Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Realmente, que ingénuo que eu era...

04.11.19

crowd_madrid.png

Um comentário que ontem deixei à notícia de que "Espanha vai 'rastrear' smartphones dos cidadãos durante oito dias", sem qualquer tipo de autorização dos mesmos.

 

(Sabem as pessoas bem informadas que, foi justamente para evitar que denunciasse que este tipo de coisas são já feitas de modo encoberto, é que Julian Assange está agora a definhar numa prisão, longe da vista de todos...)

Mesmo quando é recolhida esta informação de forma (supostamente) anónima, faz parte do senso comum – e é também costume social – pedir-se o consentimento das pessoas em causa – pois, ainda assim trata-se sempre, de qualquer modo, de uma questão de *privacidade* (porque é sempre possível alguém que trabalhe para os serviços em causa, que queira mesmo, saber quem é quem).

Mas, pediu o governo espanhol a autorização de cada uma das pessoas afectadas, para realizar este estudo?

Que ingénuo era eu, quando novo, por pensar que nunca as pessoas iriam deixar as coisas chegar a um estado tal como era descrito na novela Mil Novecentos e Oitenta e Quatro... (“Assim que os indícios de tais medidas surgissem, as pessoas iriam revoltar-se!”, certo?)

Depois admirem-se de que, os atentados terroristas de origem duvidosa (que são usados para passar leis que aumentam o controlo sobre a população) produzam “coincidências” como as de pessoas que sobrevivem a um depois morrem no outro (https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/1085700955222536192) – e não prestem atenção às ligações entre os suspeitos de tais atentados e as autoridades dos países em causa, tal como na vizinha Espanha: https://archives.globalresearch.ca/articles/OWE406A.html

Num dos países verdadeiramente europeus que existem, um deste tipo de projectos de “data mining” deu origem a uma revolta nos respectivos serviços secretos: https://www.youtube.com/watch?v=IVpE7PtKQsg

Mas, não admira então que, dos Pirenéus para baixo, sejam as pessoas olhadas como “subeuropeus” e meros empregados de manutenção de destinos turísticos, ou povos atrasados de culturas a condizer: https://www.youtube.com/watch?v=NwZxS92j_ek#t=24m19s

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 06:14

A principal razão (i.e. a razão de fundo e de a longo prazo) para a enorme fraude do suposto "aquecimento global" antropogénico

26.09.19

MarchaPeloControlo.png

[Um comentário que hoje deixei no blogue da historiadora Raquel Varela.]

 

(Embora a RTP 2 tenha já feito um muito discreto debate sobre o assunto, há uns bons anos: https://vimeo.com/6727986)

Aos mentirosos do “aquecimento global” obviamente que não interessa debater o assunto...

Pois, no dia em que o fizessem, perante todos, qualquer pessoa com um mínimo de formação científica (suponho até que, ao nível do 9º ano, que é comum para toda a gente) facilmente conseguiria perceber que tal suposto fenómeno não passa de uma *enorme mentira* (https://www.youtube.com/watch?v=bSAgCFLgaVI + https://controlc.com/6dbc7e9b). Não sendo por acaso que uma enorme quantidade de cientistas até quiseram processar o Al Gore: https://www.youtube.com/watch?v=fdRaxN5jUZE

(Ex: As análises a amostras de gelo colhidas na Antárctida *provam* que o aumento e a diminuição do CO2 na atmosfera ocorrem *posteriormente* e com um desfasamento de 800 anos relativamente ao aumento e à diminuição das temperaturas na Terra – ou seja, que são as variações na temperatura da Terra que causam variações na quantidade de CO2 na atmosfera, e não o inverso – https://www.youtube.com/watch?v=YrsUQ5jw_B4)

Quanto às alternativas energéticas,

A fusão nuclear já poderia até ser uma realidade, não fossem o consciente e propositado subfinanciamento do desenvolvimento da mesma e o cancelamento de projectos quando estes têm sucesso – tal como é denunciado na seguinte muito boa palestra: https://www.youtube.com/watch?v=Wbtj29ERG-Y

E, mesmo a fissão nuclear, não é perigosa como as pessoas pensam. Pois, o pior incidente de todos neste domínio foi, na verdade, resultante de um acto de sabotagem ocidental (http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=67.msg316313#msg316313) – tal como irá ser, ao de leve, indiciado numa série de televisão russa, que surgiu em resposta à recente série de televisão estadunidense: https://www.presstv.com/Detail/2019/06/08/597988/Russia-Chernobyl-HBO-US-CIA

O objectivo final de todas estas mentiras e sabotagens, é reduzir a população mundial (https://larouchepac.com/category/green-fascism) para níveis que sejam mais fáceis de controlar (https://c2.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/G851381ad/21026775_tNCDk.png). Pois, (tal como denunciam aqueles que têm fontes em serviços secretos e afins: https://twitter.com/search?q=proportional%20density%20from%3AEstulinDaniel) sabem os cientistas sociais ao serviço das elites que, o progresso e desenvolvimento de uma sociedade é directamente proporcional à densidade populacional da mesma. E, com tantas pessoas que vão surgindo no Planeta (agora com acesso à Internet e outros meios não controlados de disseminação da Informação, da Cultura e do Conhecimento) torna-se cada vez mais difícil às elites que gerem a sociedade controlar a mesma. [https://blackfernando.blogs .sapo.pt/o-acesso-a-cultura-e-ao-conhecimento-147909]

 

[Ao qual depois fiz um pequeno acrescento...]

 

(E, sendo você, Dra. Varela, também uma cientista social, se duvida do que eu digo no meu último parágrafo, pare para pensar...)

O resultado final das medidas políticas de suposto combate ao dito “aquecimento global” irá ser, obviamente, ficar toda a gente mais pobre... Ora, não é muito mais fácil controlar trabalhadores e restante “arraia-miúda” da sociedade se estiverem estes com problemas pessoais e sociais, subnutridos e sem dinheiro para acesso à Internet, livros e afins?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Votem em quem votarem, irá o Fascismo ganhar próximas eleições

19.09.19

geringonca.jpeg

[Comentário que deixei há pouco, num blogue que aparenta ser comunista, chamado "Foicebook".]

 

1) CDS, PSD e PS são todos controlados pelo fascista Clube Bilderberg: http://octopedia.blogspot.com/2013/06/bilderberg-2013-seguro-e-portas.html

2) O Bloco de Esquerda é claramente controlado pela Finança Internacional, também de orientação fascista: https://twitter.com/search?q=trotsky%20from%3AEstulinDaniel

3) E o PCP, de partido revolucionário, passou a muleta do Clube Bilderberg (que ajuda a implementar algumas componentes socialistas da sua Terceira Via)...

Venha então o Diabo e escolha!

Também, com as tretas ecologistas que *todos* defendem (incluindo o PCP, através do seu partido-satélite Os Verdes) é garantido que a quase todos os trabalhadores do turismo lhes aguardam a fome e a miséria - pois, o turismo de massas está dependente da indústria da aviação, que muito vai desaparecer, à custa da farsa do "aquecimento global": https://raquelcardeiravarela.wordpress.com/2019/09/19/o-fantasma-de-salazar-e-o-reitor-da-universidade-de-coimbra/#comment-11317

Que tristes figuras faz o PCP, único partido pelo qual eu ainda tinha alguma consideração... Digam então a Os Verdes para continuarem a apelar ao desarmamento civil (https://twitter.com/heloisapolonia/status/994145686269693952) que é para, quando a Democracia for "suspensa" (devido a uma qualquer série de ataques terroristas de origem duvidosa) não poderem as pessoas defender-se do regime fascista que se instalar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:16

Sindicalismo de curtos horizontes nunca irá resolver as coisas

22.08.19

greve-motoristas.jpg

(Óbvia justeza de, e óbvia solidariedade que se deve ter para com, as recente e futura greves deste sindicato de camionistas à parte... Venho só chamar a atenção de que,)

O sindicalismo reformista (em oposição ao revolucionário, praticado por comunistas e anarquistas, que pretende também implementar uma alternativa política) não resolve, nem nunca irá resolver, realmente os problemas...
Pois, todas as "conquistas" feitas são sempre meramente temporárias, podendo ser retiradas quando o Povo está desatento - sendo uma boa prova disso mesmo, o enorme retrocesso que houve após a privatização da Galp, com estes camionistas hoje, em pleno século XXI, a trabalhar em condições que mais fazem lembrar o século XIX.
Para além de que, por ser este tipo de sindicalismo praticado por pessoas que não têm verdadeira consciência política, há sempre toda uma outra série de maneiras através das quais os trabalhadores poderão ser atirados de volta para a miséria, das quais estes não têm conhecimento.
Segue-se um comentário que hoje deixei a mais uma colocação da historiadora Raquel Varela sobre a anunciada nova greve dos camionistas.

 

«E aqui reside toda a questão da justiça – para que serve um Estado se não é para garantir uma sociedade de bem-estar?»

O que ainda temos, serve claramente – tal como no caso dos regimes assumidamente fascistas – para que o Grande Capital possa, através desse mesmo Estado, melhor controlar as pessoas.

Mas, no regime neofeudalista que está planeado (pelo Clube Bilderberg e afins: https://twitter.com/EstulinDaniel/status/1096448713419964416) com as multinacionais a serem os novos senhores feudais, irá o Estado ser praticamente extinto, para que fiquem as pessoas quase totalmente à mercê dos seus novos senhores feudais – o que está a ser já conseguido através da falência propositada dos Estados, causada pela contracção de dívidas que toda a gente bem informada sabe serem impagáveis.

E, quando tal acontecer efectivamente, não irá haver leis do Estado às quais os trabalhadores explorados possam mais recorrer para se defender.

Disto (e doutras coisas) anda a avisar um conhecido investigador, cujo documentário até já passou na RTP: https://www.rtp.pt/programa/tv/p34917

Mas, como este tipo de sindicalistas ocupam os seus tempos livres a ver futebol, em vez de a informarem-se sobre o que é importante – ou a pensar em alternativas políticas...

(E, que tal nacionalizar a indústria petrolífera, para acabar de vez com estes problemas?)

...Boa sorte, a estes, para tentar impedir tal de acontecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:57

Uma boa prova de que o governo dos EUA possui tecnologia secreta

31.07.19

(Muito melhor do que estar a providenciar uma qualquer fonte indirecta...)
Podem, no seguinte vídeo, ouvir um próprio ex-agente da CIA a confirmar o que eu aqui já tenho repetidamente dito ou insinuado, de que a tecnologia que o governo estadunidense possui está sempre décadas à frente do que é do conhecimento e de uso públicos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Questão Kubrick

21.07.19

[Um vídeo de James Corbett, que me faz ter agora menos dúvidas sobre o que o autor (com fontes muito privilegiadas) Daniel Estulin e o radialista Alex Jones disseram sobre Stanley Kubrick...]

 

(As fontes que foram usadas para este vídeo estão disponíveis aqui.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 00:32

Coincidências

25.06.19

O banco público Caixa Geral de Depósitos (o mesmo que faz o favor de contrair os prejuízos de accionistas privados de bancos, para livrar os pobres últimos de falências pessoais - ao mesmo tempo que cumpre, deste modo, o objectivo de falir o Estado) que tem uma pirâmide à porta da sua sede nacional...

cgd_piramide.jpg

...acaba de estabelecer o valor de "€6.666" como a fasquia só acima da qual os seus depositantes poderão receber juros, relativos a dinheiro que tenham parado em contas deste banco.

(Ora, sabida que é, por muitos, a forte ligação da sociedade dos Illuminati ao sector da Finança, obviamente que tudo isto se tratará de mera coincidência...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:36

O problema maior das leis de "direitos de autor", aprovadas pela UE, que resultam em taxação e censura de conteúdos na Internet

15.04.19

fabian_society.jpg

O meu comentário à aprovação hoje feita da Directiva europeia, em que se transformaram estas polémicas leis (já anteriormente aprovadas pelo Parlamento Europeu) - que irá agora forçar os vários estados-membros da UE a incorporarem tais leis genéricas nas suas leis nacionais.

 

O problema destes artigos não é tanto a sua forma actual, mas antes o (muito) perigoso precedente que estes estão a criar... Pois,

Hoje a taxa de direitos de autor não se aplica a meras hiperligações – mas, amanhã já poderá possivelmente vir a ser aplicada às mesmas (pois, os mecanismos para fazer tal coisa já estão montados). E, desta forma, poderá no futuro matar-se o “jornalismo cidadão”, ou o praticado por instituições alternativas, que não recebam grandes volumes de dinheiro do poder estabelecido.

Também, hoje só têm estas plataformas a obrigação de censurar previamente conteúdos protegidos por direitos de autor – mas, amanhã poderão também ser censurados conteúdos de outras coisas que no futuro possam ser ilegais, como o “discurso de ódio”, por ser o último já considerado “crime de pensamento”. E, desta maneira, quem sabe, poder-se-á abrir o caminho até para censurar fortes críticas sociais, por poderem estas ser abusivamente consideradas como apelativas ao ódio.

Sabem quem é que criou a União Europeia, que está a passar estas leis? Foi uma associação de políticos e grande capital conhecida como Clube Bilderberg. E, sabem qual é um dos requisitos para se fazer parte deste Clube? É ser o que se chama um “socialista fabiano” (https://ionline.sapo.pt/647269).

Ora, o “fabianismo” consiste numa gradual (em oposto a rápida e revolucionária) alteração das normas da sociedade, através de sucessivas reformas que vão sendo implementadas. Logo, muito do que é aprovado pela União Europeia faz parte de um gradual processo de evolução, em direcção a um objectivo que não é declarado.

Com esta Directiva criam-se os mecanismos de controlo. E, daqui para a frente, será uma mera questão de se irem (gradualmente) alterando os critérios de taxação e de censura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 19:20

Colónias nazis na América Latina

09.04.19

Toda a gente sabe que vários dos oficiais de topo nazis, aquando do final da Segunda Grande Guerra, fugiram para a América Latina, é certo. E, quem tiver lido o que (o coronel dos serviços secretos militares russos) Daniel Estulin tem também "tweetado" sobre este assunto, saberá que não foram apenas alguns militares de topo que foram evacuados para tal continente, mas também o ouro que estes andaram a pilhar durante toda a guerra - assim como (e ainda mais importante) algumas das mais poderosas pessoas, com muito dinheiro, que suportavam (e tinham criado) o regime nazi.
Ora, de acordo com uma investigação recente feita para o Canal de História, esta história tem muito mais que se lhe diga... Pois, não foram só uns poucos nazis de topo que escaparam - mas, toda uma imensa quantidade de importantes e poderosos adeptos desta ideologia, que formaram colónias na América do Sul, em cujos descendentes dos fundadores ainda hoje são adeptos desta ideologia.
A seguinte é uma entrevista feita a um dos autores desta série de documentários.

(E, se procurarem no YouTube, poderão lá encontrar vários trechos de promoção desta série.)

Autoria e outros dados (tags, etc)