Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Revolução Americana começou por causa de desarmamento

24.09.13
Para quem não sabe... Nos EUA, a posse de armas consideradas necessárias a uma eficaz autodefesa por parte de um cidadão (e não, necessariamente, aquelas que já ultrapassam esse objectivo, como equipamento militar poderoso) - seja essa contra criminosos vulgares, ou contra governos que se tornem tirânicos e criminosos (e sim, se lerem a literatura correspondente, foi também já a pensar neste último caso que tal direito foi instituído) - é um direito constitucional, que é referenciado na Segunda Emenda à Constituição dos Estados Unidos da América.
E, como tal, é um direito sagrado que, em nenhuma circunstância, deverá ser infringido.
E, como direito constitucional que é, é um direito que assiste a todo o cidadão e que o governo federal não o pode impedir de exercer (a não ser que este esteja sob detenção justificada, a cumprir uma pena por algum crime real que tenha cometido, ou alguma outra excepção óbvia, claro - e não devido a uma qualquer desculpa esfarrapada que o governo possa querer inventar).
Assim como, é um direito que não pode ser revogado por uma qualquer "lei" que possa ser passada, pelo simples facto de que (tal como dizem as pessoas minimamente informadas e inteligentes) "leis inconstitucionais não são leis".
Para além disto tudo, cada membro das forças armadas e das forças policiais norte-americanas é obrigado a jurar defender a Constituição do seu país, no decorrer do seu serviço. E está, por isso, impedido, por Lei, de violar essa mesma Constituição (incluindo a mencionada Segunda Emenda à mesma). Ou seja, é ilegal para um polícia ou militar norte-americano tentar desarmar uma pessoa, que não esteja sob detenção justificada.
Resumindo o muito importante ponto que quero fazer...

É ilegal, nos EUA, o governo tentar impedir as pessoas de possuírem armas, assim como, é ilegal que o governo lhes tente retirar essas mesmas armas.

(E, tal como em qualquer outro caso em que esteja a ser violada a Lei e estejam as pessoas a ser postas em perigo, é, consequentemente, um direito dessas mesmas pessoas, resistir a qualquer acto que ponha em sério risco a sua integridade física e que infrinja essa mesma Lei, na qual se inclui o mencionado direito de possuir armas.)
Por isso, se (ou quando) a altura chegar em que vejam notícias na televisão de que o governo norte- -americano está a "justificadamente" tentar desarmar cidadãos que, não cumprindo as ordens do governo, se recusam a ser desarmados e que oferecem resistência a essas mesmas tentativas de desarmamento, é o governo - e não as pessoas que possuem armas - quem está a cometer um crime, ou quem é o criminoso.
(Lembrem-se bem do que eu aqui digo, pois, o que os média controlados irão dizer é que são os cidadãos norte-americanos que têm armas quem são os criminosos - por estarem a exercer um direito constitucional...)
E, dito isto e vendo vocês, a seguir, o vídeo que se segue, ficam já a saber que, se alguma coisa "estalar" por causa disto... É do lado dos cidadãos que está a razão (e a Lei) - e não do governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 22:54



1 comentário

Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 24.09.2013 às 23:11

E, a propósito disto... Quem ache que, se ilegalizarmos as armas, temos uma sociedade "mais segura", pode começar por aqui (https://trisquel.info/en/forum/bbc#comment-42819).

comentar colocação