Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A história do "aquecimento global" é mais uma enorme mentira

21.11.14

(Copiando para aqui, e reeditando agora, o que escrevi numa série de comentários, há uns anos, para a qual chamei a atenção numa das primeiras colocações que fiz neste blogue e onde explicava eu as razões de ser desta fraude, o que realmente se passa, é o seguinte...)

 

O mundo em que vivemos está neste momento a viver apenas o princípio do que irá ser um Enorme Colapso Económico. Um colapso derivado do facto dos limitados recursos energéticos que até agora tornaram possível o tão apregoado "crescimento económico" estarem neste momento prestes a entrar em declínio.

Não existe, presentemente, uma solução para este problema e temos todos de nos preparar, nem que seja apenas mentalmente, para enfrentá-lo.

À excepção da energia nuclear, que parece ser relativamente rentável e que será apenas uma solução temporária (pois, o urânio é um recurso finito e que está dependente do petróleo e afins para ser extraído e transportado), as energias alternativas não irão resolver o sério problema energético com que nos iremos deparar, pois são apenas capazes de produzir uma pequena fracção da energia que, hoje em dia, temos ao nosso dispor.

Não existe no mundo nenhuma fonte de energia tão rentável (falando da relação que existe entre a energia que se investe ao extrair um recurso e a energia que se obtém em retorno a partir do mesmo) quanto o petróleo. E nenhuma combinação de energias renováveis chega aos joelhos da energia que se obtém a partir da utilização dos hidrocarbonetos.

O hidrogénio é uma anedota - pois, não é uma fonte de energia em si e é maior a energia que se investe a produzi-lo do que a energia que se obtém a partir do mesmo - e, pessoalmente, ainda estou à espera de saber que baterias são estas, que existem para carros eléctricos, que sejam diferentes das baterias dos telemóveis e dos computadores portáteis que têm de ser frequentemente substituídas... (Será viável ter carros cujas baterias precisam de ser constantemente substituídas?)

Os diferentes limitados recursos energéticos irão todos entrar (ou estão neste momento prestes a entrar) em declínio neste século. E com isto irão arrastar toda a sociedade de volta a algo próximo da situação em que estávamos antes da Revolução Industrial.

[Nota importante: Sobre a inexistência de alternativas viáveis e de uma possível resolução para este problema, descobri entretanto um novo, e muito importante, facto, do qual irei falar numa colocação seguinte...]

É por isso é que estamos já a assistir ao colapso da civilização tal como a conhecemos.
Por, ao que tudo indica, o petróleo estar prestes a entrar em declínio e por estarem as elites a destruir a economia mundial de propósito, seguindo o mesmo princípio das avalanches controladas, ao tentar causar um colapso controlado da economia, de modo a evitar que este ocorra de forma descontrolada.

Mas há mais. E é aí que entra o mentiroso do Al Gore e as coisas se tornam ainda mais incríveis. Este hipócrita é um lacaio ao serviço da conspiração política conhecida como "Nova Ordem Mundial". É um agente de desinformação que tem como missão andar a espalhar mentiras sobre "alterações climáticas" com vista a criar um pretexto para uma rápida desindustrialização da sociedade.

As elites que nos governam nos bastidores, de cujos políticos que vocês vêm na televisão são meros fantoches, querem preservar para si os valiosos recursos naturais que temos ao nosso dispor no planeta.

Desindustrializando a sociedade mais rápido do que o necessário, não só irão guardar para si algumas destas verdadeiras fontes de riqueza num mundo de recursos limitados, como, em consequência da destruição que irão causar, para além do que é necessário, da economia, irão dificultar imenso o acesso à cultura - e à informação por elas não controlada - e finalizar a destruição, já em curso, da chamada "classe média", que é quem mais dispõe de recursos monetários para poder fazer frente à ditadura mundial que está planeada.

Têm uma explicação minha mais detalhada aqui, da qual tiro a seguinte citação:


«This Committee of 300 told a man called Aurelio Peccei to form this Club of Rome with the main object of bringing down the industries and the agricultural development of the United States. He immediately wrote a paper in which he said there are too many people on the Earth. And that the United States with its industrial development, its agricultural development, is responsible for this curse of overpopulation. And he picked up the documentation for his work from Lord Bertrand Russel, a senior statesman of the Committee of 300. And Lord Bertrand Russel had written a work called "The Impact of Science on Society". And if you can ever secure a copy of that book, which I doubt you’ll be able to get, you will see in there that he said the world is grossly overpopulated and we have to get rid of, at least, half of the world’s population. And it doesn’t matter how we do it. So the Club of Rome was instituted and organized to start an attack on the world’s population using the United States as a whipping boy. And they came up with a paper called "The Zero-Growth Post-Industrial Plan for Industry and Agriculture for the United States of America". Three days after that plan was accepted as official United States policy by James Earl Carter, I was able to, through my intelligence people, get a copy of this insidious document. Basically what it said was that the middle class in the United States of America had to be destroyed. Because in the coming push to a World Order, the middle class would be the stumbling block. Because History had shown that the peasant class, in ancient days, when they had revolted, was just easily crushed. There was no resistance. But now had grown a new superclass of people in the United States, called the middle class, who had long-term employment, who had job security, who were well-paid, who could afford to buy the products that were made by the United States and didn’t need to buy products from China or anywhere else. And the Club of Rome "Post-Industrial Zero-Growth" paper said this has got to stop. We have to bring down the middle class of the United States. And the way that we will do this, the way that we will accomplish this task, is by crushing their industries.»

--- Dr. John Coleman, https://www.youtube.com/watch?v=2qv2bXejwdM#t=32m58s

Esta fraude do "aquecimento global provocado pela actividade humana" já tem sido mais que denunciada na imprensa alternativa e não só. E quem ainda se dá ao trabalho de ouvir o que o agressor sexual do Al Gore tem para dizer é porque está muito mal informado.

Esta semana celebra-se o aniversário do escândalo "Climategate". Não deixemos que o trabalho de quem tem exposto, e expôs, este importantíssimo facto tenha sido em vão e estejamos ao menos bem informados sobre a verdadeira história por trás desta fraude do "aquecimento global".

(Se quiserem saber mais do que falo, leiam e oiçam Michael C. Ruppert e Richard Heinberg sobre o Fim da Era do Petróleo e a viabilidade das possíveis alternativas energéticas, Christopher Monckton sobre os pormenores científicos desta fraude do "aquecimento global" e John Coleman - o ex-agente dos serviços secretos britânicos - sobre as razões que se escondem por trás desta impostura científica.)

Eu próprio também caí que nem um patinho nesta mentira, durante 10 anos. Mas, por estar atento à imprensa alternativa, não demorei muito a perceber que esta era mais uma de várias escandalosas mentiras com que os políticos e média de massas, seus aliados, enganam as pessoas.

Contudo, de tão grande escândalo que foi o "Climategate", até mesmo os média de massas foram forçados a falar no assunto. A maioria tentou deturpá-lo, mas, surpreendentemente, ainda há quem, apesar de trabalhar num órgão de comunicação de massas controlado, seja honesto e tenha feito uma cobertura decente do assunto. (Cliquem na hiperligação do "Daily Telegraph" que deixei.)

Pena é que não haja em Portugal pessoas tão bem informadas como lá fora - e que o Al Gore não tenha tido uma recepção deste tipo quando por cá passou:




Alguns extras:


Uma interessante notícia na RT sobre esta temática das "alterações climáticas". 1, 23 ilustrações políticas, retratando o Sr. Al "Mentiroso" Gore. E a actual crise económica mundial, explicada por Daniel Estulin.

E um acrescento:


Quando falo que "nenhuma combinação de energias renováveis chega aos joelhos da energia que se obtém a partir da utilização dos hidrocarbonetos", estou a falar em termos de média global. Pois, tal como poderão constatar se pesquisarem sobre a situação portuguesa, no nosso caso até que não estamos propriamente mal. Visto que, dependendo do quanto chove (e quão usadas são as barragens) num dado ano, próximo de 1/3 da energia que consumimos anualmente é proveniente de energias renováveis.

[Editado a 18/02/2016: Os dados sobre energias renováveis que referia eu, na altura em que escrevi esta série de comentários, eram relativos a uma pesquisa que fiz em 2003, quando me andei a informar seriamente sobre a questão do Pico do Petróleo. Felizmente, a situação evoluiu para muito melhor, desde então. E, hoje em dia, já quase 2/3 da electricidade produzida em Portugal é de origem renovável.]

Com uma redução obrigatória de 2/3 da população (seguindo a média global) de volta ao nível sustentável dos cerca de 3 milhões de pessoas que éramos antes do início da Revolução Industrial, não ficaremos tão mal como isso... O problema será esta mesma fase de transição... (Caso não percebam do que estou eu a falar e ainda não o tenham lido, por favor leiam isto.)

E, ainda sobre o modo como a escassez de petróleo e afins irá afectar os diferentes países, uma situação que será certamente interessante observar será a da França, onde quase 80% da energia consumida é de origem nuclear e onde, até que o urânio entre também em declínio, haverá uma larga margem de manobra para lidar com este sério problema energético.

Onde eu gostava de estar neste momento, era na Venezuela... Um país que, sendo um produtor de petróleo, será um dos últimos a ser afectado por este problema. E um país onde, não só o seu povo foi capaz de pôr no poder um governo progressista, que verdadeiramente serve os seus interesses, e que combate activamente a pobreza e o desemprego, como um país onde poderia, se neste momento lá vivesse, encher o depósito inteiro do meu carro por apenas
50 cêntimos...

(Leiam mais sobre as razões para o elevado preço da gasolina em Portugal, aqui.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Libertador

29.08.14

(Um filme de que Hugo Chávez iria, certamente, muito gostar :) - e que é o resultado de uma co-produção venezuelana e espanhola. O filme está já a ser exibido na Venezuela. Mas, a sua data de estreia, para o resto do Mundo, é o próximo dia 3 de Outubro.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:12

Chávez Vive

26.08.14


Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 12:51

Mais um para a colecção

09.03.14
Para quem a recente descoberta, de que o episódio das mortes que ocorreram na Praça da Independência de Kiev teve por trás atiradores furtivos (directa ou indirectamente) ligados aos interesses ocidentais, constituir uma surpresa, deixo <aqui> a hiperligação para uma muito boa e algo extensa lista de episódios semelhantes e também <aqui> uma outra sobre um dos episódios mais recentes, que ocorreram antes deste, na Síria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Símbolo do "#changebrazil" é o mesmo das "revoluções coloridas"

24.06.13
O que eu já sei, para além disto, é já suficiente para perceber do que tudo isto realmente se trata...
Mas, para os mais ingénuos e ignorantes, aqui vai mais uma prova (para juntar a várias - [1] [2]) de que todo este alvoroço se trata, na verdade, de uma tentativa, maioritariamente organizada por forças exteriores ao mesmo (em colaboração com os seus fantoches locais), de desestabilizar politicamente o Brasil, sabotar a sua Economia emergente (que poderá, um dia, vir a rivalizar com as mais desenvolvidas do Ocidente) e substituir o governo deste país. Que (concorde-se ou não com o modelo económico por ele implementado - e, ainda que se trate de um governo com vários problemas sérios por resolver) tem vindo (dentro do possível) a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos do seu país e a deixar o país melhor do que estava, antes do partido por ele responsável ter subido ao poder. (Tudo, note-se, razões mais que suficientes para que seja alvo de uma tentativa de golpe e sabotagem destas...)
Se consultarem a página no YouTube onde são colocados os vídeos do sujeito mencionado na minha colocação anterior, poderão lá ver o símbolo que se encontra em cima e à esquerda deste texto.
Símbolo esse, que os mais atentos e bem informados, irão reconhecer doutros sítios...
Pois, é o mesmo símbolo que aparece em tudo o que são "revoluções coloridas", feitas para derrubar governos não alinhados com o Ocidente. E é também o mesmo símbolo usado pelos grupos que tentam desestabilizar a Rússia e a Venezuela.
(Mais uma muito boa prova de quem é que realmente está por trás disto...)
Como disse, tudo isto é já, para mim, mais que suficiente para saber do que realmente se trata toda esta confusão... E, por isso, não deverei sequer fazer mais colocações aqui sobre este assunto... Irei, antes, esperar que também nos meus sítios de referência na Internet se comecem a aperceber disto e a denunciá-lo - e, depois disso, irei deixar aqui, como comentários a esta colocação, as hiperligações para as confirmações por estes mesmos bons sítios de análise feitas.

Vivam o Brasil, o seu Desenvolvimento e o seu Futuro!

Morram o Imperialismo Anglo-Americano e a sua "Nova Ordem Mundial"!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O cancro como arma política

08.03.13




US Senators Frank Church and John Tower examine
a Central Intelligence Agency (CIA) poison dart gun that
causes cancer and heart attacks, during the US Senate Select
Committee’s investigation into the assassination plots
on foreign leaders in 1975.
Cancer the secret weapon?

The heart of the matter


Published: Monday, February 27, 2012

Charles Kong Soo


It was a case destined for the X-Files and conspiracy theorists alike, when Venezuelan president Hugo Chavez speculated that the US might have developed a way to weaponise cancer, after several Latin American leaders were diagnosed with the disease. The list includes former Argentine president, Nestor Kirchner (colon cancer) Brazil’s president Dilma Rousseff (lymphoma cancer), her predecessor Luiz Inacio Lula da Silva (throat cancer), Chavez (undisclosed), former Cuban president Fidel Castro (stomach cancer) Bolivian president, Evo Morales (nasal cancer) and Paraguayan president Fernando Lugo (lymphoma cancer). What do they have in common besides cancer? All of them are left-wing leaders. Coincidence? In his December 28, 2011 end-of-year address to the Venezuelan military, Chavez hinted that the US might have found a way to give Latin American leaders cancer.

"Would it be so strange that they’ve invented the technology to spread cancer and we won’t know about it for 50 years?" Chavez asked. "It is very hard to explain, even with the law of probabilities, what has been happening to some leaders in Latin America. It’s at the very least strange," he said. Chavez said he received warning from Cuba’s former leader Fidel Castro, who has survived hundreds of unsuccessful assassination attempts. "Fidel always told me, 'Chavez take care. These people have developed technology. You are very careless. Take care what you eat, what they give you to eat ... a little needle and they inject you with I don’t know what'," he said.

Unsolved mysteries

Sounds far-fetched? WikiLeaks reported that in 2008 the American Central Intelligence Agency (CIA) asked its embassy in Paraguay to collect all biometric data, including the DNA of all four presidential candidates. Right here in the Caribbean conspiracy theorists believe that the CIA also had a hand in the deaths of T&T’s own civil rights activist and Pan-Africanist Kwame Ture, Jamaica’s legendary reggae icon Bob Marley and Dominican Prime Minister Rosie Douglas. During the United States Senate Select Committee’s investigation into CIA’s assassination plots on foreign leaders in 1975 it was revealed that the agency had developed a poison dart gun that caused heart attacks and cancer. The gun fired a frozen liquid poison-tipped dart, the width of a human hair and a quarter of an inch long, that could penetrate clothing, was almost undetectable and left no trace in a victim’s body.

Kwame Ture or Stokely Carmichael, the radical former Black Panther leader who inaugurated the Black Power Movement of the 1960s went to his death claiming that the CIA had poisoned him with cancer. Ture died of prostate cancer at the age of 57 in 1998. His friend, multi-media artist and activist Wayne "Rafiki" Morris, said Ture said "without equivocation" that the CIA gave him cancer. "I knew Kwame from 1976 and for all the time I knew him he never drank or smoked cigarettes," Morris said. "He was a very good swimmer and exercised regularly, he didn’t have any medical condition and was very conscious of his health."

If the shoe fit...

Bob Marley died of melanoma cancer in 1981. He was 36-years-old. The official report is he contracted cancer after injuring his toe which never healed while playing football in 1977. The conspiracy theorists allege that Marley was given a pair of boots with a piece of copper wire inside that was coated with a carcinogenic substance that pricked his big toe by Carl Colby, son of the late CIA director William Colby. There is an eerie similarity between Marley and Castro involving poisoned shoes. Cuban ambassador to T&T, Humberto Rivero said the CIA and Cuban exiles tried more than 600 attempts to kill Castro from exploding cigars, injecting him with cancer, to a wet suit lined with poison. In the case of Marley the CIA allegedly used cancer in his shoes, for Castro they placed the highly toxic poison thallium salts in his shoes. After only eight months being elected as Prime Minister of Dominica, radical politician Rosie Douglas was found dead on the floor of his residence in 2000.

The cause of death was listed as a result of a massive heart attack. His heart was twice its normal size. Just like Ture and Marley, he exercised regularly. Douglas’ eldest son, Cabral insisted that his father had been murdered and also hinted at the involvement of the CIA. Moshood Abiola, the man widely believed to have won the 1993 elections in Nigeria, was reported to have died of a heart attack after he was given a cocktail which expanded his heart to twice its size in 1998. Jack Ruby, the assassin who killed US president John Kennedy’s alleged assassin Lee Harvey Oswald, died from lung cancer in 1967. What was strange was the cancer cells were not the type that originate in the respiratory system. He told his family that he was injected with cancer cells in prison when he was treated with shots for a cold. He died just before he was to testify before Congress.

Lockerbie bomber, Abdelbaset al-Megrahi, developed terminal cancer. The leader of Canada’s left-leaning Opposition party, the New Democratic Party (NDP), Jack Layton died of an undisclosed form of cancer in 2011. It will appear that having leftist tendencies are hazardous to a person’s health. From 1953 the Russians were using microwaves to attack the US embassy staff in Moscow, Russia. One third of the staff eventually died of cancer from this microwave irradiation. Imagine how advanced and sophisticated assassination technology has become today.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hugo Chávez é imortal

06.03.13

A pessoa que foi, o trabalho que fez em prol do bem-estar da sua população e de toda a América Latina, o modelo político que fundou e o legado que deixou não poderão nunca ser mortos.
E serão sempre um exemplo e um modelo que todos poderão seguir.

Viva Chávez! Viva a Venezuela! Viva o Socialismo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sempre a manipular...

09.10.12
Se há casos bem claros em que a imprensa ocidental manipula a informação, um bom exemplo disso é a cobertura que é feita dos acontecimentos na Venezuela. Cobertura essa, que chega a ser nojenta, de tão grande que é essa mesma manipulação...
Derrotado o fantoche ocidental Capriles que se opunha a Chávez, não se conforma a nossa imprensa portuguesa e ocidental com o facto de ter sido derrotado - mais uma vez, e dentro do intervalo de maioria absoluta, de cinquentas/sessenta-e-poucos por cento, com que este tem ganho outras eleições - mais um agente dos grandes interesses oligarcas locais e capitalistas internacionais, que seguem os ditames da "Nova Ordem Mundial" que começa a destruir a Europa e a América do Norte.
Sim, Chávez ganhou, reconhecem... "Mas"... "Apesar de"... "Mas olhem que a margem não foi grande"... Enfim. Têm sempre de tentar dar a volta, apontando também apenas sempre os defeitos, e nunca as qualidades, da sua governação, de modo a deixá-lo mal visto e a que este não sirva de exemplo para ninguém.
Que a Venezuela tem sérios problemas sociais é um facto de que toda a gente sabe. E exactamente por isso é que a sua população vota em quem tem genuinamente feito um notável esforço de resolução dos mesmos, com resultados claros, inequívocos e bem visíveis. Pois tem esta mesma população a consciência de que esses problemas são claramente as consequências de uma longa série de décadas de governações que consciente e propositadamente impediram o seu país de se desenvolver social, economica e culturalmente e que mantiveram a maioria da população na pobreza e na ignorância. População essa, que agora se ergue, num processo que terá, inevitavelmente, altos e baixos e cuja resolução de problemas - muitos que vêm de longa data e alguns novos que inevitavelmente vão surgindo no processo de resolução dos antigos - não pode ser feita de um dia para o outro.
Mas manipulem, média ocidentais. Que os venezuelanos não são estúpidos, estão muito melhor informados do que a vossa audiência e têm coisas melhores que fazer do que vos ver. Querendo ser governados por quem genuinamente quer um futuro melhor para o seu país, manda os grandes interesses imperialistas ocidentais ao devido sítio e diz as verdades que poucos ou nenhuns governantes são capazes de dizer.
Manipulem à vontade, que há pelo menos um ocidental que tem cada vez menos paciência para vos ver e que ainda vai tendo a oportunidade de ultrapassar e ignorar a vossa manipulação, podendo ver directamente o que realmente se passa neste país.

Viva Chávez. Viva o Socialismo. Viva a Venezuela.






Autoria e outros dados (tags, etc)

"Made in Socialism"

13.05.12








Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 14:34