Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Para que serve a Polícia (neste país e não só)?

10.05.18

policias.jpg

Um comentário que acabei de deixar, a uma pouco inspirada demonstração de apreço pelo trabalho da Polícia, em Portugal, hoje feita num outro blogue aqui do SAPO.

 

Fernando Negro / 10.05.2018 - 22:25

Essencialmente,


Irás ser um agente de vigilância do Estado, ao serviço dos corruptos que o lideram e encarregue de manter esta podre ordem das coisas, e não irás combater a principal causa da criminalidade no país - o tráfico de droga, com o qual és conivente, deixando até os traficantes (repetidamente) assediar quem não quer consumir as drogas que mantêm uma boa parte da população subserviente.

(Que o consumo de drogas está na origem da maior parte da criminalidade, é do conhecimento geral. Mas, quem duvidar do que eu aqui digo, de que o tráfico de droga faz-se de maneira maioritariamente impune em Portugal, vá passar umas noites ao Bairro Alto, em Lisboa.)

http://blackfernando.blogs.sapo.pt/como-confiar-na-policia-neste-pais-136755
https://www.wook.pt/livro/os-senhores-da-sombra-daniel-estulin/10118671

 

[Editado a 12/05/2018: Comentário esse, que inesperadamente obteve uma resposta por parte da autora de tal blogue - a qual, muito surpreendentemente, revelou ser ela própria uma agente de polícia - tendo tal resposta dada origem a uma interessante troca de mais alguns comentários.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma muito boa explicação do que é "oposição controlada"

08.05.18

"You have to be very aware of people who present themselves as your supporters and then try to either become leading critical 'gatekeepers' that only point out to petty wrongdoings by the government and hide the (much more important and revealing) rest, and people that lead you into traps, false solutions, or try to make you adopt counter-productive or time-wasting ineffective forms of struggle."
--- Eu próprio, há 10 anos (no fórum do sítio PrisonPlanet.com)

"A melhor maneira de controlarmos a oposição é sermos nós próprios a liderá-la."
--- Vladimir Lenin

 

(O anterior vídeo é sobre este fenómeno a ocorrer na suposta Direita estadunidense. E, se quiserem observar o mesmo a ocorrer na suposta Esquerda do mesmo país, têm por exemplo <este> muito interessante facto.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Boaventura Sousa Santos foi co-fundador do Fórum Social Mundial

06.05.18

maventura.png

Há já muito tempo que o sítio do "Centro de Pesquisa sobre Globalização" (GlobalResearch.ca) me vem, infelizmente, a despertar cada vez menos interesse... Pois, desde a sua criação, no início da década passada - quando constituía este sítio uma muito boa fonte de análise de informação na Internet (veja-se a excelente investigação que o seu fundador e director, Michel Chossudovsky, fez sobre a verdadeira natureza da al-Qaeda, por exemplo) - que tenho visto novo autor atrás de novo autor desconhecido juntar-se ao mesmo, que com nada de verdadeiramente útil contribui para tal Centro de Pesquisa - tornando tal sítio numa estranha amálgama de pouca informação de interesse, no meio de informação que nada realmente adianta relativamente ao que já se sabe (onde, por vezes, tentam alguns até dar explicações alternativas a boas denúncias que já foram feitas). E, olhando para o que escreve um dos (principais) primeiros novos contribuintes que vi surgir neste Centro de Pesquisa - nos quais penso quando faço este tipo de crítica - chamado James Petras, por exemplo, o que eu vejo é um outro Howard Zinn.
Mas, se apesar de tudo ainda vou por vezes espreitando tal sítio, já com muito poucas esperanças de encontrar nele algo de útil, eis que fui hoje muito surpreendido, pela negativa, com uma grande evolução no mesmo... A presença agora de artigos de "análise" de Boaventura Sousa Santos.
Boaventura Sousa Santos - nunca me irei esquecer - era quem - enquanto andávamos eu e outras pessoas nas ditas manifestações "antiglobalização" no início da década passada - escrevia no jornal Diário de Notícias (se não me engano) as mais inócuas críticas possíveis (1) à incrível perda de soberania e controlo nacionais, relativamente às vontades das cada vez mais poderosas companhias multinacionais, que começavam a sobrepor os seus interesses aos dos países onde se estabeleciam, e (2) aos incríveis esquemas montados pelos FMI e Banco Mundial, através dos quais conseguia o Ocidente pilhar (e obter o controlo de) os países em vias de desenvolvimento.
E, depois de ter eu aprendido o que aprendi sobre o controlo que existe da informação nos média de massas, outra coisa não seria também de esperar, da parte de alguém a quem este média davam atenção (ou caso contrário, não seriam as suas "análises" publicadas em tal imprensa)...
Mas, se tem alguém ainda alguma dúvida de que esta figura não é (obviamente) mais do que outro exemplo da aplicação da fórmula de "oposição controlada" em Portugal, apenas tem de olhar para uma conhecida suposta alternativa por esta mesma pessoa criada, a nível internacional, ao fenómeno da globalização capitalista... O dito "Fórum Social Mundial".
Já alguma vez ouviram de algo de jeito que tenha saído de tal fórum? Claro que não. E, o objectivo é obviamente mesmo esse... Servir de fórum de discussão inútil, que apenas serve para desviar a atenção e o tempo, da parte de quem queira mudar as coisas, de outras possíveis alternativas reais e efectivas - como é, por exemplo, o caso da aliança BRICS, que entretando surgiu.
E, porque razão digo eu que é obviamente este o propósito de tal fórum?
Ora, porque (para além de ser esta uma manobra de diversão muito usada pelo poder estabelecido) no caso deste Fórum Social Mundial, não se deram as elites ao trabalho de esconder sequer os seus cordelinhos. E, basta ver quem é que <financia> as edições de tal fórum, para facilmente concluir que interesses é que (ultima e verdadeiramente) serve o mesmo.
Ora, se é este Fórum claramente uma criação de tais interesses elitistas (que permitem que tais reuniões ocorram, através do seu financiamento) o que é que acham vocês que serão os indivíduos que visivelmente fundaram o mesmo?
Pois bem, o conhecido Boaventura Sousa Santos (que é por vezes também convidado para os péssimos debates controlados da RTP, por exemplo) foi um dos fundadores deste Fórum! (Basta que espreitem a sua página na Wikipedia, ou leiam a nota no final deste artigo, para constatar tal facto.) E, juntando isto às críticas ligeiras que este faz ao fenómeno da globalização capitalista, penso que é óbvio - para toda a gente bem informada e inteligente - perante o que é que estamos...
"O Fórum Social Mundial são as elites de esquerda a tentar obter o controlo do movimento antiglobalização." - disse eu uma vez, numa cidade estrangeira, perante um pequeno grupo de activistas, numa pausa entre as manifestações contra o Fórum Económico Mundial (do qual tirou esta "alternativa" o seu nome). "Ninguém o disse melhor [que tu]!" - respondeu-me um desses activistas, perante quem eu tinha feito tal observação.
(Por "elites de esquerda" estava eu a referir-me ao tipo de líderes de (suposta) esquerda que notoriamente o são em busca de poder e controlo sobre os outros - e não os que querem realmente mudar as coisas. Pois, a criação de tal Fórum alternativo era clara e notoriamente o que dizia eu que era. E não uma criação independente de tal movimento que tinha surgido.)
Mas, deixemo-nos de críticas a uma organização que merece apenas ser ignorada...
Se querem saber do que estou eu a falar, quando digo que Boaventura Sousa Santos (o autor que, enquanto decorriam as manifestações chamadas de "antiglobalização", era indicado pela imprensa controlada como a pessoa que devia ser lida, para saberem todos porque razão ocorriam tais estranhas manifestações) apenas faz denúncias e críticas ligeiras das actividades do FMI, Banco Mundial e afins, comparem o que escreve este autor com o que é, por exemplo, denunciado <nesta> entrevista.

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nota final: E, observem que tipo de pessoas é que são convidadas para este Fórum Social Mundial: Noam Chomsky, Ignacio Ramonet... A nata da falsa e reformista esquerda ocidental. Chossudovsky (descobri quando estava a acabar de escrever esta colocação) está também consciente das fontes de financiamento deste Fórum... Ficando nós sem saber, então, porque razão decide ele dar lugar aos escritos de Sousa Santos no sítio na Internet do primeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A muito importante razão pela qual nos devemos informar sempre por nós próprios sobre os problemas de saúde que possamos ter...

04.05.18

Assunto: Diabetes tipo 2 pode ser eliminada retirando os hidratos de carbono da dieta



(Tal como em tudo o que, por norma, envolva a tomada de medicamentos...) É preciso procurarmos sempre (por nós próprios) por possíveis terapias alternativas aos vários problemas que possamos ter. Pois, (tal como é denunciado nesta notícia: https://zap.aeiou.pt/curar-doentes-mau-199624) não é do interesse da indústria farmacêutica curar pessoas - mas antes, torná-las dependentes de medicamentos. E, (tal como a ligação, que recentemente foi revelada, que existe entre ministros e banqueiros portugueses indicia: https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/salgado-promete-reforma-de-61-mil-euros-a-manuel-pinho) os nossos governos (que controlam o sistema educativo no qual os médicos são escolarizados) são controlados pelos grandes interesses económicos. E um dos maiores interesses económicos que existe (e mais lucro faz neste mundo) é a indústria farmacêutica. Por isso, não esperem que sejam os tradicionais médicos que existem quem tenha sempre as melhores soluções para os problemas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não houve qualquer ataque químico na Síria (x3)

30.04.18

"No Attacks, No Victims": Syria Chemical Attack Video Participants Speak At OPCW Briefing

by Tyler Durden [Zero Hedge]
Fri, 04/27/2018 - 22:23

Russian officials brought fifteen people to The Hague from the city of Douma, Syria, said to have been present during the alleged April 7 chemical attack - including 11-year-old Hassan Diab, who was seen in a widely-distributed video taken by the controversian NGO organization known as the "White Helmets," who filmed themselves giving Diab "emergency treatment" after the alleged incident.

We were at the basement and we heard people shouting that we needed to go to a hospital. We went through a tunnel. At the hospital they started pouring cold water on me,” said Diab, who was featured in the video which Russia's ambassador to the Netherlands says was staged.

The boy and his family have spoken to various media outlets, who say there was no attack.



Others present during the filming of Diab's hospital "cleanup" by the White Helmets include hospital administrator Ahmad Kashoi, who runs the emergency ward.

 

There were people unknown to us who were filming the emergency care, they were filming the chaos taking place inside, and were filming people being doused with water. The instruments they used to douse them with water were originally used to clean the floors actually,” Ahmad Kashoi, an administrator of the emergency ward, recalled. “That happened for about an hour, we provided help to them and sent them home. No one has died. No one suffered from chemical exposure.” -RT

 

Also speaking at The Hague was Halil al-Jaish, an emergency worker who treated people at the Douma hospital the day of the attack - who said that while some patients did come in for respiratory problems, they were attributed to heavy dust, present in the air after recent airstrikes, but that nobody showed signs of chemical warfare poisoning.

 

The hospital received people who suffered from smoke and dust asphyxiation on the day of the alleged attack, Muwaffak Nasrim, a paramedic who was working in emergency care, said. The panic seen in footage provided by the White Helmets was caused mainly by people shouting about the alleged use of chemical weapons, Nasrim, who witnessed the chaotic scenes, added. No patients, however, displayed symptoms of chemical weapons exposure, he said. -RT

 

Emergency paramedic Ahmad Saur who is with the Syrian Red Crescent, said that his hospital ward did not receive any patients exposed to chemical weapons the day of the alleged incident, and that all the patients either needed general medical care or help with injuries.



That said, none of these people's testimony will make it into the "official record" as it currently stands. Russia's permanent representative to the OPCW, Aleksandr Shulgin, said that the OPCW has already interviewed six alleged Douma witnesses brought to The Hague , and they won't interview any more.

 

The others were ready too, but the experts are sticking to their own guidelines. They’ve picked six people, talked to them, and said they were 'completely satisfied' with their account and did not have any further questions" -Aleksandr Shulgin

 

Shulgin also said that "certain Western countries" accusing Russia and Syria of trying to "hide" witnesses to the attack is not true.

Meanwhile, the West - unhappy with this unexpected diversion to its narrative - has called the Russian press conference a "stunt" - with Britain and France both denouncing it as an "obscene masquerade."

This obscene masquerade does not come as a surprise from the Syrian government, which has massacred and gassed its own people for the last seven years,” said France’s ambassador to the Netherlands, Philippe Lalliot.

"The OPCW is not a theatre," Britain's envoy to the agency, Peter Wilson, said in a statement. "Russia's decision to misuse it is yet another Russian attempt to undermine the OPCW's work, and in particular the work of its fact-finding mission investigating chemical weapons use in Syria."

In other words, the West is happy to bomb a sovereign nation based on nothing more than non-public "evidence" suspected to have been staged and provided by the White Helmets, but when actual residents of Douma show up to tell their side of it, they are condemned as an "obscene masquerade" and denied an opportunity to submit their testimony on the record. Sounds about right for the military industrial complex which if nothing else scored a few extra billion in procurement contracts thanks to the latest farcical attack on Syria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sem comentários

28.04.18

social-media-satanic-masonic-symbols.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:20

Não houve qualquer ataque químico na Síria (x2)

24.04.18



Com as imprensas britânica, alemã e até mesmo portuguesa a serem forçadas a admitir isto (com a portuguesa - por ser dirigida a um público menos inteligente - a tentar distorcer os factos, ao falar apenas numa "alegada" encenação) já o pretexto para mais um muito estúpido ataque, por parte de Donald Trump, à Síria começou a cair por terra... E, cabe então agora à inteligência de cada um julgar os factos ocorridos por si próprio/a.
Mas, já que é de inteligência (ou falta dela) da parte de quem vê as notícias televisivas de que falamos, aproveito então para apelar a esta e também ao sentido crítico de quem lê este blogue, para analisar outras duas "provas" que a imprensa controlada nos apresentou para tentar convencer as pessoas de que um ataque químico realmente ocorreu.
Primeiro que tudo, reparem na linguagem corporal do seguinte entrevistado, que descreve a suposta morte da sua família... ("Oh, que chato. A minha família morreu toda... Olha, acontece.")



E, depois disso, espreitem <esta> análise de uma notícia emitida pela CNN, onde uma repórter decide cheirar uma mochila supostamente contaminada com o gás venenoso usado, para averiguar se tal mochila está contaminada ou não...
(Preciso eu de explicar sequer o que estaria imensamente errado na decisão de alguém fazer uma coisa destas, quando está a lidar com um gás venenoso?!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 00:21

Como confiar na Justiça, neste país?

22.04.18

justice.jpg

Um nada surpreendente episódio de claro abuso policial, em 2013, que tem como vítimas um grupo de jovens e rapazes suburbanos, atingidos com tiros de balas de borracha pelas costas, ao fugir da Polícia sem a ter agredido, e que é levado a Tribunal. Resultado final? Polícia absolvida.
Um ano antes, um outro episódio, também num subúrbio de Lisboa, que termina com um polícia a matar um rapaz de 14 anos, com um tiro à queima-roupa, rapaz esse, relativamente ao qual não há provas convincentes de que estivesse armado. Resultado final? Polícia absolvida.
(E, isto é apenas o com que, por mero acaso, me deparei de uma ou outra vez que liguei a televisão. Pois, há já uns bons anos que desisti de ver intencionalmente telejornais, para não estar sempre a apanhar com mentiras, propaganda política e notícias sobre futebol.)
Há 16 anos, aquando de uma notícia, também nada surpreendente, da absolvição da polícia de choque espanhola, depois de uma carga policial gratuita (da qual também eu tive de andar a fugir) aquando de uma concentração em Barcelona, escrevi e mantenho:

 

O sistema de "justiça" não serve para fazer justiça. Serve para reprimir os rebeldes e desobedientes a esta ordem e para manter o actual estado da sociedade em funcionamento. É mais um dos vários orgãos de repressão do Estado.
É aliás um contrasenso. Como pode haver justiça dentro de um sistema que em si mesmo, logo à partida, é injusto?

 

E, esta semana, deparo-me com a seguinte entrevista feita a alguém que também é "anti-sistema".

 

Garcia Pereira. “A Justiça é um instrumento de abate de cidadãos incómodos”

 

Sempre foi assim, em qualquer um dos regimes anteriores que tivemos (fossem eles Monarquia, Primeira República ou Ditadura Fascista). E continua este sistema de "Justiça" a funcionar com este mesmo propósito. Só mesmo quem não vê nada de mal na sociedade em que vive, e nunca tentou mudar as coisas para melhor, é que não se apercebe de uma coisa destas.
Se reprime a Justiça criminosos que também têm como vítimas os cidadãos comuns, é porque esses criminosos representam também um perigo para as elites que beneficiam deste sistema. (E, tudo o resto são, obviamente, operações de cosmética, para convencer o comum cidadão de que a Justiça também o protege - ou, por ventura, acções justas, mas muito limitadas por circunstâncias várias, da parte de quem, honesta e ingenuamente, decide fazer parte deste sistema judicial com o intuito de tentar praticar Justiça.)
Querem uma prova disso?
Voltando ao caso das polícias (pertencentes a este mesmo sistema judicial) vejam o (também esta semana reportado) caso do SEF, que atribui apenas 3 agentes à unidade de combate ao tráfico de seres humanos em Portugal (tráfico esse, que obviamente floresce no nosso país, em consequência de tal notória falta de vontade em combatê-lo).
Desde quando é que é este um crime que afecta as elites? As pessoas que são vítimas do tráfico de seres humanos, são pessoas que estão no fundo da hierarquia social - e, como tal, por estarem em situações de pobreza extrema, arriscam a sua vida de maneira que arriscam ou, até mesmo, sujeitam-se a quase tudo.
Ora, que interesse é que tem, quem controla este sistema, em combater tal fenómeno?
E, já agora, note-se também...
Para combater um tipo de crime hediondo como este, inadmissível num suposto país desenvolvido do século XXI, há falta de meios. Mas, para vigiar tudo o que são activistas que queiram mudar o actual estado das coisas, para isso, já não faltam meios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:13

A própria RTP a admitir que Lula da Silva é inocente

20.04.18

(Em suma: trata-se de uma condenação baseada em meras *alegações* da parte de um criminoso - i.e. de um verdadeiro corrupto e pessoa sem escrúpulos - que, com isto, vê a sua pena de prisão ser reduzida.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:54