistinct name of four areas]. According to official information, eight people died. 37 civilians were wounded. Unfortunately, we failed to see statements from Western capitals condemning the shelling of a historical district of Damascus. The following day, April 7, fighters accused the Syrian authorities of dropping barrel bombs with toxic substances. At the same time, diversions were being mixed up. It was either called sarin, chlorine, or a mix of toxic gases. Based on a well-known scheme, these rumors were immediately taken out by those who are financed by western capitalists; I am referring to NGOs and the White Helmets who are mendaciously acting under the cloak of health professionals. And these reports were also taken up and transferred to media outlets.

It behooves us once again to state that many of these dubious structures have a clear list of the email addresses of representatives of Security Council members, which shows that some of our colleagues, with a reckless approach towards their status, are leaking sensitive information to their protégés. Incidentally, all should recall the way that accidentally, the White Helmets put on the internet a video which showed preparations for staging a so-called victim of an alleged attack perpetrated by the Syrian army.

Indeed, over the last several years, reports out of Syria have been criticized as being primarily of anti-Assad origin and unverified.

In a speech at the UN, pro-Assad Canadian journalist and RT contributor Eva Bartlett gave her account of what's going on with reports out of Syria - calling western sources "compromised" and "not credible."



Meanwhile, UK Prime Minister Theresa May told President Trump on Tuesday that Britain would require more evidence in last weekend's suspected chemical attack before committing to a military strike against Syria, reports The Times.


The prime minister rejected a swift retaliation as inspectors from the Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons (OPCW) prepared to visit the Damascus suburb where at least 40 people were reported to have been killed by chlorine gas on Saturday. -The Times

May chaired a meeting of the national security council in London this week, where she spoke with Presidents Trump and Macron for the first time since the Douma chemical attack. It is reported that Trump, who's had a remarkable change of heart on U.S. involvement in Syria since the election, did not ask the UK to join military strikes.


A No 10 read-out of her call with the US president stated that they agreed the international community “needed to respond” but stopped short of blaming the Syrian regime. “They agreed that reports of a chemical weapons attack in Syria were utterly reprehensible and if confirmed, represented further evidence of the Assad regime’s appalling cruelty against its own people and total disregard for its legal obligations not to use these weapons,” it said. -The Times

President Trump also appears to have backed off an imminent strike after promising Syria would "pay a big price," and that the U.S. response would be decided by Wednesday. Trump reportedly canceled travel plans after reports emerged that Russian and Iranian involvement in Syria would complicate matters in the region.

Meanwhile, Secretary of Defense James Mattis has said that the U.S. is still assessing intelligence on the alleged chemical attack, saying in a statement "we're still working on this." In the same breath, Mattis said the United States is "ready" to provide military options for Syria.

 

***

 


(Está disponível uma transcrição desta muito importante declaração, há poucos dias feita na ONU pelo Embaixador russo, Vassily Nebenzia, <aqui>.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jornalismo e Inteligência Artificial

09.10.17

dumb-reporter-new-york-times.jpg

Um comentário que deixei, na página de notícias "ZAP" do portal aeiou.pt, à notícia "Brevemente, esta notícia será escrita por um robô", que fala sobre um futuro próximo em que os jornalistas que temos irão ser substituídos por Inteligência Artificial.
Comentário esse que, não surpreendentemente, não foi publicado. Sendo que, de qualquer modo, já tinha eu decidido não deixar mais quaisquer críticas ou avisos nessa página, depois de terem lá repetidamente censurado comentários meus - por razões aparentemente ridículas, que nada tiveram a ver com qualquer indecência da minha parte.*

 

Fernando Negro (#comment-275134)

Se interpretarmos "artificial" como sinónimo de "falsa", há já muito que tal inteligência se instalou no jornalismo convencional.


Os meios de comunicação de massas pouco mais são, hoje em dia, do que grandes gaiolas mentais cheias de papagaios, que nunca saem das mesmas para investigar o que quer que seja e que se limitam a repetir o que lhes é dito pelos governos e grandes interesses económicos - que, de acordo com a "inteligência" de tais jornalistas convencionais, supostamente nunca mentem.

Desde repetir alegações da parte de governos, que anteriormente foram apanhados a mentir, como factos inquestionáveis, a não apontar (ou reparar sequer em) as inconsistências dos comunicados oficiais, a repetidamente apresentar certas afirmações duvidosas como verdades (como que o Planeta está mais quente do que nunca) sem nunca apresentar uma única prova que seja do que é afirmado (pois, os gráficos verdadeiros provariam o contrário), há já muito tempo que o jornalismo convencional é uma contínua emissão de propaganda com origem e destino em pessoas cuja inteligência se pode considerar equiparada à "artificial".

Pois, que venham os robôs, então. Os supostos humanos que lá estão a fazer este muito triste papel pouco diferentes são dos seus futuros substitutos.

 

* (Sendo de notar que, um desses meus comentários consistia numa crítica à livre circulação de pessoas no dito "Espaço Schengen", a propósito da notícia de que dois suspeitos de pertencerem ao Estado Islâmico tinham fugido da polícia portuguesa, após terem conseguido atravessar toda a Europa, desde a Finlândia, sem terem sido detidos em alguma fronteira - e que depois pude eu constatar que tinha sido censurado, por violar uma regra desta página na Internet, que se diz intolerante com a dita "xenofobia", confirmando o que já dizia eu há uma década, de que iria chegar o dia em que quem se assuma contra esta União Europeia é considerado "xenófobo".)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Possíveis explicações para a escolha dos números "17" e "91"

05.10.17

luxor-route91harvest.jpg

[Aproveitando eu para dizer que este blogue continua de "férias" - e que esta é apenas mais uma interrupção que se justifica das mesmas - e também para acrescentar que, devido à natureza mais esotérica (e doentia) do assunto de que a seguir falo (que, para além disso, também atrai os "maluquinhos das conspirações" ou "conspiranóicos") não tenciono eu fazer aqui mais colocações sobre o mesmo... Para completar, de certo modo, algo que eu aqui <publiquei> anteriormente, venho só colocar neste blogue mais alguma correspondência privada que recentemente enviei, a propósito de mais dois atentados terroristas que recentemente ocorreram, em que dá para perceber que houve, uma vez mais, mão do poder estabelecido por trás.]

 

Assunto: Números maçónicos que desconheço

No seguimento de cartas anteriores, em que avisei da maior probabilidade de haver ataques terroristas em certos dias específicos, venho só acrescentar que:

1) Pelo que tenho lido, nos "tweets" de um ex-agente dos serviços secretos russos (https://twitter.com/EstulinDaniel) que confirmou as suspeitas que já muita gente (que está atenta a estes fenómenos) tinha, tenho ficado a saber que há mais números maçónicos, para além dos que eu e muita gente conhecíamos. Pois, a propósito de outro atentado, disse este autor uma vez que o "50", por exemplo, é também um número maçónico - e veio agora também dizer que o massacre que ocorreu em Las Vegas tem a ver com o número "91": https://twitter.com/EstulinDaniel/status/915223942444576771 (Sendo que, o uso destes números não tem necessariamente a ver com o dia do mês, em si - mas, também com outras contas e jogos numerológicos que podem ser feitos...)

(A propósito do massacre que ocorreu em Las Vegas, cruzem a informação que é possivelmente denunciada no subtítulo "1st Rule: Announcing What Will Happen Beforehand" do seguinte artigo - https://www.henrymakow.com/9-11-as-occult-trauma-brainwashing.html - com a seguinte notícia, que não deverá ser passada em qualquer meio de comunicação de massas: https://www.prisonplanet.com/concert-goers-were-warned-they-were-all-going-to-die-tonight.html)

2) Reparem que eu disse que também tem havido ataques noutros dias. Pois, (tal como eu explico aqui: http://octopedia.blogspot.pt/2017/06/o-estranho-caso-dos-passaportes-e-bi-no.html?showComment =1496871453346#c8023770354619422176) desde que começou esta nova vaga de atentados, em 2014, há alguns/vários que são agora cometidos por quem decide simplesmente responder aos apelos do dito "Estado Islâmico" para cometer atentados por iniciativa própria. E, se algum muçulmano chanfrado decide, num qualquer dia que lhe dá na gana, cometer um atentado sozinho, por mera iniciativa própria (como atacar um polícia à facada, numa estação de comboios), obviamente que o dia escolhido para tal atentado não obedecerá a (supostas) regras de qualquer sociedade secreta (da qual não recebe tal pessoa louca ordens directas).

3) O ataque nas Ramblas de Barcelona, poderá ter sido um destes ataques, da parte de alguém que simplesmente decidiu, por iniciativa própria, fazê-lo naquele dia. Mas, depois de ter eu ficado a saber (ou ter sido lembrado de) que neste ano (de 2017) se estão a comemorar os 300 anos da criação da Maçonaria (fundada em 1717) é possível que o dia "17" (escolhido para o ataque em Barcelona) possa também ter um significado maçónico(?) neste ano. (E, a confirmar isto, poderá estar a informação, que foi avançada pelos meios de massas, sobre uma mão do dito "Estado Islâmico" por trás deste atentado: http://www.dailymail.co.uk/news/article-4808884/Imam-suspected-masterminding-Barcelona-attacks.html)

[Editado a 10/10/2017: Tendo eu recebido um outro "like" (que interpreto como confirmação do que afirmo) da parte de Daniel Estulin, a seguinte é mais uma explicação para o facto de ter sido escolhido o dia "17" para o ataque em Barcelona: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/917636132304834567]

4) Eu não sou, nem tenho quaisquer pretensões a ser, um especialista neste assunto. Pois, apesar de me interessar em saber (para tentar desvendar e compreender) quem é que anda a cometer estes atentados... Por ser eu uma pessoa de interesses muito variados, o resultado é que acabo por saber de quase tudo um pouco, mas acabo também por não saber sobre muitas coisas em profundidade. E, para além disso, esta história de códigos, símbolos e números secretos é (pelo enorme desprezo que tenho por quem recorre a tais: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/914990916485644288) algo que não me interessa por aí além... Mas, no seguimento destas observações que tenho feito (e se alguém tem ainda dúvidas algumas de que as elites que controlam a nossa sociedade recorrem a certos números propositadamente) se alguém se interessar por esta questão da numerologia, tenho uma colocação que fiz, há uns tempos, no meu blogue, onde chamo a atenção para um outro número oculto que está presente no nosso dia-a-dia, no qual ninguém repara: http://blackfernando.blogs.sapo.pt/celebrem-a-vontade-mas-nao-reparem-no-552 (sendo que, nessa colocação, não chamo a atenção também para qual é o número de emergência - equivalente ao 112 - no Reino Unido e outros países, quando virado ao contrário).

 

*

 

Assunto: Número 91

Ainda não sei qual é o significado deste número. Mas, de qualquer modo - depois do que ocorreu em Las Vegas - já me tinha decidido a comprar um livro de um autor que mais sabe sobre este tipo de fenómenos maçónicos (e afins) ocultos - que o Daniel Estulin acabou agora de recomendar: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/915318768217329666

Mas, tendo agora também relido os últimos "tweets" deste último investigador, reparei no seguinte...

O festival onde decorreu o massacre chama-se "Route 91 Harvest" (https://www.facebook.com/Route91Harvest/).

"Harvest", que pode ser uma metáfora para "massacre".

 

*

 

Assunto: Número 91 explicado

A minha suspeita anterior estava errada. E, a pesquisar mais sobre este assunto - nomeadamente, sobre a personagem Aleister Crowley, que terá estado na origem da escolha dos voos nº 93 e 175 dos ataques de 11 de Setembro (https://www.reddit.com/r/conspiracy/comments/14utv0/911_was_an_occult_megaritual_the_numbers_of_the_4/) - penso que acertei agora na resposta.

Fiz há pouco uma pergunta ao investigador Daniel Estulin e ele "respondeu-me" com um "like" - que é o que ele tem repetidamente feito, quando acerto eu em perguntas que ele faz (ou respondo eu acertadamente por ele a outras pessoas, para lhe poupar o trabalho de o fazer):

https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/915899038599401473

O uso deste número é, mais uma vez, uma referência satânica. E, a comprovar o uso de elementos satânicos, estão as imagens onde pode ser vista uma pirâmide como paisagem de fundo do local onde ocorreu o massacre: https://twitter.com/JessicaTruth333/status/915771972683829248

(Uma vez mais, para quem duvidar de que houve uma conspiração relativa também a este acontecimento: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/915893525618872321)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não acreditem em tudo o que ouvem sobre estes atentados

26.08.17

A propósito de mais um relato (agora, relativo ao recente atentado ocorrido em Barcelona) de que um dos terroristas terá supostamente sido estúpido o suficiente para deixar um documento de identificação no local do crime, aproveito para chamar a atenção também para o seguinte...
Quando os média de massas (formados por jornalistas acéfalos, que nunca questionam o que a polícia afirma, e outros cúmplices com tudo isto) nos dizem que foram encontrados documentos de identificação nas viaturas usadas pelos terroristas, isso é o que a polícia diz... E, quando nos dizem estes mesmos média de massas (incluindo, até, com supostas reconstituições feitas no local onde tudo ocorreu) que os terroristas em causa se recusaram a ser capturados vivos e tiveram de ser mortos pela polícia, isso é o que a polícia diz.
Parem e pensem sobre isto.
Porque razão é que um terrorista (que depois de ter cometido um atentado foge do local do crime - e, com isto, prova que não quer ser apanhado) seria estúpido ao ponto de, não só levar um documento de identificação para o local de um ataque, como, em cima disso, se esquecer do mesmo em tal local? (Sendo que, isto ocorre em grande parte destes atentados...)
Sabem como é que foi identificado um dos supostos autores do 11 de Setembro, que ia num dos aviões que embateram contra uma das torres em Nova Iorque? Através de um passaporte que foi encontrado numa das ruas adjacentes da cidade, que supostamente caiu de tal avião aquando do embate e da explosão - e que, miraculosamente, não foi queimado ou danificado pela mesma.
Também, sabiam que há filmagens do suposto terrorista do atentado da Maratona de Boston que mais tarde apareceu morto, a ser capturado vivo pela polícia? E, que a tia do mesmo, que o reconheceu em tais filmagens, foi ameaçada para não falar sobre isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 09:32

Sempre a mesma história

24.08.17

Já aqui chamei a atenção para isto uma vez, mas penso que não é demais chamar uma outra. (Reparem em como são apenas os indívudos que hajem de modo isolado, respondendo ao apelos propagandísticos desta fachada de organização terrorista, os que são capturados vivos. Tudo o que são ataques que requerem planeamento e organização, acabam no cenário que a seguir menciono.)

 

(Cliquem na imagem, para a ampliar.)

Screenshot_2017-08-24_12-18-01.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 12:24

O princípio do fim (oficial) da privacidade electrónica em Portugal

16.08.17

electronic_eye.jpg

Um comentário que deixei, à notícia de anteontem de que o Presidente da República aprovou a lei que permite às secretas nacionais terem agora acesso oficial aos "metadados" das telecomunicações de todos os portugueses, independentemente de serem ou não estes suspeitos de qualquer crime.
(Tenham em atenção que, as pessoas que nos governam são tudo menos honestas... E, toda a gente bem informada sabe que o SIS - este sim, uma organização criminosa - efectua repetidamente escutas ilegais às telecomunicações dos cidadãos - em violação do Artigo 34.º da Constituição.)

 

Fernando Negro 15 de Agosto de 2017 às 23:04

Não é preciso esperar pelo "longo prazo" para saber como é que tudo isto vai acabar... Pois, qualquer pessoa que esteja atenta e que seja inteligente consegue ver a tendência indicativa de para onde caminhamos (de volta).


Vejam, por exemplo, a outra lei que Marcelo promulgou nesse mesmo dia, de proibir os pagamentos em dinheiro superiores a 3 mil euros (http://www.jn.pt/nacional/interior/proibidos-pagamentos-em-dinheiro-superiores-a-3-mil-euros-8705183.html) - obviamente, com o objectivo de que fiquem tais pagamentos (obrigatoriamente electrónicos) registados em bases de dados bancárias, que já começaram a deixar de ser privadas (https://pplware.sapo.pt/informacao/ultima-hora-governo-aprova-acesso-as-contas-bancarias/). E, reparem em como já lá vão anos em que, para qualquer pagamento significativo, somos agora obrigados a dar o nosso número de contribuinte, para que fique tudo registado em bases de dados estatais.

O "Estado Policial" já chegou. E, o próximo passo será, obviamente, a abolição da Democracia (lembram-se da declaração de Manuela Ferreira Leite, há uns anos, de que talvez fosse melhor "suspendê-la" em certos casos? - https://www.youtube.com/watch?v=A5naDDnigsw). Sendo que, o mais provável, é que seja este segundo passo dado sob o pretexto de uma qualquer "emergência", causada por ataques terroristas de origem duvidosa (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/quem-realmente-esta-por-tras-destes-85197) que servirão para instalar um dito Estado de Emergência, supostamente "temporário", do qual nunca iremos sair (vejam, por exemplo, o caso do Egipto que, antes da queda de Mubarak, estava em "estado de emergência" há 31 anos - http://www.bbc.com/news/world-middle-east-18283635).

Se quiserem saber o quão o primeiro passo facilita o segundo, não têm de ir mais longe do que as palestras de Richard Stallman em que este tem, repetidamente, avisado as pessoas disto mesmo: https://vimeo.com/28195912

E, se duvidarem de que tudo isto obedece a um plano pré-determinado, podem começar por ler um livro cuja primeira versão foi *censurada* em Portugal (https://fotos.web.sapo.io/i/o41140ea4/17596647_i1zW0.jpeg) e que foi escrito por um autor que, repetidamente, tem provado a sua credibilidade (http://web.archive.org/web/20131105185520/http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?f=24&t=10579).

Os Direitos e Liberdades nunca foram algo de imutável ou garantido. E, duram apenas o tempo que o povo em causa permitir que estes durem. Já um dos Pais Fundadores da primeira Democracia moderna do mundo dizia que: "The tree of liberty must be refreshed from time to time with the blood of patriots and tyrants". E, historicamente, têm sido vários os casos em que Democracias (ocidentais e não só) se transformaram em Ditaduras - incluindo no nosso país, na primeira metade do século passado.

Os passos estão a ser dados à vista de todos. Resta agora saber o que irão as pessoas fazer relativamente a isto (antes que seja tarde demais)...

Autoria e outros dados (tags, etc)

E, mais uma vez, censurado pela Blogger

10.07.17

(É por estas e por outras é que abandonei eu tal serviço e me mudei para o SAPO...)
O seguinte, é um comentário que (foi feito de modo apressado e sem grande paciência, mas que, ainda assim) foi repetidamente censurado - [1] [2] [3] - que tentei deixar num recém-criado blogue do mesmo autor da (relativamente conhecida) conta no Twitter "Crimes of Britain", em que se propõe tal autor a denunciar o que chama o "conluio" que existe entre o governo britânico e alguns grupos terroristas a operar em países muçulmanos.
Para melhores esclarecimentos (mais cuidados e elaborados) sobre os assuntos de que a seguir falo, deixo também aqui as seguintes hiperligações - [1] [2] [3] - para colocações minhas anteriores.

 

Fernando Negro 30 June 2017 at 05:29

It's not "collusion" that we're talking about... It's "creation" and "command & control".

The name "al-Qaeda" means "the Base" - and, it comes from the computer/IT term "database" (http://www.globalresearch.ca/al-qaeda-the-database-2/24738). This supposed organization is actually just a list/"database" of Muslim fanatics who are, unknowingly, being used by Western (i.e. UK + USA) intelligence agencies - including on Western soil. And, as even the official History admits, "al-Qaeda" is a creation of the CIA.

Former MP Robin Cook called people's attention to the origin of such supposed organization (https://www.theguardian.com/uk/2005/jul/08/july7.development) a day after the 7/7 terrorist attacks, and appeared dead less than a month afterwards.

The recent change, in name, from "al-Qaeda" to "ISIS", most probably came as a result of the (at the time, increasingly) apparent contradiction, that was becoming too noticeable or obvious, that such supposed organization was actually being supported by the West (for example, in Lybia: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/africaandindianocean/libya/8391632/Libya-the-West-and-al-Qaeda-on-the-same-side.html) while, at the same time, it was, supposedly, its enemy nº 1.

(And, even if you consider ISIS to be a separate organization from al-Qaeda - which is not, since that, its members are the same: http://tarpley.net/isis-same-fanatics-nato-armed-in-libya-and-syria/ - again, there are also proofs of a Western hand behind the appearance of such supposed organization: http://www.wnd.com/2014/06/officials-u-s-trained-isis-at-secret-base-in-jordan/)

Al-Qaeda/ISIS is just a tool of British and American intelligence agencies, that serves a variety of purposes. And, when it comes to terrorist attacks on Western soil, its purpose is (1) to create a pretext to invade countries in the Middle East, that are rich in natural resources, and (2) to create a pretext for a Police State in the West (in which the ruling elites, who ultimately give orders to our governments, can better control the ignorant masses).

Notice, for example, how the most important terrorist attacks on Western soil (the ones that cause more victims, and require serious planning) always happen on days or months 7, 11 and 22 (i.e. dates with Masonic numbers).

Please, take a look at the following great lecture, given in 2002, by Prof. Michel Chossudovsky, editor of the well-known "Centre for Research on Globalization" (GlobalResearch.ca), for an introduction to what I'm talking about.



And, please also take a look at the following sources, for more information about this: https://www.infowars.com/https://twitter.com/EstulinDanielhttp://www.globalresearch.ca/https://www.corbettreport.com/http://tarpley.net/http://www.voltairenet.org/enhttp://www.larouchepub.com/ + http://www.tenc.net/

With all due respect, to know what you're (really) talking about, you should first do some serious reading of the above-mentioned sources... Otherwise, you'll just write tons and tons of wrong/incorrect analysis of what's (really) going on - and you'll possibly only realize some years from now how wrong/incorrect you were about this particular subject.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 17:32