Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sobre a natureza da Internet

17.10.20

matrix_ending.png

 

Olá, ************.

Ainda que, sim, a Internet esteja a ser muito usada com finalidades que causam dano ao próprio poder estabelecido,

A presente Liberdade de Expressão na mesma é meramente temporária. E, serve apenas para atrair as pessoas para o uso desta rede, tornando-as dependentes da mesma, com o objectivo constante de poder vigiar as interacções das mesmas.

E, com esta história das "leaks", dos grupos tipo "Anonymous" (que praticam vandalismo) e outras coisas mais que venham a surgir, será apenas uma questão de tempo até que os nossos governos comecem a passar leis que visam controlar e censurar esta rede.

(O coronel de contra-espionagem militar russo, Daniel Estulin, tem vindo a avisar que é esse o objectivo das acções destes vários grupos: https://www.youtube.com/watch?v=UAp3We7iKYc)

A Internet é um Estado Policial (virtual) que foi montado, sem que as pessoas se tenham apercebido, ou tido verdadeira consciência, disso.

Quem imaginaria, há poucas décadas, que um dia os governos iriam ser capazes de ler a nossa correspondência (e-mails), vigiar e estudar as nossas interacções (redes sociais), saber que notícias andamos a ler (cookies) e também que livros e outros bens é que andamos a comprar (Amazon, eBay) - e até saber em que estamos nós a pensar (motores de busca)?

Já para não falar da capacidade, que as pessoas desconhecem, que têm os nossos governos de entrar nos nossos computadores - https://www.heise.de/tp/features/How-NSA-access-was-built-into-Windows-3444341.html + https://www.computerworld.com/article/2521809/nsa-helped-with-windows-7-development.html - e que permite a tais governos conseguir até vigiar (e sabotar) a nossa "secretária virtual" (sabendo o que andamos nós a escrever e eliminando o de que não gostam - ver o seguinte vídeo, a partir dos 9m23s: https://www.dailymotion.com/video/x1hzp5u) e vigiar as nossas biblioteca, audioteca, videoteca virtuais etc.

(De suposta "privacidade" em telemóveis, então, nem se fala: https://www.gnu.org/proprietary/proprietary-back-doors.en.html)

Também, por alguma razão, já começaram os governos, por exemplo, a restringir o dinheiro físico - e a obrigar também (agora, com esta história do coronavírus) as pessoas a tratarem de tudo o que é papelada na Internet...

(Coincidência ou não, a mim que muitas denúncias faço nesta rede, estão constantemente a acontecer-me coisas estranhas, com serviços na Internet que sou temporariamente impedido de usar... E, quem faz denúncias mesmo sérias é repetidamente impedido de receber doações - apenas um exemplo: https://web.archive.org/web/20170625020339/http://theworldjudge.com/trying-to-shut-down-pedophiles-will-get-you-shut-down-paypal-against-craigrsawyer-w-v4cr/)

O Estado Policial do Futuro (e que já é bem Presente) vai ser electrónico. Sendo a Internet e outras redes uma maneira de controlar constantemente as pessoas. E, a rede 5G dos telemóveis, a "Internet of Things" e a tecnologia Bluetooth 5.x (que permite o acesso directo a periféricos) que já estão a ser implementadas, vão notoriamente aumentar estes vigilância e controlo.

Até numa das promoções da famosa "Web Summit" de Lisboa se pode ouvir falar de um "Brave New World" que está a ser construído: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/o-admiravel-mundo-novo-caracterizado-150620

(Para compreender a referência, ver: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/o-admiravel-mundo-novo-do-bloco-de-145644?thread=200428#t200428)

Quanto ao DuckDuckGo e ao ProtonMail,

Como digo implicitamente na correspondência anterior, ainda que estas empresas em si possam não rastrear ou tentem proteger os seus utilizadores, o Grande Irmão que vigia toda a Internet facilmente o pode fazer (inclusivamente, desencriptando com facilidade as comunicações encriptadas que são feitas, recorrendo a supercomputadores que existem, mas cuja existência é mantida discreta - tal como denuncia Wayne Madsen, que citei na anterior correspondência).

E, por isso, quanto a alternativas, que possam dar privacidade,

Simplesmente não as há, realmente - pois, a Internet em si é uma (muito avançada, para desconhecimento de quase todos) ferramenta de vigilância: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/uma-muito-importante-e-interessante-127429

Resta a nós ter consciência disso - e evitar expor informação pessoal nesta rede ou tê-la em computadores ligados à mesma. E, enquanto pudermos, continuar a usá-la essencialmente como excelente meio de partilha de Informação Mesmo Muito Importante que ela é.

Se quisermos segurança absoluta, o melhor é mesmo usar papel e caneta. Pois, até as máquinas de escrever podem ser "hackadas": https://www.dailymotion.com/video/x11t64k

Autoria e outros dados (tags, etc)

DuckDuckGo.com e distribuição "antiX Linux" como armadilhas

16.10.20

Assunto: Anonimato na Internet - Adendo

Olá outra vez, ************.

Porque não fui explícito na minha anterior carta, venho só acrescentar que,

Quando eu falo em servir o DuckDuckGo.com como "armadilha",

Estou a referir-me ao mesmo tipo de avisos que eu faço sobre alguns sistemas operativos GNU/Linux, que têm software de encriptação de comunicações incluído - http://forums.debian.net/viewtopic.php?f=20&t=129881&start=180#p671120 - quando é sabido que o governo dos EUA tem a capacidade de desencriptar quase tudo o que queira (denúncia feita, pelo ex-agente dos serviços secretos estadunidenses Wayne Madsen, a partir dos 1h8m25s deste vídeo: https://web.archive.org/web/20141013215450/https://www.youtube.com/watch?v=PZQXxUmROIU).

Que é,

Convencer as pessoas a (continuar a) fazer coisas "em linha", que nunca fariam, se soubessem que a suposta privacidade e segurança que têm não passa de uma ilusão.

[...]

P.S. - Se tiverem dificuldades em ver o vídeo de denúncia das capacidades de desencriptação do governo dos EUA, aqui vai uma transcrição que enviei numa troca de correspondência com outra pessoa.

 

[Paul Joseph Watson] OK. We're gonna go to your calls now. Janeiro(?), in Arizona. You're on the air. Go ahead.

[Janeiro(?)] Yes. Thank you, Paul. Thank you David and Wayne, for taking my call. A couple of things... You hear the FBI Director, James Comey, criticizing Apple and Google about developing encryption to secure... so secure that even Police and the NSA can't even access. I mean, I just think that is the most ludicrous, absurd statement to make. Specially on the heels of the iCloud photo scandal. It's obvious that - like you said, David - that was a smokescreen because Apple needs to sell their products. And he, Tim Cook, came out and admitted, and said: "Oh, our phones are so secure. We can't even give you information." I mean... Wayne, my question for you is: Regardless of any kind of encryption, if the NSA or the government wants to get to your information, they're gonna get it. I'm sure that they have very sophisticated ways of getting it wirelessly. They're not gonna need, you know, a warrant to go and get information from Apple or Google. So, what is your comment on that?

[Wayne Madsen] Yeah. This is a battle I fought with other privacy advocates, back in the 90's. Some people may recall the Clinton Administration's plan to implement something called the Clipper chip. Were you would be able to encrypt your data, but you would have to give your encryption key over to the government, who would then share it with the NSA or the FBI - they said, if they had a court order. That, we didn't believe that that was the mechanism they were going to use. And, this is... Comey is just... Like, Louis Freeh was back, and those battles in the 90's... They do not want encryption used by private citizens or businesses. Because they want to have real-time access to encrypted communications without going through any steps. But, you're right. NSA, given enough time... They're building this huge supercomputer in Oak Ridge, Tennessee - by the way - that will be able to decrypt anything within probably seconds. But, yeah. If they want it, they're gonna get it.

 

*

 

Assunto: Anonimato na Internet

Olá, ************.

Como pessoa que sempre gostou muito de computadores (https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=13489.msg341647#msg341647) e sempre se preocupou com privacidade informática (https://www.phoronix.com/forums/forum/phoronix/general-discussion/1035513-is-it-possible-to-disable-the-ecall-surveillance-system) venho só avisar-vos de que,

Tal como é o caso da suposta imprensa alternativa (https://blackfernando.blogs.sapo.pt/como-muita-da-suposta-imprensa-73330) e de ONGs que supostamente lutam pelos direitos das pessoas (https://blackfernando.blogs.sapo.pt/conhecam-a-maior-anedota-de-organizacao-151290),

Muito do que parece ser alternativa ao poder estabelecido, no campo da Informática, são também falsas organizações, montadas pelo próprio Sistema, que têm como verdadeira intenção servir como armadilha para apanhar e controlar os mais incautos e ingénuos.

(Veja-se o caso da alternativa ao Google, StartPage.com - sobre a qual, quando nos informamos sobre a mesma, ficamos a saber que é recomendada pela própria União Europeia e por alguns dos média de massas...)

E, o facto do motor de busca DuckDuckGo.com, que vocês recomendam, usar a rede Tor (https://en.wikipedia.org/wiki/DuckDuckGo#Tor_access) é indicativo de que:

a) ou é este motor de busca gerido por imbecis, que não percebem realmente de Informática;

b) ou se trata este motor de busca de mais uma falsa alternativa.

Pois, toda a gente que sabe o mínimo sobre a rede Tor, sabe que esta foi criada e é financiada pelo próprio governo dos EUA (procurem no sítio Archive.org por versões mais antigas da página na Wikipedia sobre esta rede) e não garante real privacidade: https://twitter.com/BlackFerdyPT/status/944434368218624000

E, eu não estou, com isto, a dizer que não se deve evitar usar o Google... Pois, eu próprio já abandonei as minhas contas na Google, mas porque estava cansado da Censura de que era alvo (https://www.youtube.com/watch?v=CMQXO_fXDcE + https://blackfernando.blogspot.com/2014/10/censura-na-blogger-googlensa-e-mudanca.html).

Apenas estou a dizer que, a alternativa do DuckDuckGo.com certamente não adianta grande coisa, em termos de privacidade.

Pois, inclusivamente, a Internet em si é um meio imensamente vigiado (https://trisquel.info/en/forum/sentient-code-inside-look-stephen-wolframs-utterly-new-insanely-ambitious-computational-paradi#comment-46043). Tendo até esta rede sido já montada, desde o início, com a intenção de vigiar as pessoas: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/uma-muito-importante-e-interessante-127429

(E, mais não digo, para não me meter em problemas...)

As alternativas que eu, pessoalmente, recomendo são estas: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/como-se-podem-tambem-voces-livrar-em-24503

As quais, no entanto, apenas dificultam os registos ocidentais (e, estão também elas certamente a criar registos, mas num país relativamente ao qual temos muito menos a temer). Pois, para aceder a tais serviços fora do Ocidente, o nosso tráfego passa primeiro por servidores europeus. E, qualquer tráfego dentro da União Europeia está obviamente a ser também registado.

Ainda assim, se houver algum problema com tais serviços que eu recomendo, ao menos temos uma maior confiança de que haja pessoas honestas e mais bem-intencionadas do outro lado, para o resolver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 20:49

Está na hora de começar a descarregar, comprar e arquivar

14.10.20

Um excerto de uma carta electrónica, que enviei a quem me é próximo, menos de 3 semanas após ter sido declarado, em Março último, o Estado de Emergência no nosso país - e que serve como um bom resumo do que eu tenho vindo a dizer em colocações anteriores.

 

...todos os anos morrem milhares de pessoas por gripe, e não é por isso que os governos mandam toda a gente ficar em casa.

O que verdadeiramente se passa, é que a Economia Capitalista que temos está montada na expectativa de eterno "crescimento económico". E, num mundo de recursos finitos, é impossível manter tal sistema económico eternamente. Ora, tudo o que são ecologistas e cientistas sociais honestos tinham vindo a avisar, nas últimas décadas, que os recursos naturais do Planeta iriam entrar em declínio algures na primeira metade do século XXI. E, estando a Economia Mundial a mostrar sinais de Colapso há já mais de uma década, é óbvio que essa altura chegou.

A Economia, aliás, já era suposto ter colapsado em 2008. Razão pela qual houve a onda de desemprego que houve, nessa altura - da qual nunca recuperaram verdadeiramente os vários países. (Os salários em Portugal baixaram muito, desde então. E, só não há elevado desemprego no país, porque *imensa* gente emigrou para países com alguma falta de mão-de-obra. Sendo também que, em Portugal tal não se tem notado tanto porque, em consequência das revoltas e convulsões sociais resultantes do ligeiro Colapso que tem ocorrido, os turistas têm fugido dos tradicionais destinos turísticos europeus e mediterrânicos de excelência, e escolhido antes Portugal para passar férias, o que tem beneficiado temporariamente a nossa Economia.)

Como digo, a Economia que temos foi montada na expectativa de eterno crescimento económico. E, para sustentar tal crescimento económico, é preciso usar uma cada vez maior quantidade de recursos naturais. Ora, a partir do momento em que tais recursos naturais começam a escassear, não só deixa a Economia de crescer, como (por já se ter esgotado uma boa parte destes recursos, ou terem estes entrado em declínio) começa tal Economia a "decrescer" - ou, por outras palavras, a entrar em Colapso.

 

Seguido do que seria um outro aviso que poderia também ter enviado - mas que, como estou cansado de fazer tal coisa, é um dos que, a partir de agora, só irei publicar aqui.

 

Para quem valorize Cultura (https://blackfernando.blogs.sapo.pt/o-acesso-a-cultura-e-ao-conhecimento-147909),

Escrevo o seguinte Aviso, ou chamada de atenção.

Com o Colapso Económico que já teve início (sob um falso pretexto - que visa, em parte, criar um colapso controlado da Economia, seguindo o mesmo princípio das avalanches controladas),

A Internet, tal como a conhecemos (como um grande repositório de Informação, ou o equivalente moderno a uma Biblioteca de Alexandria) irá em breve, obviamente, deixar de existir (https://twitter.com/EstulinDaniel/status/1284498273538121728). E, passará a ser esta rede pouco mais do que um meio de controlo e vigilância das pessoas (propósito esse, aliás, com o qual foi inicialmente criada: https://blackfernando.blogs.sapo.pt/uma-muito-importante-e-interessante-127429) para além de um meio, imensamente censurado (https://twitter.com/TheJASPO/status/1306625578854907905) de divulgação da moderna e decadente "cultura" de lixo que temos (Netflix, YouTube e afins).

E, se pensam que o tipo de obras distópicas (de "ficção científica") como a seguinte mais recente versão de Fahrenheit 451, que visam mentalizar (https://www.bertrand.pt/livro/o-instituto-tavistock-daniel-estulin/14530212) as pessoas para um Futuro que está planeado, são demasiado abusivas no tipo de futuro que descrevem...

 

 

Pensem, outra vez.

Da mesma maneira que a circulação de dinheiro físico está a ser cada vez mais restrita (https://www.jornaldenegocios.pt/economia/justica/detalhe/o-que-nao-pode-mesmo-pagar-em-dinheiro-vivo) obrigando as pessoas a usar antes dinheiro electrónico - e, como tal, tem o dinheiro físico obviamente os seus dias contados,

É muito possível que, com o pretexto das tretas ambientalistas, seja uma questão de tempo até que se comece a restringir (e eventualmente proibir) a produção de livros físicos, com a desculpa de que estar a cortar árvores constitui um crime ambiental etc.

E, assim que começarem as pessoas todas a usar antes leitores de livros electrónicos (eu, de qualquer modo, também tenho um - pois, dá muito jeito para se poupar dinheiro) com a quantidade de "portas dos fundos" que vão cada vez mais tendo os pequenos computadores que as pessoas usam (https://www.gnu.org/proprietary/proprietary-back-doors.en.html) será esta mais uma maneira do poder instituído controlar (i.e. vigiar e censurar) o que as pessoas lêem (https://www.defectivebydesign.org/amazon-kindle-swindle).

Por isso,

Se sabem de informação de muito interesse que queiram salvaguardar para o Futuro,

Sugiro que comecem a descarregar a mesma para fora da Internet (exemplo de um software que podem usar: https://www.httrack.com/) e a comprar cópias físicas dos vários livros com informação mais valiosa e importante que conheçam.

Pois, com o Colapso Económico que já teve início, não vai ser preciso esperar pelo possível Futuro que descrevo. Mas antes, basta que comecem as várias companhias que alojam informação na Internet e também as várias editoras a falir (https://expresso.pt/economia/2019-12-27-Europa-America-entra-em-insolvencia) para que a informação valiosa e os livros que vocês pensam que irão estar sempre disponíveis possam deixar de existir.

Boas leituras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os média de massas, como sempre, a fazer o seu trabalho sujo de tentar difamar quem se insurja contra o poder instituído

10.10.20

[Tirado da página no Facebook dos "Médicos pela Verdade - Portugal".]

 

COMUNICADO

 

Desde há alguns dias que vimos sendo assediados pelo Jornal Polígrafo na figura do seu subdiretor com uma sucessão de perguntas, algumas concernentes ao nosso suporte informático, alegando o mesmo ser composto por elementos anti-vacinas.

Dado o teor difamatório e a atitude persecutória daquela entidade, urge esclarecer:

1 - Sendo os Médicos pela Verdade Portugal (MpVP) um movimento cívico composto por médicos e outros profissionais de saúde, será óbvio à compreensão de todos, que, por inerência das funções que desempenham, as aptidões dos seus membros não passam pela informática nem pelo manejo de uma qualquer página numa qualquer rede social.
Por conseguinte, tivemos que contratar quem nos ajudasse a construir um site e uma página nesta plataforma.
Para a escolha da equipa de suporte concorreram a vontade de contribuir para a nossa causa e a experiência de quem se apresentou disponível para nos ajudar.
Não fizemos interrogatórios acerca de local de residência, raça, orientação sexual, confissão religiosa, posições sanitárias, políticas ou de outra índole, por tal ser irrelevante para o objectivo pretendido.

2 - São os conteúdos que importam e são os conteúdos que nos dão ou não a credibilidade e não quem nos suporta.

3 - São os conteúdos juntamente com o nosso Manifesto que falam por nós e ao que vimos.

4 - Nada existe que tenha sido por nós dito, escrito ou publicado quer da nossa autoria, em artigos de revisão bem como alguns artigos de opinião ou notícias veiculadas pela imprensa nacional e internacional, que espelhe negacionismo, campanhas anti-vacinação ou qualquer ideologia política ou religiosa.
Portanto, insinuá-lo é má fé e afirmá-lo é calúnia ou difamação.

5 - Pelo exposto e por conseguinte esse atentado persecutório e difamatório contra a nossa honra, a nossa integridade e as nossas credibilidade e competência, com base numa mentira, não nos deixará outra alternativa senão o processo judicial e o pedido de indemnização conforme e na proporção dos danos causados.

Assim, para que não restem dúvidas:

A - A credibilidade dos Médicos pela Verdade Portugal não depende daqueles que constituem o suporte informático antes dos Curricula Vitae dos seus membros, dos conteúdos que publicam com base em artigos científicos de qualidade e ainda da sua conduta social, ética e deontologicamente irrepreensível.

B - Não serão mais tolerados o insulto, o assédio ou a ameaça pessoal ou colectiva, tampouco insinuações ou calúnias que belisquem a honra e a integridade dos profissionais de saúde envolvidos neste movimento cívico pela ciência e pela reabilitação, em pleno, da actividade assistencial do SNS.

C - Os MpVP não são e não assentam em movimentos anti-vacinas, negacionistas, políticos, religiosos nem conspiracionistas.

Margarida Gomes de Oliveira, OM 34309
Médicos pela Verdade Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sem comentários

05.10.20

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bill Gates a falar de uma "Solução Final"

23.09.20

(Da boca da mesma pessoa que diz que as vacinas ajudam a reduzir a população mundial... Lembrem-se de que, esta gente tem o hábito de fazer "piadas internas" perante os que são ignorantes: [1] [2] [3])

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 09:31

Conheçam Jim Corr

23.09.20

De longe, a melhor de todas as Figuras Públicas que têm denunciado a Nova Ordem Mundial e a presente "plandemia"...

 

jimcorrsays.png

 

A sua conta no Twitter é: @Jimcorrsays

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:43

A verdade está a frente de todos os que param para pensar (e as explicações ao alcance daqueles que se esforçam por se informar)

19.09.20

Uma carta que enviei, há pouco, a quem me é próximo.

 

Assunto: Mortalidade do novo coronavírus não é pior do que a da gripe

Um breve resumo, do que tenho tentado dizer em correspondência anterior.

1) A maior parte das pessoas que apanham este vírus é assintomática - https://www.irishtimes.com/news/health/coronavirus-cases-may-be-tens-of-times-higher-than-previously-thought-study-says-1.4232557 - e, ajustando a taxa de mortalidade reportada pelos governos, tendo em conta estes assintomáticos:

"Stanford researchers said their findings show a death rate of just 0.12 per cent to 0.2 per cent".

2) Tem sido revelado que a grande maioria das pessoas que são incluídas nas estatísticas oficiais de mortalidade para este novo vírus morreram também com outras doenças graves - https://expresso.pt/opiniao/2020-09-01-So-6-morreram-por-acao-exclusiva-da-covid-19 - levantando-se, por isso, a legítima suspeita de que grande parte destas mortes reportadas não terá sido realmente devido ao novo vírus. Pois, tal como foi reportado - https://ionline.sapo.pt/artigo/693471/vao-ser-retomadas-as-atividades-suspensas-no-sns - pela própria imprensa de massas:

"Graça Freitas começou por esclarecer a taxa de letalidade em Portugal e dá o exemplo que uma pessoa com uma doença em estado avançado, mesmo que venha a falecer dessa doença, se estiver infetada com covid-19 entra nos números de óbitos registados no país."

Ora, tendo em conta estes dois factos e sabendo-se - https://www .nytimes.com/article/coronavirus-vs-flu.html - que:

"On average, seasonal flu strains kill about 0.1 percent of people who become infected."

Que cada um faça as suas contas e tire as suas próprias conclusões... E, já agora, se interrogue sobre se se justificam todas as medidas de restrição impostas pelos governos.

(Mas, atenção. Estou apenas a falar da taxa de mortalidade, que é o que normalmente interessa relativamente a qualquer doença. Não estou a falar da maior ou menor facilidade de transmissão desta doença - que parece, no caso deste novo vírus, ser maior do que a da gripe. E, por isso, quem esteja rodeado de pessoas idosas deve ter cuidado.)

 

Seguida de uma hiperligação para um comentário onde, há poucos dias, explicava eu as reais razões de ser para as medidas impostas pelos governos.

 

https://raquelcardeiravarela.wordpress.com/2020/09/10/caso-de-estudo/#comment-14995

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 00:39