Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os meus comentários censurados ao último vídeo de José Sócrates

02.11.17

Descobri apenas hoje que este tem um canal no YouTube. E, obviamente que tenho mais que fazer do que estar a ouvir as mentiras da parte de alguém que, pelos vistos, não tem noção do imenso ridículo que está a protagonizar... Mas, tendo eu visto que o seu vídeo mais recente era sobre a questão do TGV, não resisti a deixar um apontamento meu sobre o assunto.
A hiperligação que deixo no comentário mais recente é <esta>.
E, o artigo que usei como fonte para citar e afirmar tais coisas pode ainda ser encontrado <aqui>.

(Cliquem na imagem, para a ampliar.)

pinocchio.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:32

Sinal de mãos maçónico?

27.10.17

amadeu.png



O recorte que se encontra à direita deste texto foi retirado de uma notícia do jornal "Correio da Manhã" (sim, o mesmo do qual o ex-Primeiro Ministro e suposto escritor José Sócrates não gosta e que tem revelado as escutas ordinárias desta personagem) sobre o mediático processo relativo à Operação Marquês.

Reparem na expressão nada amigável, ou (pelo menos, para mim) cara de "tudo- -menos-boa-pessoa", de quem faz tal gesto (que, poderão confirmar se o tentarem fazer, não é um gesto natural, em que o dedo indicador fique caído - mas antes um gesto que, para ser feito, exige um esforço da parte de quem o faz)...

(Podem clicar na imagem, para a ampliar.)

Será uma mensagem privada, a dizer algo do tipo: "Não se preocupem, que estou a fazer tudo para afundar este processo"?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 01:19

O futuro Primeiro-Ministro e o banqueiro

25.10.17

ricardo_salgado.png

Na primeira metade da década passada, uma pessoa que conheci poucos anos depois, servia à mesa num restaurante de um muito conhecido bairro de Lisboa.
Chegou-se a um dia diferente dos outros e o restaurante foi fechado para servir de local para um encontro privado entre duas pessoas.
Que pessoas eram essas?
O futuro Primeiro-Ministro José Sócrates e aquele que era o mais poderoso banqueiro do país, Ricardo Salgado - que decidiram ir lá almoçar nesse dia e não queriam mais ninguém no restaurante.
Tendo em conta que Sócrates era ainda alguém de relativamente pouca importância política e não oriundo de uma família abastada (e também para quem sabe como funciona a hierarquia oculta do poder estabelecido) está-se mesmo a ver quem é que, não só pagou por tudo isto, como também estava acima de quem, na escala hierárquica por onde seguem as ordens e directrizes.
E, dito isto... Concluam o que quiserem, relativamente ao mediático processo judicial que está em curso - e às declarações que vão sendo proferidas por José Sócrates, de que nunca se encontrou pessoalmente com Ricardo Salgado.

(Já agora, no final do almoço, nenhum deles deixou gorjeta aos empregados do restaurante. E, por causa disso, a pessoa que conheci e que os serviu não votou em Sócrates nas eleições legislativas seguintes, quando tal figura se tornou Primeiro-Ministro.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sol de pouca dura

15.10.17

joana_marques_vidal.png

É o que tenho eu a dizer, a quem esteja agradado com o que se está a passar relativamente ao megaprocesso judicial resultante da "Operação Marquês".
A investigação policial que esteve na origem deste processo apenas foi bem-sucedida porque a actual Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, foi nomeada em 2012 por Cavaco Silva, quando este era Presidente da República.
Isto porque, a Polícia Judiciária em Portugal trabalha sob a orientação do Ministério Público, cujo líder máximo é quem ocupa o cargo de Procurador-Geral da República (PGR). E, reparem em como foi o anterior PGR, Pinto Monteiro, quem deu a indicação para que se destruíssem escutas telefónicas no decorrer do processo "Face Oculta", que deveriam ter sido usadas para acusar José Sócrates anteriormente.
Tal como já dizia eu, há vários anos, no 7º comentário a <esta> colocação - e tal como poderão facilmente deduzir todos os que estejam atentos ao que Cavaco Silva publica (reparem em como José Sócrates ficou todo fulo com tal publicação) - apesar de não ser este Presidente da República propriamente um "empecilho" aos planos da Nova Ordem Mundial (pelo contrário, foi ele quem, sem efectuar sequer um referendo, meteu Portugal na União Europeia) não faz este último parte do clube dos bilderbergers e afins - e, por isso, nem sempre joga a favor dos últimos.
Ora, depois de ter cometido um erro ao nomear Pinto Monteiro para PGR anteriormente, parece que acertou Cavaco Silva na sua intenção de nomear alguém íntegro e honesto para este cargo, ao ter depois escolhido Joana Marques Vidal, em 2012. E, em clara consequência disso, temos assistido, desde então, a toda uma série de processos instaurados contra altas figuras do poder estabelecido, com já algumas condenações em resultado disso (Maria de Lurdes Rodrigues, Duarte Lima).*
Mas, infelizmente (e por culpa das mesmas pessoas indirectamente responsáveis por este avanço), todos estes desenvolvimentos positivos irão ter um fim...
Pois, tendo o povo português, entretanto, cometido o muito estúpido acto de eleger Marcelo Rebelo de Sousa para Presidente da República, assim que chegar a vez de este nomear um PGR, obviamente que não irá este membro do Clube Bilderberg fazer o mesmo que Cavaco - mas, antes nomear alguém que receba ordens do poder estabelecido e intervenha a favor do mesmo, quando tal for preciso. E, o termo do mandato da actual PGR... É já no próximo ano de 2018.

* (E, reparem em como, apesar de terem sido Lurdes Rodrigues e Duarte Lima condenados... Lurdes Rodrigues veria depois a sua pena ser anulada por uma juíza com uma forte ligação ao PS e Duarte Lima veria a sua pena ser substancialmente reduzida pelo muito conhecido juíz Rui Rangel.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 10:49

Deslize freudiano

22.12.14


(Se um dia o prenderem por causa disto, aí, talvez haja razões para celebrar... Mas, até lá, todo este grande aparato - incluindo uma possível condenação - é, para mim, quase tão ridículo como prender o Al Capone apenas por fuga aos impostos...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 01:04