Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ainda sobre a SIDA (e, por extensão, também sobre outros vírus)

09.07.19

epi_pan_demics.png

[Um comentário que deixei, há pouco, em resposta a um outro comentário que falava sobre o conhecido princípio farmacêutico de que "curar doentes é mau para o negócio", que vieram a propósito de uma notícia sobre uma possível cura para a SIDA. Comentário este, que serve de acrescento (e vice-versa) a uma outra colocação anterior que aqui fiz.]

 

Quem pense que tal cura efectiva não exista já – e, há muito tempo – pergunte à mulher do muito rico “Magic” Johnson, o que queria ela (verdadeiramente) dizer quando, numa entrevista, disse uma vez que o seu marido estava “curado”...

Sobre este vírus,

1) Passando ao lado do benefício económico... Há um muito mais importante benefício social: que é o de terem as elites governantes populações subordinadas doentes – e, consequentemente, (física e economicamente) fracas, para o caso de quererem as últimas alguma vez lutar socialmente contra as primeiras.

2) O vírus da SIDA é conhecido por (misteriosamente ou não) ter uma taxa de infecção *muitíssimo* maior entre pessoas que vivem em África – que, coincidência ou não, habitam os países que se querem mais subdesenvolvidos, para não consumirem os seus recursos naturais, que se querem antes importados para o Ocidente (informem-se sobre o documento NSSM200 de H. Kissinger). E, observando a enormíssima quantidade de gente que morre por causa deste vírus em África...

3) Também, há quem, analisando a genética do vírus da SIDA, avance como explicação mais provável, para a origem do mesmo, este ter sido uma criação de laboratório (notícia do Sunday Express de 1986 “AIDS ‘Made in Lab’ Shock”, revista Executive Intelligence Review, entre outros).

4) Ora, juntando os pontos anteriores – e falando em termos hipotéticos... Quisessem vocês espalhar um vírus à vossa volta, não o fariam só em caso de terem já uma cura para o mesmo, pensando na hipótese deste atingir acidentalmente alguma pessoa do vosso grupo?

Por tudo isto...

Mesmo que venha a ser disponibilizada uma cura para a SIDA, não contem com a mesma ser providenciada às populações pobres em África (da mesma maneira que se faz tal coisa para os tratamentos do Ébola) e, quando começarem os cortes a sério no SNS, não contem com que venha esta cura a ser distribuída por entre pessoas reformadas, que já não tenham utilidade para as elites. (Oiçam o Bill Gates sobre os chamados “Death Panels”.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 01:26


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.07.2019 às 17:05

Vírus é uma palavra que significa toxina. No mundo da vacinação, quando falamos em ter coo alvo um vírus, significa manipulação genética, para calar a expressão de genes. Já que o conhecimento apenas permite fazer menos do que se tinha antes. Essa é a verdade. Osfactos são estes:

James Tour: The Origin of Life Has Not Been Explained
https://www.youtube.com/watch?v=r4sP1E1Jd_Y

Notícia hilariante:
Mass Exodus from Tesla’s Autopilot Team
https://www.cryptogon.com/?p=55375

comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.