Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Existe mesmo uma Ganesh Talai

07.02.18

É o terceiro filme na minha vida que me faz chorar... (Apenas histórias verdadeiras o fazem.)
E, se houver quem - tal como eu - seja capaz de passar dias a fio - agarrado ao computador - a pesquisar sobre algo, só para encontrar uma simples resposta, este é um filme com o qual se poderão, em parte, identificar.
Cheguei a pensar que o nome da freguesia fosse uma das várias componentes fictícias que tivessem sido adicionadas à história original. Mas, existe mesmo...

 

(Cliquem na imagem para a ampliar.)

Screenshot_2018-02-05_21-52-31.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 00:35

Vale a pena sequer falar com alguém a partir de uma certa idade?

01.02.18

Cada vez mais dou razão a quem (já em círculos anarquistas eu ouvia o mesmo) diz que, a partir de uma certa idade, é mesmo muito difícil (ou quase impossível) conseguir fazer alguém "acordar" para o que realmente se passa à sua volta.
Há poucos dias escrevia Daniel Estulin no Twitter o seguinte.

morpheus.png

Parafraseado de uma parte do conhecido filme "Matrix", em que diz tal personagem:


"We have a rule. We never free a mind once it's reached a certain age. It's dangerous, the mind has trouble letting go."

Tal como respondia eu nos comentários a tal tweet, a parte que mais me dizia alguma coisa neste filme, é quando fala tal personagem no modo agressivo como reagem muitas pessoas, quando são confrontadas com factos ou argumentos que contradizem o em que acreditam. (Coisa que muito acontece, neste meu país de broncos...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 07:18

Estupidez ao quadrado

30.01.18

aberto.png

Reparem neste mais recente exemplo da bela "tradição" portuguesa de calar aqueles que exprimem opiniões contrárias à nossa ou à suposta verdade oficial...
Distorce o autor do seguinte blogue, repetidamente, o que eu digo - e depois (não me concedendo o "direito à resposta" e tendo até ele feito uma pergunta) não me dá a oportunidade de fazer um comentário final, onde corrigia eu o que dizia ele sobre o que eu tinha escrito. (Ou seja, pode ele deixar um comentário final, mas eu não.) E, depois (não sei se para esconder a crítica implícita que lhe fazia eu, de me estar a ameaçar com censura, escreve ele (e apenas ele) ainda mais um comentário final, a falar em "respeito" (depois de ter cortado o discurso de outra pessoa!) fazendo com que quem leia o resultado final fique a pensar que fui eu é que faltei ao respeito a outrém. (Continuando, também, eu sem obter uma resposta e sem saber então em que é que criticar ou contra-argumentar o que dizem os outros constitui uma falta de "respeito"...)
Deixo então aqui aquele que foi o último que escrevi na seguinte <cadeia de comentários>, que o autor de tal publicação decidiu eliminar, para foleiramente escrever outra vez "THE END" por cima.

 

Fernando Negro - 30 de janeiro de 2018 às 05:59

Repito que as principais "provas" apresentadas pelo campo que diz que há aquecimento antropogénico foram invalidadas. E, por isso, deixaram de o ser. Enquanto que, no núcleo duro do campo oposto, continuam as provas deste à espera de ser desmentidas. (O que eu chamo a atenção para não são meras acusações. São provas irrefutáveis, confirmadas pelos autores das mesmas, que qualquer pessoa é capaz de ler e entender.) Mas, descreva a situação como quiser...

Já não tenho, então, mais nada a dizer.

[É uma regra pessoal minha não publicar comentários onde sei que os mesmos poderão ser alvo de censura (o que me acontece repetidamente em Portugal: http://blackfernando.blogs.sapo.pt/e-mais-uma-vez-censurado-115908 + https://zap.aeiou.pt/os-islandeses-erradicaram-a-sindrome-de-down-171987#comment-271285 + http://blackfernando.blogs.sapo.pt/como-avisar-as-pessoas-disto-num-pais-94911). E, a simples ameaça (e confirmação da sua parte) de que tal pode acontecer nesta sua publicação, é razão suficiente para não querer eu mais deixar aqui quaisquer comentários. (Como sempre, quem fica a perder é quem engole as mentiras e se recusa a ler o contrário...)]

Disse.


(É o que eu digo repetidamente... Com mentalidades destas, ainda continuo eu a pensar que este país vai a algum lado...)
Tudo isto, da parte de um autor que escolhe como "belo" nome para a sua publicação o título de mais um violento e m**doso filme de Hollywood - que, entre outras coisas, normaliza a pedofilia (e que não fui eu capaz de ver mais do que os primeiros minutos de).
Mas, vá lá... Não liguem a estas coisas que andam alguns maluquinhos por aí a dizer na Internet...
Voltem mas é para os vossos smartphones (com um SO que não percebem, ou se interrogam sequer, vocês porque razão tem um nome referente a um humanóide) e usem e abusem dos mesmos.
("Já viram esta nova app para o Android? Oh, tão giro, para andar com o meu smartphone sempre ligado atrás de mim! Já repararam que também os novos carros vêm agora com localizadores GPS? Uau! Adoro toda esta nova geração de computadores, cheios de funcionalidades acrescidas!")

P.S. - Quando falo eu nos comentários de ter sido previamente censurado em tal sítio na Internet, lembro-me agora melhor de que, o comentário que lá deixei anteriormente nada tinha no texto que pudesse ser considerado indecente ou insultuoso. E, era apenas uma crítica (certamente séria, para se ter justificado eu escrevê-la) que contrariava ou corrigia o que dizia o autor do artigo em causa. Ou seja, a política de comentários em tal publicação é tal e qual como diz o autor da mesma. (Se o comentário contraria o que foi escrito no artigo, não é aprovado!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

De volta a umas (desta vez longas) férias...

12.12.17

Autoria e outros dados (tags, etc)

etiquetas:

Incrível: Propaganda "Soylent Green" à portuguesa e para crianças!

26.11.17

grilos.jpg

(Uma notícia à qual nem tento deixar um comentário, por já saber que iria qualquer crítica que fosse feita a tal colocação ser certamente censurada...)
Bem a propósito da degradação social de que falava na minha colocação anterior, para quem tiver ainda dúvidas de que a enorme quantidade de filmes de ficção científica distópicos que sempre foram exibidos não são meras obras de entretenimento (mas antes, filmes que visam mentalizar as pessoas que os vêem para algo que está planeado para o futuro) aqui fica uma das provas mais inequívocas do que já dizia eu numa colocação anterior, em que mencionava este filme, de que algumas das "possibilidades" que são nele mostradas se estão já a tornar realidade.

http://kids.pplware.sapo.pt/curiosidades/por-favor-um-galao-e-um-pao-de-farinha-de-grilo/

Autoria e outros dados (tags, etc)

A tão falada "Guerra Fria" foi, em grande parte, um enorme teatro

10.11.17

Para entenderem o seguinte trecho (tirado deste filme de espiões, de um diálogo entre dois personagens que são agentes do KGB, no início dos anos 60) terão de consultar <esta> colocação anterior, que já fiz há uns anos. E, para complementar o que dizia eu em tal fórum (ao qual vai ultimamente parar a última hiperligação) têm os seguintes tweets recentes do agente do FSB, Daniel Estulin, através dos quais fiquei eu a saber mais sobre isto...

 

tweet_22oct_1of3.pngtweet_22oct_2of3.pngtweet_22oct_3of3.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 20:35

O que de mais tenebroso e horrível as elites podem fazer

07.10.17

[E, já que é de coisas doentias, que são cometidas pelas elites, que falamos de, aproveito para deixar aqui só mais uma pequena compilação de alguns factos, difíceis de encarar, que revelam a verdadeira face daquelas que são, na sociedade podre que temos, as pessoas que são vistas como exemplos a seguir e/ou que merecem todo o respeito, da parte dos demais.]

1) Nota à seguinte notícia: Reparem em como a Polícia irá abafar esta descoberta, não dando respostas satisfatórias às perguntas (que, de qualquer modo, a imprensa controlada não irá fazer) de (1) que pessoas são essas que aparecem em tais filmagens, (2) quem é que anda a fazer essas filmes e (3) como é que teve tal pessoa, de destaque na sua sociedade, acesso a tais filmagens.

https://zap.aeiou.pt/policia-encontrou-videos-decapitacao-no-computador-peter-madsen-175750

2) Nota à seguinte entrevista: Reparem em como esta iniciativa foi prontamente bloqueada pelo serviço PayPal e outros que servem para angariar dinheiro. - https://theworldjudge.com/trying-to-shut-down-pedophiles-will-get-you-shut-down-paypal-against-craigrsawyer-w-v4cr/



3) Nota ao seguinte vídeo: Se isto é o que alguém, que nem pertence a uma classe que se possa considerar verdadeiramente elitista, pôde ver, imaginem o que serão as festas realmente elitistas?



4) Nota à seguinte notícia: E, a seguinte entrevista, é para quem ainda tenha dúvidas de que o pior que se faz é algo a que se vai tendo cada vez mais acesso, à medida que vai uma pessoa sendo promovida em círculos elitistas. (A propósito de "mulheres nuas" que são mencionadas em tal entrevista, alguém aqui já ouviu falar nos mais de 20 minutos que foram cortados do filme "Eyes Wide Shut"? - http://forum.prisonplanet.com/index.php?topic=157208.msg935683#msg935683)

https://www.prisonplanet.com/ex-banker-claims-he-was-invited-to-take-part-in-child-sacrifice-rituals.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muito melhor do que o filme, de mais de 2 horas, de Oliver Stone sobre Edward Snowden...

08.08.17

É a entrevista, de pouco mais de 20 minutos, feita pelo filho deste mesmo realizador, Sean Stone, ao jornalista de investigação Jon Rappoport - em que o último faz a sua própria (e inteligente) análise do sucedido (que poderá ter sido confirmada por Daniel Estulin).



(Pois, tal como é o caso de Mike Norris e de Tyrel Ventura, faz Sean Stone parte de uma nova geração, melhor informada do que a precedente sobre as mais importantes questões políticas.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 11:46

Estado Livre de Jones

25.05.17

jones.jpg

Um (mesmo) muito bom filme, que tem andado a passar nos canais de cinema TVCine (que estão disponíveis na televisão por cabo), relativamente ao qual deixo apenas um cartaz, por serem os seus trechos de promoção de vídeo demasiado reveladores.
O filme é baseado num episódio verídico que ocorreu durante a Guerra Civil Americana. Sendo que, o seu grande interesse - e também o que faz deste um episódio de grande importância - é o facto de ser uma muito boa demonstração prática de uma das razões de ser da Segunda Emenda à Constituição dos Estados Unidos da América, ímpar entre as várias Constituições existentes no Mundo, que permite aos cidadãos deste país se defenderem do próprio governo, quando este se torne tirânico.

(Um filme também bem realizado, com uma bela fotografia, protagonizado por bons actores e com tudo mais que se pode esperar de uma grande produção de Hollywood...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 18:20

Triunfo dos Porcos

24.01.17

Deixo aqui um excerto de um programa emitido pela estação de televisão paga através de dinheiro extorquido através das contas de electricidade, que apanhei por acaso, há uns dias, quando estava a fazer "zapping".



O título desta colocação é literalmente o nome de tal programa...
(Que fiquei a saber que foi originalmente emitido em 2001 - quando andava eu demasiado ocupado com activismo político e "jornalismo cidadão", para poder sequer ver televisão.)
E, acaba por ser a mais explícita forma de gozo com o comum cidadão com que me deparei já este ano, depois de a melhor no ano passado ter sido, não a de Augusto Santos Silva, mas a do título original de um conto de ficção científica ("All You Zombies") que deu origem a um filme que apanhei num dos canais de cinema da TV por cabo, TVCine (e que foi escrito por um dos mais conhecidos autores deste género literário, que se distingue dos restantes por inserir nas suas obras "propaganda subliminar" de teor militarista e fascizóide e também defensora do "amor livre" e de um "governo mundial").
(Têm mais uma referência a este último tipo de gozo, através do uso do termo "zombies" e equivalentes, aqui - e têm também <aqui> um outro exemplo, em Portugal, do mesmo tipo de gozo de que falo no início desta colocação...)

Autoria e outros dados (tags, etc)