Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Para quem seja capaz de "unir os pontos" por si próprio

23.06.20

 

[Comentário que deixei, no YouTube, ao vídeo em causa.]

 

Reparem em como,

Os países nos quais são reportados, pelos média de massas, os maiores números de vítimas são exactamente aqueles (Brasil, Rússia, EUA) que têm Presidentes não alinhados com os interesses liberal-financeiros que controlam os média de massas.

Em Portugal,

Pouco tempo depois do governo ter proibido as autarquias de reportarem os números de mortos, numa entrevista da RTP aos responsáveis por um estudo feito por uma instituição portuguesa qualquer, foi dito que os números de mortos por região e os totais nacionais não batiam certo.

Também, quem andou a consultar as estatísticas oficiais, reparou que, não só (1) foram acrescentados números ao período de final de Março e início de Abril, criando um pico que não lá estava anteriormente - que fez com que fosse ultrapassada a barreira dos 400 mortos por dia (o que pode, no entanto, ser justificado com uma actualização das informações) - como (2) foi alterado o modo como são apresentadas as estatísticas oficiais, para um em que as actuais aparentam agora ser anormais: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/1253871578338729984

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 15:01


comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.