Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dimitri Khalezov precisa desesperadamente de ajuda

27.01.17


(Quem quiser estar a par dos agradecimentos por ele feitos pelas ajudas que tem recebido, pode ir espreitando o mesmo canal no YouTube que ele regularmente utiliza para ir dizendo às pessoas que está ainda vivo e em liberdade.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 15:30

Khalezov foi solto pelas autoridades tailandesas e precisa de ajuda

18.06.15

(Os seus sítios na Internet continuam a ser: 911thology.com e 911-truth.net.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:32

Dimitri Khalezov precisa de ajuda

18.01.14
Queixa-se de que quase ninguém pagou pelo seu "livro- -bomba" sobre o 11 de Setembro e de que esteve à beira de se tornar um sem-abrigo, no país onde está refugiado. E diz que, por causa disto, deverá rever a sua política de oferecer o livro, primeiro, e esperar, depois, que as pessoas paguem alguma coisa por ele.
Se há pessoa neste mundo que, para mim, deve ser ajudada... Essa pessoa é, sem dúvida alguma, este muito corajoso autor, fiel (como muito poucos) aos seus princípios, valores e ideais.
Deixo à consciência de cada um - que aprecie o seu trabalho - fazer o que quiser...
Mas, da minha parte, posso já dizer que irá contar com uma doação substancial. A qual irei considerar, mais uma vez, como uma oferta de munições que irão ser muito bem usadas.
A descrição da sua situação actual e a explicação das várias maneiras de como o podem ajudar, encontram-se temporariamente <aqui>.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:12

Lançado o livro de Dimitri Khalezov sobre o 11/9

27.08.13

O livro para o qual este investigador pedia, há uns meses, a ajuda monetária e material de todos, para que o pudesse concluir, está já terminado e pronto a ser distribuído.
E, do que já pude ler... Não é apenas o livro mais "explosivo" (coincidência de termo) sobre o 11 de Setembro... É, sem exagero, o livro mais "explosivo" que eu alguma vez li...
Copio para aqui parte de uma carta electrónica que foi enviada, há poucos dias, para as pessoas que contribuíram monetariamente para que este pudesse ser escrito.


Full version of 911thology book NOW!

[...]

The full version of my book is OUT NOW!

Please, get it as soon as possible, the links may not last!

Download is around 137 MB. Please, feel free to re-distribute
these links as well as to re-upload my files and to share with
others. I want this book to circulate as widely as possible.

Sincerely yours,
Dimitri Khalezov

Here are download links:

http://www.mediafire.com/download/p8kdj6mhzcaccr6/9-11thology-third_truth_v4_full.zip

http://rapidshare.com/files/3252256303/9-11thology-third_truth_v4_full.zip

http://www.911-truth.net/9-11thology-third_truth_v4_full.zip





Para quem (devido aos actos de censura e sabotagem de que este autor tem sido vítima) tenha tido dificuldade em ver o vídeo que este e o Daniel Estulin produziram sobre o mesmo assunto de que este livro fala - e que convidava eu as pessoas a ver, numa colocação minha anterior - deixo <aqui> uma hiperligação (por enquanto) funcional para o mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como o YouTube censura os meus comentários

14.03.13

Se, até recentemente, tinha eu apenas uma forte suspeita relativamente à Blogger, tive, há poucos dias, a confirmação de que, de facto, esta empresa censura comentários meus.
E, se já tinha eu visto indícios de censura também no YouTube - [1] [2] [3] (as hiperligações anteriores são para ser vistas em sequência) - tive também, há poucos dias, a confirmação de que tal acontece nesta outra subsidiária da Google/NSA/CIA - pois, foi a mim que, desta vez, calhou acontecer.
Seguem-se as fotografias de ecrã que mostram o que se passou, relativamente aos comentários que deixei a este vídeo, em particular.

 

 


Explicando o que se passou, e passa, com estes comentários (que consistiram em várias tentativas de publicar o mesmo)...
Se estiver eu a utilizar a minha conta no YouTube, consigo ver os comentários que deixei.
Mas, se entro eu com uma outra conta, ou se não estiver eu a utilizar conta nenhuma, não consigo mais ver os meus comentários.
(Cuja presença, apesar disto, é, em qualquer um dos casos, acusada pelo número registado de comentários - o qual não se altera.)
Ou seja, os meus comentários são "escondidos" de um modo a que só eu os consigo ver, quando estou a utilizar a minha conta, mas a que mais ninguém os consegue ver.
Tendo sido as fotografias, que deixei acima, tiradas sem que estivesse eu a utilizar qualquer conta no YouTube - e, por isso, algo a que qualquer outra pessoa poderá também ter assistido.
Curiosamente (ou talvez não, para quem tem, por hábito, ver vídeos de conteúdo incómodo) de cada uma das várias vezes que fui espreitar a página do vídeo em causa (para ver se tinha, mais uma vez, desaparecido o meu comentário) a contagem de visualizações não se alterava, mantendo-se sempre num número que terminava em qualquer coisa como "699".
E, mais curioso ainda, talvez, é que tudo isto tenha acontecido depois de ter sido eu alvo do que me pareceu soar como uma ameaça velada(?)...


...após ter eu, uma vez mais, exposto alguém nos comentários ao vídeo em causa como sendo uma pessoa que andava a espalhar desinformação...


...e também que, poucos dias após tais denúncias, me tenham sido retiradas cerca de 100 visualizações do contador deste vídeo, em particular, (também sobre o 11/9) que coloquei no YouTube - tendo eu, em consequência disto, cometido a proeza de ultrapassar, por duas vezes, a barreira do total de 12.000 visualizações totais dos vídeos que tenho em partilha neste sítio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E, bem a propósito de explosões nucleares...

24.11.12

Dimitri Khalezov - o autor da denúncia da "componente nuclear" da demolição das torres do World Trade Center, no dia 11/9/2001 - está de volta e emitiu, há poucos dias, um pedido de ajuda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:24

Primeira (e talvez única) tentativa séria de explicar a alguém a Verdadeira origem do Comunismo (ou dito "Marxismo")

20.05.12

Como já aqui disse uma vez, o meu estilo de publicação, aqui na Internet, sempre foi o de dar apenas as "dicas". Significando isto que, para a maior parte do que já tiver sido dito ou explicado por outros autores noutras páginas, limitar-me-ei a (como sempre foi meu hábito fazer) colocar, neste excelente (e cómodo) meio de comunicação, as hiperligações para os artigos, ou a deixar aqui as referências às obras, que melhor elucidam sobre, e explicam, os restantes pormenores dos assuntos de que falo.
(Pois, se "para bom entendedor, meia palavra basta", nunca ninguém me pagou para - e tenho melhores coisas que fazer, do que andar a - dar explicações aos outros...)
Para além disso, quisesse eu explicar esta história, em particular, toda em detalhe, o que teria de estar a fazer seria escrever um livro inteiro, o qual não seria mais do que a compilação de resumos de outros livros e notícias que estão ao alcance de todos e que só não lê quem não quer - o que, para mim, não faz muito sentido...
Assim sendo, foi apenas mais uma série de "dicas" sobre esta história que voltei a deixar no blogue de alguém que não percebo se ainda é, ou apenas foi, comunista... Tendo-as eu deixado nos comentários a <esta> colocação, depois do autor do mencionado blogue ter demonstrado uma incredulidade face ao que eu anteriormente tinha dito no seu sítio, a respeito disto. ;)
(Quem quiser, que consulte então a página da colocação em causa.)
Como nota de interesse, posso acrescentar que, no outro lado do Atlântico - se nos mantivermos na mesma latitude - este é um facto que é já sabido por muita gente, já lá vão décadas. E que, entre quem tem, no mundo inteiro, acesso a uma coisa - que existe para além do Facebook - chamada Internet, é já cada vez maior o número de pessoas que disto também vão sabendo. Mas, ao ritmo a que (não) evoluiu este país atrasado, chamado Portugal - e apesar de já terem passado uns bons anos desde que chamei a atenção, dos activistas políticos neste país, para o livro que explica o essencial desta história - suspeito que tenham ainda de decorrer mais algumas décadas até que um número significativo de pessoas saiba desta muito importante parte da Verdadeira História, ainda desconhecida por muitos e que não é ensinada nas escolas.
Quaisquer dúvidas que tenham, recomendo que procurem na Internet pelos livros, entrevistas e palestras do Prof. Antony C. Sutton. Visto ter sido ele, e não o autor deste blogue, o responsável pela maior parte das descobertas que referencio nas minhas "dicas". Pois, sendo ele quem mais sabia sobre tudo isto, será, consequentemente, também ele quem melhor vos saberá contar e explicar esta história toda.
Divirtam-se. ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)

11/9: Os atentados nucleares

08.09.11

A mais incrível componente de uma das mais incríveis histórias de sempre...
Todos os que já se informaram minimamente sobre a verdadeira história destes atentados, saberão que é impossível que as torres tenham caído pelas causas e da maneira que são descritas na versão oficial dos acontecimentos. E todos esses concordarão, e com razão, que a única maneira de as torres se terem desmoronado da maneira que pôde ser vista, é que se tenha recorrido a um qualquer tipo de demolição controlada.
Verdade, sim. Mas o que a maior parte das pessoas pertencentes a esse grupo ainda não sabe é a que tipo de demolição se recorreu...
Sem me querer alongar mais sobre isto, e mantendo o elemento de surpresa para quem ainda não souber desta história, convido-vos a ver uma das mais incríveis exposições de argumentos que alguma vez vi.
E acrescento que, apesar de acreditar, sem qualquer restrição, no que nesta apresentação é dito sobre a demolição das torres em si, a explicação que nesta mesma conversa é avançada, não constitui, para mim, explicação suficiente. Pois não explica os vários relatos de explosões secundárias que ocorreram, as vigas de aço cirurgicamente cortadas, nem, por exemplo, porque é que no documentário dos irmãos Naudet sobre os atentados, quando os bombeiros entram no átrio do primeiro edifício a ser atingido, este apresenta sinais de explosão.
É minha crença que a demolição das torres foi feita da maneira que é descrita pelo Sr. Khalezov, sim, mas que também houve, por qualquer razão - suponho que, para facilitar e completar a demolição dos edifícios - uma ajuda de outras bombas que foram previamente colocadas nos edifícios, as quais estarão na origem das outras explosões reportadas.
E sobre o tema de explosões nucleares, caso tenham curiosidade em saber mais sobre o assunto, podem também procurar pelos artigos de Daniel Estulin sobre o assunto, espreitar o fórum do autor da apresentação em causa e também ler as colocações que lá deixei.

Autoria e outros dados (tags, etc)