Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Protestos no Brasil

19.06.13

(Tal como no caso da clara diferença entre a cobertura dos protestos que ocorreram no Egipto e a dos que, ainda hoje, ocorrem no Bahrein - em que, notoriamente, a imprensa controlada fez uma cobertura enorme dos primeiros, enquanto muito pouco reporta, ou menciona sequer, os segundos...)
Quando, ontem, ao final do dia, apanhei, por acaso, uma parte de um telejornal da TVI, com uma emissão especial ("em directo") do Brasil, dos protestos que têm ocorrido neste país (em claro contraste com a não realização do mesmo relativamente aos protestos na Turquia) - e a fazer lembrar muito uma outra emissão especial ("em directo") que este mesmo canal fez dos acontecimentos na, agora muito conhecida, Praça Tahrir - suspeitei, logo, que se tratariam estes (no Brasil) de mais uns protestos que mereciam a aprovação do poder estabelecido...
E, quando as declarações da jornalista, correspondente em São Paulo, foram interrompidas, assim que esta começou a falar nos reais problemas do Brasil - nos quais se inclui a grande dívida externa por este país ainda detida, ainda mais suspeitei que se trataria de mais uma emissão controlada.
Mas, se apenas algumas dúvidas e suspeitas tinha eu, até agora, relativamente ao que se passa neste nosso "país irmão"... Acabei de tirar e esclarecer as mesmas, quando vi, há pouco, um vídeo (publicado no YouTube, há apenas dois dias, e) republicado num sítio brasileiro de notícias, que costumo visitar.



Segue-se o comentário que deixei a este vídeo, no sítio brasileiro de que falo...

E não acham estranho (e demasiada coincidência) este vídeo ter sido publicado na mesma altura em que têm início os protestos?
E que seja feito por alguém com sotaque americano?
Que seja feito em língua inglesa (e, maioritariamente, para o público internacional)?
Que seja muito bem produzido, com dinheiro oriundo sabe-se lá donde, por um grupo de pessoas que (com que raio de objectivo benéfico(?) - agora, que é demasiado tarde para impedir tais de ocorrer) visam apenas sabotar os eventos internacionais que se irão realizar no vosso país?
Vídeo esse, que incentiva (também) os protestos internos contra estes eventos, que têm como objectivo promover o Brasil e que o governo vê como investimentos que poderão ter um resultado benéfico na Economia?
Protestos esses, que degeneram em violência descabida e que são feitos num país emergente, não alinhado com o Ocidente - e que o último tem interesse em sabotar?
Protestos esses, que são, inclusivamente, feitos com cartazes em inglês - claramente feitos para a imprensa estrangeira?
(http://rt.com/news/mass-protests-continue-brazil-844/)
Abram os olhos...
Nem tudo o que são protestos são por uma boa causa. E, uma boa parte deles, são feitos por forças exteriores aos países onde ocorrem, com vista a sabotar (e substituir o governo de) esses mesmos países.
Ainda que não concordem com o Mundial... Acham que é bom, para o vosso país, estar agora a sabotar o mesmo? (E dar a imagem, para o exterior, de um país onde ninguém quer estar?)
Para resolver os problemas económicos, há, então, que desenvolver a Economia...
E, se o governo decidiu realizar estes eventos, foi, obviamente, com esse objectivo em mente...
Concorde-se ou não com tal estratégia de desenvolvimento, acham, mais uma vez, que é boa ideia estar agora a espalhar o caos e a violência no vosso país?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 19:46


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 20.06.2013 às 18:41

Estive-me, entretanto, a informar... E, parece que a tipa que aparece no vídeo é alguém que está (muito) bem estabelecida (http://www.carladauden.com/#!resume) nos círculos de topo da indústria cinematográfica e fotográfica norte-americana.

(Suponho que seja este o preço, ou o tipo de favores, que tem de pagar, ou fazer de volta, em troca de lhe ter sido aberta a porta para tais círculos elitistas...)

É cada vez mais claro, para mim, que há mão ocidental por trás de tudo isto... E, quem no governo brasileiro esteja (também) consciente disto, devia pensar seriamente em esclarecer os cidadãos do seu país sobre o que (realmente) se passa - e explicar também, já agora, o porquê destes investimentos.

Um objectivo que é, para mim, óbvio e que eu vejo, em toda esta violência e confusão - que, entre outras coisas, parece querer dar uma má imagem do país para o exterior - é claramente afugentar turistas deste país, que irá depender muito do turismo para que o Mundial e os Jogos Olímpicos sejam bem sucedidos, tudo com o objectivo de afundar (e manchar a imagem de) a Economia do mesmo.

Este tipo de sabotagem, aliás, nem é nada de inédito...

Pois, lembrei-me, entretanto, que a mesma coisa ocorreu aquando do acolhimento de uns Jogos Olímpicos num outro (http://www.globalresearch.ca/psyop-is-washington-intent-on-sabotaging-the-beijing-olympics/9735) país do grupo BRICS - com actos de sabotagem física (http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/1584227/Olympic-torch-extinguished-three-times.html), até, e também nas cerimónias (https://www.google.pt/search?q=Anti-China+protesters+disrupt+Olympic+torch-lighting+ceremony) que fizeram parte dos mesmos.

O Brasil, no entanto, não é a China... E, havendo liberdade de expressão no primeiro país, é possível que o tipo de combate mediático, a que estamos já a assistir, suba de tom, quando se aproximem os eventos.

comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.