Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estado Social

29.10.20

Um comentário que hoje deixei a uma muito boa colocação da autoria de Raquel Varela.

 

Até que enfim, que sei de outra pessoa que consegue também ver a verdadeira lógica do Estado Social.

«...o Governo usa os impostos para pagar a electricidade social, a renda social, ou seja, a parte do salário que não é paga pelas empresas é paga pelos impostos de quem paga impostos.»

Que (sabendo-se que os verdadeiros ricos não pagam impostos, tal como é dito no texto) é, essencialmente, a classe média – que vê os seus impostos aumentados, para suportar tudo isto.

Por estas e por outras, é que foi criado o dito Estado Social...

Para (1) empobrecer a classe média e (2) tornar os pobres dependentes do Estado.

(1) Enfraquece-se o principal inimigo do poder estabelecido – a classe média – que são as pessoas com mais dinheiro e maior nível cultural – e que, consequentemente, mais meios (financeiros e intelectuais) possam ter para oferecer Resistência ao poder económico-político estabelecido.

(2) E, colocam-se os pobres em situação de poderem ser chantageados pelo poder estabelecido, quando saírem da linha. ("Não quer injectar os seus filhos com vacinas? Então, não recebe mais 'subsídio de reinserção social'!")

(Pobres e miseráveis: Não ganham dinheiro suficiente? Vivam então à custa de quem se esforça mais que vocês. Pois, exigir salários dignos – fazendo greves etc – aos empregadores, é agora coisa de antigamente.)

É preciso ter consciência de que, "Guerra de Classes" por parte do Grande Capital, não é só contra os pobres… Mas, também contra a classe média.

E, é por isto é que os trotskistas tanto gostam do dito Estado Social... Pois, tal como Estaline depois descobriu, são estes falsos socialistas e na verdade agentes da Maçonaria ("iluminada") e da Finança Internacional (i.e. do próprio poder estabelecido ocidental): https://twitter.com/search?q=Trotsky%20from%3AEstulinDaniel

 

Seguido de um outro comentário que fiz, ao comentário de outra pessoa.

 

Qual "esquerda lusa"?

Se, o BE já deixou cair a sua máscara socialista (agora dizem-se social-democratas) e até o próprio PCP (que está agora transformado numa anedota de partido) já começou a enveredar também pelo dito Estado Social, deixando o Grande Capital em paz e lutando antes por manuais escolares gratuitos etc, suportados pela classe média – em vez de lutar por melhores salários, para que os pais em causa possam pagar tais bens essenciais aos seus filhos.

Esquerda a sério, quer lutar contra e substituir o Grande Capital. Não reformar o Sistema de um modo que só dá mais poder ao último.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 12:40