Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Larry King na RT

31.05.13

(Podem saber mais sobre esta surpreendente contratação no sítio da RT e podem também divertir-se a procurar na Internet pela reacção da imprensa controlada estadunidense que tenta, desesperadamente, distorcer todo este episódio.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 12:42



4 comentários

Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 31.05.2013 às 13:17

Verdade seja dita... Este sempre foi, para mim, claramente a única pessoa na CNN que me lembro (quando vi este canal, durante um curto período de tempo, após ter começado a ter acesso à TV por cabo) que, não só nunca vi tentar distorcer nada, ou calar alguém, como sempre vi fazer questão em deixar as pessoas falar e que não tinha medo algum de enveredar por qualquer assunto que fosse. Tendo eu, há já muito tempo, me apercebido que o controlo dos seus programas era facilmente feito, simplesmente, pela escolha de temas e convidados.

Existe um outro anfitrião norte-americano na RT, chamado Thom Hartmann, que, esse - pelo seu currículo, pelas declarações que faz nos seus programas e pelo conteúdo dos mesmos - é, para mim, claramente alguém que está, na verdade, a servir os interesses do poder estabelecido... E existe também uma outra pessoa neste mesmo canal, que se apresenta como "progressista" e denunciadora, que, pela sua linguagem corporal (e também outras coisas que soube e algumas outras em que, entretanto, reparei) me suscita muitas dúvidas... Mas, sobre a qual ainda não tenho uma opinião formada e, por isso, não irei dizer nada. Mas, quanto a este conhecido (antigo) anfitrião da CNN, não tenho dúvidas... E é, para mim, uma pessoa honesta que viu neste novo canal uma melhor oportunidade para seguir os verdadeiros propósitos da sua profissão.
Sem imagem de perfil

De Octopus a 31.05.2013 às 23:36

Fernando,

Raramente vejo a CNN por 3 motivos,

Primeiro porque raramente vejo televisão,

Segundo porque faz parte do sistema vigente,

Terceiro porque, como "francófono", vejo mais os canais franceses.

A esse propósito aconselho-te a ver o canal "M6" que semanalmente tem temas muito interessante de jornalismo de investigação nos programas "Enquêtes exclusives" e "Envoyé spécial". Tudo muito bom, do que temos falado ao longo deste tempo.

Abraço

Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 01.06.2013 às 09:51

Caro Dr. Octopus,

Também eu já não vejo praticamente televisão - à excepção dos dois canais que aqui recomendo (Russia Today e Press TV) e de umas espreitadelas ocasionais à VTV, para ver como vai a Revolução Bolivariana. E, mesmo quanto à RT, que é o canal que vejo mais, vejo muitas vezes os programas desta antes no YouTube.

Via ainda, há poucos anos atrás, apenas o telejornal da RTP 2, mas já nem isso sou capaz de ver na televisão nacional, devido à quantidade de mentiras, propaganda e notícias revoltantes, às quais já sei que muito pouca gente, neste país de panhonhas, irá reagir...

Quando falo que via a CNN, falo de quando era novo e surgiu a TV por cabo em Portugal - já lá vão cerca de 15 anos... E, poucos anos depois - já politicamente desperto, activo e definido, e conhecedor, através de outras fontes, do que este canal andava a omitir - deixei logo de ver tal estação. E até pus a palavra "LIXO" no conjunto de 4 ou 5 caracteres em que dava para escrever o nome do canal, numa das televisões, ou vídeos, cá de casa.

Cheguei ainda a espreitar, umas quantas vezes, tal canal, no decorrer da minha actividade jornalística amadora, para confirmar as mentiras e omissões que já sabia que este iria dizer e fazer, e também para reparar nas técnicas de propaganda utilizadas, mas, depois de ter feito tal coisa, não perco absolutamente mais nenhum do meu tempo a espreitar sequer o que tal estação tem a dizer.

Sobre o M6, a impressão que tenho, do pouco que me lembro de espreitar esse canal, há uns bons anos atrás, é que é apenas mais um dos muitos canais controlados, que emite até muita da música de treta moderna, para as gerações mais novas. Mas, irei então espreitar os programas de que fala. Pois, ainda que seja controlado, não quer dizer que não tenha nada que se aproveite.

A propósito disto, até na SIC Notícias costumo apanhar (quando ligo a televisão às refeições) bons documentários sobre questões de política internacional, que envolvem países do mundo subdesenvolvido. Documentários esses, que até me têm surpreendido pela sua qualidade. Mas que, obviamente, nunca põem seriamente em causa o poder estabelecido ocidental...

Um grande abraço.
Sem imagem de perfil

De Octopus a 01.06.2013 às 23:02

Fernando,

A cadeia de televisão M6, que passa muito lixo, é propriedade da RTL (do Luxemburgo), que por sua vez é controlada pelo grupo alemão BERTELSMANN que possui 39 televisões e 33 rádios, é só e grupo mais importante de multimédia na Europa.

Claro que como todos os media estão controlados pelo sistema. Mas os programas que te descrevi são interessantes (tendo em conta a subjugação jornalística): "Envoyer spécial" e "Enquête exclusive". Nestes programas existe alguma investigação jornalística, o que cada vez é mais raro.

Os temas abordados são de actualidade e conduzidos por Bernard de Lavilardière, que apesar de pertencer ao sistema, coloca questões interessantes nas suas reportagens e tem a característica de falar, para além do francês, inglês e espanhol.

Um abraço

comentar colocação