Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porque não precisamos de professores para nada

06.01.16

DumbingUsDown_Gatto.jpg(Uma explicação por mim dada, a alguém que é também capaz de observar os resultados do processo de estupidificação a que são sujeitos todos os que são forçados a submeter-se ao sistema de ensino que temos, misturada com uma algo interessante história familiar, nos primeiros comentários a uma colocação muito bem escrita, que encontrei nos blogues aqui da SAPO...)

http://zibaldone.blogs.sapo.pt/a-pior-juventude-33241

(Recomenda-se a leitura do muito revelador e também muito vendido livro que é exibido no lado direito desta colocação.) --------------------->

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:09

Para quem duvidar que esta gente usa "piadas internas"

31.12.15

http_451.pngSejam, no mundo dos média, promoções que são feitas a um canal de propaganda noticiosa com a voz do Darth Vader, introduções a telejornais de um canal de televisão português com referências a "explosões secundárias", a existência de blogues com nomes como "Brave The World", um filme, relativo a uma conhecida série de atentados de bandeira falsa, onde podemos ver cartazes com a palavra "Illuminati" escrita nos mesmos (quando não são conhecidos no mundo real tais cartazes da mesma marca) ou álbuns que são editados por uma editora chamada "Roc-A-Fella Records"... São várias as mesmo muito estranhas escolhas de palavras e referências que são feitas, ao ponto de deixar qualquer pessoa bem informada com mesmo muitas suspeitas...

Ora, passando para o mundo dos computadores que todos usamos, o mesmo tipo de ocorrências muito suspeitas mantém-se... Seja na primeira escolha do nome "Longhorn" para uma versão do sistema operativo de computadores de secretária que a maior parte das pessoas ainda usa e do nome "Ubuntu" para aquela que é imensamente promovida, pelos média de massas, como a melhor alternativa ao anterior ou seja na escolha de termos como "Android""Cyanogen" para nomes do sistema operativo de smartphones que a maior parte das pessoas usa, a existência de palavras que nos fazem levantar as sobrancelhas é um facto que permanece deveras observável.

Somado a isto, temos agora a escolha do <número 451> (espreitar o nome desta novela) para um erro resultante da censura de uma página na Internet.

E, eu não sei o que pensam outras pessoas que sejam ignorantes... Mas, no meu caso pessoal, deixa, com isto (e tal como no caso da forte presença de triângulos e afins em logotipos de empresas) de haver alguma dúvida sobre se se tratam ou não todas estas ocorrências de meras coincidências - passando antes a ser a minha mesmo muito forte convicção de que há, de facto, quem tenha um sentido de humor mesmo muito macabro, entre quem gere os vários orgãos corporativos, estatais e internacionais, responsáveis por este tipo de decisões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jean Charles

11.07.15

Duas cenas tiradas do filme anglo-brasileiro, de 2009, Jean Charles.



A única referência que encontrei a algo semelhante ao que aparece escrito nos cartazes, foram produtos da "Alfaparf" que são descritos como "illuminating"... (Ficando uma pessoa na dúvida sobre se terá sido este um propositado corte do termo(?) em jeito de "piada interna"(?) num filme que retrata um episódio que surge como consequência de mais uma obra de sociedades secretas.)
Curiosamente, o local onde aparecem tais cartazes é, no argumento deste filme, o local onde têm origem uma série de problemas que acabam por obrigar De Menezes a mudar de emprego e a alterar a sua rotina - acabando este por morrer, quando apanhava um transporte que, caso não tivesse acontecido algo que alterasse a sua vida, talvez não tivesse apanhado àquela hora e naquelas circunstâncias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 21:42

Os melhores livros sobre a Maçonaria e os Illuminati

12.03.15

(No seguimento de um comentário que hoje deixei noutro sítio na Internet - e, repetindo aqui duas recomendações que o Daniel Estulin fez, no passado, no seu blogue - deixo aqui as dicas de quais são (1) o melhor livro sobre a Maçonaria e (2) o melhor livro sobre os Illuminati, de que tenho eu conhecimento.)

(1) Quem se quiser informar sobre a origem e também um pouco sobre a história da mais conhecida sociedade secreta (ou, talvez, semi-secreta) que existe, no Ocidente, tem o livro Born in Blood: The Lost Secrets of Freemasonry, do historiador John J. Robinson.

 

borninblood.jpg


(2) E, quem quiser ler o melhor livro, até agora escrito, sobre a sociedade secreta sobre a qual mais desinformação eu alguma vez vi(!), pode encomendar a obra Perfectibilists: The 18th Century Bavarian Order of the Illuminati, escrita por Terry Melanson.

 

perfectibilists.jpg


Sendo que a Maçonaria, em si, é hoje em dia pouco mais do que um instrumento dos "iluminados", se quiserem aprofundar o vosso conhecimento sobre este aparato secreto, é nos Illuminati que recomendo que se concentrem.
E, para isso, têm, se quiserem, indicações de mais bons livros <aqui>.
Boas leituras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O movimento "Podemos" é uma criação da Maçonaria

02.03.15

A confirmação de que este movimento partidário espanhol se trata de mais um movimento controlado, feita pelo credível investigador Daniel Estulin. (Tirada daqui.)



O de que estou certo (ou, se quiserem, fortemente suspeito) é que os amigos gregosportugueses deste falso movimento "Podemos", mais do que pertencerem à Maçonaria, pertencem também à parte "iluminada" da mesma...
Mas isso, a ver vamos se algum dia este conceituado investigador denuncia. (Pois, cheguei a pensar que não entrasse ele neste tipo de denúncias, por serem demasiado esotéricas para a massa ignorante, mas, o que é certo, é que entrou mesmo...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Livrai-nos deste mal

29.01.15

partidoiluminado.jpg

 

E, deparadas com um enorme descréscimo nas intenções de voto na sua farsa de partido, o que fazem as pessoas que mexem os cordelinhos do dito "Bloco de Esquerda", para tentar resolver esta situação?...
Ora, criam uma nova farsa de partido. (Através de um suposto "independente" que - oh, que coincidência - tem as mesmas intenções de se "aproximar" ao PS e de criar uma união composta por toda a falsa esquerda, em Portugal...)
Desta vez, o nome do embuste é "Partido Livre". O qual, felizmente, não conseguiu (ainda) eleger nenhum deputado.
E, falando de aspirantes a deputados...
Que Rui Tavares é esse, cabeça de lista deste partido nas últimas eleições europeias, que é todo pró-UE e que é um historiador especializado na História do século XVIII?
Século XVIII. Hmm... Ó Rui Tavares: E que tal contares, a quem quer em ti votar, que sociedade secreta é essa, de natureza política, que foi formada e posteriormente descoberta no século cuja história tu conheces melhor do que muita gente (alienada, que queres que em ti vote) - e que muito falada foi no início do século seguinte? E, já agora, que tal explicares ao teu possível eleitorado as (que são muito importantes) relação e coincidência que existem entre os objectivos de tal sociedade secreta política e aqueles que afirmas tu, e os teus "ex-"companheiros de partido político, serem também os seus objectivos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um Colapso mais suave e sob máximas diferentes, para enganar

25.01.15

SYRIZA.png

 

É o que irá proporcionar o falso partido Syriza ao povo grego, que irá cometer o grande erro de eleger esta farsa de partido para governar o seu país - outrora desenvolvido e que, com isto, confirma estar no caminho para a sua autodestruição.
(Sendo que, o que tudo isto me faz lembrar, é aquelas pessoas que, preocupadas com os efeitos nocivos de fumar, deixavam de fumar "Marlboro", para passar antes a fumar "Marlboro Lights"...)
Já o disse aqui e repito. E, agora com veemência: O Syriza é, claramente, um partido controlado.
Vejam como a imprensa controlada não ataca tal partido (o que certamente faria, em força, se fosse mesmo um partido anti-sistema) e como a propaganda emitida por tal imprensa controlada usa para este partido o ridículo rótulo de "anti-FMI" (como se tal instituição se pudesse dissociar dos outros dois elementos do triunvirato FMI-BCE-UE que estão a destruir a Grécia e a restante Europa do Sul).
Se é "anti-FMI" que este partido é, por que razão não é também anti-UE e anti-BCE - que já vários analistas têm denunciado que, por si só, são, logo à partida, também causas de todo este Colapso?
As indicações não param aqui... E, basta ver o apoio estrangeiro que tem este partido, por parte de outros falsos partidos europeus - como é o caso do nosso "Bloco de Esquerda" (último este, que já começa a deixar cair a sua máscara, afirmando-se agora antes como um partido "social-democrata").
Às pessoas que acharem estranho o que eu aqui digo, ou denuncio, apenas posso recomendar que:

<Estudem> melhor os vossos inimigos, se não é cair nas armadilhas que estes vos montam o que querem que vos aconteça...

(E podem ler duas ou três vezes este conselho que vos dou, para que tal vos entre bem na cabeça.)

Resta agora ver que reacção futura terá o investigador Webster Tarpley - que, apesar do seu QI de 190, não foi ainda capaz de se aperceber disto - quando se der este conhecido autor conta de que "apostou no cavalo errado"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Ah, como é bom ser pobre..."

05.01.15

Um muito pequeno excerto de um filme musical, chamado "Planeta Adormecido", com que são presentemente lavadas ao cérebro as crianças em Portugal - no qual ter "casas" e "carros" é apresentado como algo de mau (sendo que, o que é bom é "não ter nada").

 

(Reparem no "olho dentro do triângulo", que tem um dos personagens vestido de branco - que aparece em todo o filme - apresentado como "iluminado", contrariamente às pessoas que vivem nas "sombras" por procurarem qualidade de vida...)

 

O filme em causa, foi exibido na RTP 1, na manhã do passado dia 27 de Dezembro. E, suponho que para constatar o que eu aqui denuncio, tenha de se ver mais partes do mesmo. Pois, o filme inclui verdadeiras barbaridades, como: uma altura em que as crianças se sentam em volta dos adultos e estes lhes explicam (parafraseando) que "a crise é algo que veio por bem"; um outro pequeno momento musical em que um personagem se vangloria de comer comida do lixo; e outras coisas imensamente educativas.
(Uma excelente sugestão, suponho, para "entreter" as crianças que, devido ao recente empobrecimento dos seus pais, não podem mais viajar para visitar sítios de interesse para elas e onde possam brincar e que têm agora de ficar fechadas em casa - caso ainda tenham uma - em frente ao LCD de lavagem ao cérebro que têm algures na sala - crianças essas, que também não convém que se mexam muito, pois, o dinheiro para a comida também já não abunda...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 01:49

O "Exército Zapatista de Libertação Nacional" (EZLN) mexicano é mais uma ferramenta do Império Britânico

12.10.14

Longe de ser algum movimento "progressista", como nos tenta convencer alguma da imprensa de esquerda, a verdadeira finalidade do movimento zapatista - que se iniciou com actividades terroristas - é (tal como no caso das colombianas FARC e do MST brasileiro) destruir o seu país, enquanto estado-nação - tentando, neste caso, instilar sentimentos primitivistas e separatistas nos diferentes grupos indígenas que fazem parte deste país latino-americano.
Iniciando um processo de desmembrando do país onde opera e desprovendo-o das grandes estruturas político-económicas que permitem um verdadeiro progresso e grande desenvolvimento, o objectivo final deste grupo - <controlado> desde fora - é, obviamente, transformar tal país num mero agregado de comunidades que pouco cooperem entre si e atirá-lo de volta para uma situação semelhante à de um qualquer país medieval, ou de Terceiro Mundo, que pouco mais seja do que um conjunto de territórios fornecedores de valiosas matérias-primas para as elites ocidentais.
Quem quiser uma explicação mais elaborada sobre o que verdadeiramente está em jogo - não só no México, com este grupo, mas em toda a América Latina, com as várias guerrilhas que nela existem - tem esta pequena introdução ao tema.
E, para quem se interrogue sobre por que razão querem as elites sinarquistas destruir este e outros estados-nação no Mundo, a explicação é bastante simples...
A organização dos diferentes povos do Mundo sob a forma de "estados-nação" ou "estados-nações" - em que pessoas que partilham uma mesma cultura ou território (e que têm, por isso, uma natural afinidade entre elas) se juntam para desenvolver uma sociedade comum - tem historicamente demonstrado ser, não só o tipo de organização política que melhor funciona (e que mais sentido faz) como, acima de tudo, aquela que mais progresso gera (derivado do sentimento, ou ideal, de bem-estar comum, que naturalmente surge entre pessoas que têm uma mesma identidade e resultante do surgimento de grandes estruturas organizativas, que não são possíveis quando se tratam de meras comunidades, tribos ou clãs, centrados apenas em si mesmos). Sendo, por isso, este o principal "alvo" a abater, por quem quer impedir o progresso na sociedade.
E, dito isto, se quiserem saber mais do que falo eu, quando menciono esta questão dos estados modernos que temos, apenas têm de estar atentos aos artigos para os quais chama a atenção o autor Daniel Estulin e ao que vai também publicando o Movimento LaRouche.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 10:42

Os "anarco-capitalistas" também não são vossos amigos

11.06.14

Mais um comentário meu que foi censurado num sítio "anarco-capitalista", onde escreve alguém que foi entrevistado/a pelo jornalista James Corbett (que, ultimamente, muito tem andado a falar sobre "anarco-coisas") mas que, até agora, não foi apagado na correspondente página do vídeo em causa, no YouTube.

[Editado a 03/12/2016: Mais de dois anos depois de ter eu feito esta colocação - e, apesar de ter eu confirmado que o meu comentário não tinha aparecido, quando fiz a colocação, e ter eu também algumas semanas depois voltado a confirmar isto mesmo - constatei que o meu comentário agora já aparece. Podendo isto ter sido o resultado, (1) ou de o mesmo ter ido parar à caixa de "Spam" e ter depois sido descoberto, (2) ou de ter o mesmo sido convenientemente escondido, até uma altura em que já quase ninguém fosse consultar tal página e comentários lá deixados... De qualquer modo, a essência desta minha colocação, no meu blogue, mantém-se.]

(As declarações em causa, de Webster Tarpley, sobre este movimento, podem ser ouvidas <aqui>.)

Como podem constatar, Tarpley pode não acertar em todas... (Coisa que nunca vi, até hoje, algum autor fazer - incluindo eu próprio.) Mas, ainda assim, é uma excelente fonte de informação, para quem quiser compreender toda esta história da Nova Ordem Mundial.

Autoria e outros dados (tags, etc)