Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Até parece que estas histórias ambientalistas são mentiras...

02.12.19

fuel_cells.jpg

Várias perguntas, que ontem deixei num comentário a uma notícia (das várias com que se iludem, em Portugal, os ignorantes quanto ao Colapso Económico que aí vem) em que se descrevia o hidrogénio como um "gás verde" - e que não obtiveram qualquer resposta satisfatória:

 

Então, mas o vapor de água (produzido na combustão do hidrogénio) também não contribui (e muito) para o suposto “efeito de estufa”? (https://www.theguardian.com/environment/2011/jan/28/water-vapour-greenhouse-gas) E, se assim é, como pode então o hidrogénio ser descrito como um “gás verde” – e ser até recomendado o seu uso? Não é por causa do suposto “aquecimento global” que irá o hidrogénio ser adoptado? Ups. Até parece que estas histórias ambientalistas são mentiras e não assentam em ciência real...

 

Pois, tal como acrescentei, numa resposta posterior:

 

Ainda que, a fazer fé no que dizem os média de massas mentirosos, o vapor de água cause um suposto efeito de estufa de curta duração, o que a *contínua* maior emissão deste gás para a atmosfera provocará é então um *contínuo* (i.e. também “fixo”) maior efeito de estufa... Não bate certo com a suposta preocupação ambientalista. (Aliás, entre outras coisas, a explicação para o próprio dito “efeito de estufa” não bate certo, tal como explicam alguns cientistas honestos – e o fez recentemente o Prof. de Climatologia Ricardo Felício, no próprio Senado Federal brasileiro.)

 

Têm aqui, se quiserem, o desmentido do mencionado Professor (daquela que é tida como a melhor Universidade de toda a Ibero-América) Ricardo Felício.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 09:32


comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.