Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais uma montagem feita contra o movimento anarquista espanhol

01.01.15

fueronlosanarquistas.png

É o que, com toda a segurança, posso afirmar, relativamente às recentes notícias de pessoas que foram detidas no vizinho Estado Espanhol, acusadas de fazer algo tão estúpido como colocarem bombas em igrejas...
Pois, conheço bem o movimento anarquista no país nosso vizinho e também as repetidas montagens policiais que os aparelhos repressivos do Estado Espanhol fazem, para poderem demonizar e reprimir tal movimento.
E, para quem não saiba o que são "atentados de bandeira falsa", sobre os quais já elaborei - numa das primeiras colocações que fiz neste blogue - no que toca a estes serem usados contra movimentos sociais, passo a explicar brevemente...
Nada disto é uma novidade para o movimento anarquista espanhol, ou sequer europeu. E, por exemplo, neste artigo sobre o que agora ocorreu, podem ficar a saber de um exemplo recente de uma militante anarquista no país vizinho que acabou por ser ilibada do que era acusada.
Este tipo de montagens ou operações, tem até como muito conhecido antecedente, o "Caso Scala", ocorrido em 1978 - que não foi a única montagem menos recente, contra o Anarquismo militante, ocorrida no Estado Espanhol. Podendo este mais conhecido caso inserir-se na mais ampla operação europeia, conhecida como "Operação Gládio", de combate aos movimentos sociais, através de atentados executados por agentes do poder estabelecido, que eram depois atribuídos a anarquistas e militantes de esquerda.
(Têm uma explicação do que ocorreu em Itália, nos chamados "anos de chumbo", aqui.)
E, a razão para o que agora se passa no país vizinho é bastante simples...
Num Estado Espanhol em que muito cresce a contestação à actual ordem das coisas, torna-se mais importante do que nunca sabotar e reprimir qualquer movimento (real e legítimo) que tente avançar com reais soluções para os actuais problemas sociais - razão pela qual, mais do que nunca, interessa demonizar movimentos como o anarquista, que muitas mentes tem libertado, muito cresceu após a queda da ditadura franquista e muito potencial continua a ter.
E, dito isto, penso que não há sequer necessidade de estar a elaborar mais sobre este assunto... Para além de dizer que: exijam sempre *provas* do que vos dizem os média de massas e estejam sempre atentos aos resultados finais destas detenções de supostos "terroristas anarquistas" (e correspondentes operações de demonização mediática) que acabam, invariavelmente, por ser a ilibação dos acusados de tais actos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 19:08


comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.