Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Não. Pôr um bebé num caixote de lixo, não é um acto tolerável.

19.11.19

intoleravel.jpg

Um comentário que deixei há pouco à muito boa análise que a historiadora Raquel Varela fez da polémica em curso.

 

A melhor análise que vi de toda esta polémica… Parabéns!

Eu próprio, depois de ter ouvido uma entrevista a uma muito conhecida figura defensora dos direitos das crianças, ainda recuei um pouco, por admitir a hipótese de se poder tratar de alguém com sérios problemas mentais. Mas, se não é esse o caso, obviamente que se trata este de um acto intolerável.

O facto do poder estabelecido (Presidente da República e afins) prontamente querer retratar a mãe em causa como “vítima”, faz obviamente parte do constante e contínuo processo de legitimação da irresponsabilidade por parte deste mesmo poder – obviamente, com vista a fazer dos actuais seres humanos, que constituem a sociedade, meros animais sem valores (e, por isso, fáceis de controlar e explorar).

É a mesma história de que com a legalização do Aborto (sei que a autora deste blogue quase certamente discordará deste aspecto, em particular) relativamente ao qual o poder estabelecido não desistiu enquanto não obteve um referendo favorável (mas deixou de referendar o mesmo, após tal ter sido legalizado).

Na Finlândia, por exemplo (que, tal como os restantes países nórdicos, serve de “ponta de lança” para os projectos sociais do poder estabelecido ocidental) já chegaram a um cúmulo em que, quem mata outra pessoa, vai para o que mais parece ser um campo de férias, em vez de para uma prisão (https://www.euronews.com/2019/07/19/finland-s-open-prisons-a-model-for-the-rest-of-europe) – porque, sabem, os criminosos são todos “vítimas da sociedade” etc.

Se os criminosos são todos “vítimas da sociedade”, então calem-se com as críticas aos políticos, capitalistas e restantes poderosos – que, essencialmente, são diferentes do comum criminoso apenas no grau de inteligência (por se terem apercebido de que, se cometerem os crimes dentro do próprio sistema, por norma não vão presos). Pois, estes últimos, mais do que “vítimas da sociedade”, são então também usualmente “vítimas” da educação familiar que tiveram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 22:47

Bloqueado de seguir a conta no Twitter do partido "Os Verdes"

13.11.19

Sabendo eu como funcionam as coisas no Twitter, não descarto a hipótese de não terem sido eles a fazer isto... Mas também, olhando para o quão mentirosos são (i.e. para o tamanho da falta de carácter ou de nível de) os mesmos, fico na dúvida - e suspeito até mais do partido em causa...

 

Screenshot_2019-11-13_18-08-42.png

 

O bloqueio e consequente censura (pois, fico assim impedido de fazer mais comentários às suas colocações) surgiram poucas horas depois de ter eu feito os seguintes, muito reveladores, tweets.

 

verdes.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

É por isto é que Evo Morales foi deposto

11.11.19

pecados_morales.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Realmente, que ingénuo que eu era...

04.11.19

crowd_madrid.png

Um comentário que ontem deixei à notícia de que "Espanha vai 'rastrear' smartphones dos cidadãos durante oito dias", sem qualquer tipo de autorização dos mesmos.

 

(Sabem as pessoas bem informadas que, foi justamente para evitar que denunciasse que este tipo de coisas são já feitas de modo encoberto, é que Julian Assange está agora a definhar numa prisão, longe da vista de todos...)

Mesmo quando é recolhida esta informação de forma (supostamente) anónima, faz parte do senso comum – e é também costume social – pedir-se o consentimento das pessoas em causa – pois, ainda assim trata-se sempre, de qualquer modo, de uma questão de *privacidade* (porque é sempre possível alguém que trabalhe para os serviços em causa, que queira mesmo, saber quem é quem).

Mas, pediu o governo espanhol a autorização de cada uma das pessoas afectadas, para realizar este estudo?

Que ingénuo era eu, quando novo, por pensar que nunca as pessoas iriam deixar as coisas chegar a um estado tal como era descrito na novela Mil Novecentos e Oitenta e Quatro... (“Assim que os indícios de tais medidas surgissem, as pessoas iriam revoltar-se!”, certo?)

Depois admirem-se de que, os atentados terroristas de origem duvidosa (que são usados para passar leis que aumentam o controlo sobre a população) produzam “coincidências” como as de pessoas que sobrevivem a um depois morrem no outro (https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/1085700955222536192) – e não prestem atenção às ligações entre os suspeitos de tais atentados e as autoridades dos países em causa, tal como na vizinha Espanha: https://archives.globalresearch.ca/articles/OWE406A.html

Num dos países verdadeiramente europeus que existem, um deste tipo de projectos de “data mining” deu origem a uma revolta nos respectivos serviços secretos: https://www.youtube.com/watch?v=IVpE7PtKQsg

Mas, não admira então que, dos Pirenéus para baixo, sejam as pessoas olhadas como “subeuropeus” e meros empregados de manutenção de destinos turísticos, ou povos atrasados de culturas a condizer: https://www.youtube.com/watch?v=NwZxS92j_ek#t=24m19s

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 06:14

O que é que dizia eu, há uns anos, sobre cocaína e a SIC?

29.10.19

cocaine.jpg

 

"'Cocaínados' há para aí aos pontapés, basta andarmos aí pelos corredores da SIC"

 

O seguinte, foi um comentário que deixei no blogue do jornalista Frederico D. Carvalho, em 2010.

 

Pois.
E o que as câmaras da SIC também não mostram são, compreensivelmente, as festas dos elementos de uma equipa de um dos seus canais, com mesas onde a cocaína se consome segundo a modalidade "bar aberto", nas quais também altas figuras da polícia marcam presença, e onde estas últimas, já depois de estarem algo intoxicadas, se gabam de estar feitas com os traficantes, explicando que as muito poucas apreensões feitas para a imprensa são acompanhadas de "indemnizações" aos pobres traficantes.
Surpreendente? Nem por isso, quando se sabe o quão importante é o fluxo de drogas para a economia mundial. (Leiam Michael C. Ruppert, Daniel Estulin, John Coleman...)
Da mesma maneira que em nada é surpreendente ver o quão à vontade e à descarada se vende droga em sítios como o Bairro Alto em Lisboa.
O que é um pouco de conivência e colaboração policial, quando temos os próprios militares a transportar a droga em aviões de carga e a defender as plantações dos caretas dos Taliban?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 23:29

Vade retro, Franco

24.10.19

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 17:46

"Dividir para reinar"

23.10.19

[Mais um comentário que fiz, a propósito dos resultados eleitorais do "Livre" e do "Chega".]

 

O racismo sempre foi uma boa maneira de manter a plebe governada dividida e a lutar entre si, impedindo o progresso social.

E, o exemplo mais clássico de que esta é uma fórmula usada pelas elites governantes, é o do "Ku Klux Klan", nos EUA - cujas iniciais se podem traduzir pela sequência maçónica 11, 11, 11. (Já repararam também na data e hora do Armistício da Primeira Guerra Mundial?)

Um dos fundadores e líderes originais do KKK foi o general Albert Pike, muito conhecido maçom de 33º grau e conhecido até como o pai da Maçonaria no sul dos EUA.


Tendo o seu grupo sido ressuscitado nos anos 1950, obviamente para servir de antítese ao Movimento dos Direitos Civis dos negros nos EUA, para criar conflitos raciais.

"The reemergence of the KKK during the late 1950s and 1960s was again centered in the South, and now its purpose was to foment race war between blacks and whites. With the other side of the set-up, the civil rights movement, largely under the control of the various liberal (...) networks (...) the contrived race war scenario enjoyed significant success. Today that same terror capability is still in place, and still under the control of the same forces."
--- https://larouchepub.com/eiw/public/1978/eirv05n39-19781010/eirv05n39-19781010_050-the_rothschild_roots_of_the_ku_k.pdf

(Não sendo por acaso que várias pessoas, incluindo um muito conhecido radialista estadunidense, vão para as manifestações do KKK chamá-los de agentes do próprio sistema: https://www.youtube.com/watch?v =qEomUOe22ew)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 15:23

Livremo-nos do racismo. Chega de discriminação étnica.

22.10.19

[Um comentário que deixei, há pouco, num fórum de discussão...]

 

O "Livre" e o "Chega" são duas faces da mesma moeda...

Sendo esta, uma que é usada para criar divisões (étnicas e raciais) entre as pessoas - e mantê-las, deste modo, distraídas a "lutar" entre si, enquanto as elites fazem o que querem da sociedade, sem oposição (por estarem as massas governadas demasiado ocupadas com tais lutas estéreis e ridículas, entre si próprias).

O racismo branco combate-se com anti-racismo, não com racismo negro. E, a discriminação racial (ou étnica) combate-se eliminando a mesma, não substituindo-a por uma dita "positiva".

Também, quem merece os cargos são as pessoas mais competentes para os mesmos. Não alguém que usa o seu passado familiar como pretexto para passar à frente dos outros.

E, não é só uma boa parte da etnia cigana que vive muito à custa do Estado Social. É também toda uma enorme quantidade de restante lumpen-proletariado português.

Perguntem aos alienados do Facebook (que criticam ciganos, enquanto uma das vizinhas do lado também recebe cheques da segurança social - ou que votam na Joacine só por ela ser negra) o que irão estes fazer relativamente ao Colapso Económico que aí vem[1] ou já teve início[2].

Não saberão eles sequer do que se está a falar - provando, deste modo, o ponto que eu estou a fazer.


"A melhor maneira de controlarmos a oposição é sermos nós próprios a liderá-la."
--- Vladimir Lenine


Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dividir_para_[reinar]


"Until the colour of a man's skin is of no more significance than the colour of his eyes (...) until the basic human rights are equally guaranteed to all without regard to race."
--- Bob Marley


Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:07

É por isto é que Lula da Silva está preso

19.10.19

(Quem quiser, tem aqui a entrevista completa em causa.)

 

classes_brasil.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Invista numa Economia em Colapso. Compre papel comercial."

18.10.19

Um anúncio dirigido a otários mal-informados, que nem ideia fazem do que aí vem - e que, para além disso, tenham a conhecida "memória de peixe" típica de quem repetidamente vota em partidos do sistema (e não se lembrem, por isso, de que esta é a mesma Mota-Engil cujas acções colapsaram, na Bolsa de Lisboa, em 2016).
Um segundo "caso BES" a ocorrer perante todos, que irá permitir aos actuais detentores do capital passarem a mais-que-prevista grande perda de valor - ou mesmo falência - para os novos, armados em capitalistas espertalhões, que queiram (supostamente) fazer dinheiro fácil à custa do trabalho dos outros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 17:26