Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O homem que nunca se engana

15.01.11



(Com a vitória já certa de Cavaco Silva nas presidenciais que se aproximam, publico já esta colocação para poder depois passar ao que mais tenho a dizer relacionado com esta temática da iminente escassez de petróleo e afins que está por trás do Colapso económico que estamos agora já a viver...)


Mais uma vez o povo português irá dar provas da sua infinita sabedoria e inteligência ao eleger o homem que uma vez publicamente afirmou a célebre frase "Nunca me engano e raramente tenho dúvidas"...
Desconstruindo esta frase, penso que, para a primeira parte - a não ser que entre os leitores deste blogue se encontrem visitantes pertencentes a uma qualquer espécie perfeita, originária de um qualquer planeta distante - não há sequer necessidade de comentários... Relativamente à segunda, faço minhas as palavras de um dos membros do Comité dos 300.

"The whole problem with the world is that fools and fanatics are always so certain of themselves, and wiser people so full of doubts."
--- Bertrand Russell


Com que então, vossa excelência, o líder supremo do imensamente corrupto sistema republicano português, nunca se engana?
O que chama então vossa excelência, e os seus colegas economistas fervorosos adeptos do Capital e da Economia de Mercado não planeada, à absurda premissa do eterno "crescimento económico" num mundo de recursos limitados, que agora se demonstra no que realmente se traduz?
O que chama então você, ao maior desperdício de recursos naturais de sempre em que finalmente se traduziu todo este mesmo "crescimento económico"?

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 16:29



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Viriato a 16.01.2011 às 22:29

Fernando,

Tu que és jornalista ( ao contrário de mim ) consegues encontrar a ligação deste artolas ao Grupo Carlyle? Eu em tempos li em algum lado que foi "senior advisor" dessa empresa...

Sobre o colapso do petróleo, tenho a dizer que a dependência das economias mundiais foi planeada desde o início.

Já ouviste falar de Michael Rupert? Discordo dele em muitos assuntos, pois tal como nós não tem acesso a informação suficiente, mas na questão do colapso do fornecimento de petróleo tem aqui uma palavrinha a dizer: http://www.youtube.com/watch?v=L_vKD554iAg

Abraço.
Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 17.01.2011 às 01:34

Eh lá... calma aí. Não sou um jornalista propriamente dito.
Fui o que se chama um "jornalista cidadão" (http://en.wikipedia.org/wiki/Citizen_journalism) no passado... Uma daquelas pessoas que, fartas da incompetência e má vontade por parte dos profissionais desta área, se viu forçado a desempenhar o papel destes últimos. Razão pela qual estou bem informado sobre vários assuntos.
Publicava coisas num sítio de notícias para o pessoal activista, pois na altura era um deles e achava que seriam estes os mais interessados no tipo de assuntos sobre os quais me informava e as únicas pessoas dispostas a fazer alguma coisa em relação a isso.
Via, na altura, a minha actividade jornalística, em versão amadora, como parte integrante do meu activismo político e, por achar que uma das melhores maneiras de provar o que se defende como válido é demonstrar o quão inválidas são todas as outras opções, tinha um especial interesse em descobrir e expor os "podres" de todos os campos políticos meus adversários, sendo o meu principal inimigo na altura, o alvo que ainda hoje acho que se deve em grande parte abater, e que vejo como fonte de quase todos os problemas, o que o ecologista Richard Heinberg muito bem descreve de modo sucinto como "Corporate-Capitalist-Industrial civilization".
Comecei por denunciar os problemas e as artimanhas políticas e económicas que via e antevia no mundo à minha volta, e no decorrer das minhas pesquisas, quando dei por mim, estava a descobrir esta incrível conspiração da "Nova Ordem Mundial"...
Mas já me estou a alongar...

Relativamente ao Cavaco, tal como disse no blogue do Frederico Duarte Carvalho, não sei muito sobre este. E também não me interesso assim tanto como isso... Pois, do meu ponto-de-vista, não me interessa muito distinguir os políticos honestos dos corruptos. (Ainda mais, sabendo eu já nesta altura que estes últimos são a esmagadora maioria da classe...) Pois o que quero é correr com eles todos e ser eu a decidir sobre os assuntos que me afectam.
O pouco que sei sobre o grupo Carlyle é que entre os seus principais accionistas estão a família Bush, a família bin Laden e o antigo embaixador dos EUA em Portugal no tempo do PREC, Frank Carlucci. Sei também que, na altura das invasões do Afeganistão e do Iraque, este grupo andava à volta da 10ª posição na tabela de companhias com maiores contratos com o governo norte-americano em termos de armamento... É tudo o que sei relativamente a esta gente.
Não sei o que é que o Cavaco terá possivelmente tido a ver com eles. Mas para quem é tão forte adepto e está tão por dentro dos meandros da economia capitalista não me surpreenderia nada se não tivesse tido nenhum problema em trabalhar para eles...

Conheço bem o trabalho de Michael C. Ruppert. Ando a segui-lo de perto desde o início de 2003. E foi através dele que descobri esta temática do Pico do Petróleo.
Foi, aliás, também através dele que fui iniciado na verdadeira história dos atentados de 11 de Setembro, depois de me terem mostrado esta (http://www.fromthewilderness.com/free/ww3/02_11_02_lucy.html) notícia, dois meses após os atentados.
Sei que ele não está bem informado sobre alguns assuntos, sendo os principais a fraude do "aquecimento global" e a temática da Nova Ordem Mundial. Mas é uma das pessoas que muito admiro e continua a ser, para mim, definitivamente um dos melhores jornalistas de investigação que conheço.

Um Abraço e Boa Sorte para o futuro próximo.
Sem imagem de perfil

De Viriato a 18.01.2011 às 17:29

Fernando,

Esse da "Boa Sorte para o futuro próximo" relembra-me a gravidade da situação em que nos encontramos! Em contraste, o mais comum dos portugueses segue a sua vida normalmente...Quando acordarem, já VAMOS tarde. Assustador!
Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 18.01.2011 às 19:46

Sobre o facto desta temática do Pico do Petróleo ser assustadora e sobre Michael C. Ruppert, esta (http://www.megaupload.com/?d=IQ6GFJI2) é a mais assustadora palestra dele que me lembro de ter ouvido no passado.

comentar colocação