Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A NOM não faz as coisas "à bruta"...

08.07.12

E é gerida por pessoas muito mais sensíveis e inteligentes do que a maioria da massa alienada e ignorante, que não faz a mínima ideia do mundo em que vive...
(Assim como tem, até, um verdadeiro departamento de "guerra psicológica" ao seu dispor, a ajudá-la e a aconselhá-la em todas as suas decisões...)

Para quem esteja a celebrar o recente chumbo do ACTA, e outros pacotes de leis do mesmo género, no Parlamento Europeu, deixo aqui um breve esclarecimento...

Se, de um dia para o outro, as elites que nos governam, através dos seus governos-fantoche: abolissem as soberanias nacionais dos diferentes países; implementassem medidas de vigilância e controlo, por tudo quanto é lado; descessem de modo brutal os ordenados e, ao mesmo tempo, subissem também, de modo brutal, os impostos; acabassem com os cuidados médicos para todos quantos não lhes interessa que vivam; estabelecessem exames, a torto e a direito, ao longo de todo o sistema de escolarização (ou, melhor dizendo, de estupidificação e domesticação) obrigatório (de modo a implantar em todos, desde crianças, a ideia de serem constantemente controlados e examinados); aumentassem imenso o número de horas e de dias de trabalho; e outras coisas mais fizessem (sempre com o argumento oficial de que tudo isto é, obviamente, para o nosso bem-estar)... Haveria muita gente que se Revoltaria contra tais medidas, e que Lutaria contra as mesmas.
Mas, se se fizer tudo isto de modo gradual (a pouco e pouco; em pequenos passos; de modo a que pouco, ou mesmo muito pouco, as pessoas reparem nisso), ao mesmo tempo que se distrai a população com campeonatos de futebol, concursos de "7 maravilhas", estupidificantes programas de "entretenimento" na televisão e tudo mais que sirva para desviar a atenção do que é realmente importante... A maioria dessa mesma massa governada e controlada - que, noutras circunstâncias, se revoltaria - deverá aceitar tudo isto, sem refilar...
Assim como, se se mentalizar antecipadamente a população para todas estas novas medidas - debatendo e também avançando, e depois recuando, com as mesmas - familiarizando e habituando crescentemente esta mesma população a estas novas ideias... Esta deverá oferecer muito menos resistência às mesmas e deverá encarar a implementação de tais mudanças como algo natural...
(Por outras palavras... Se pensam, por exemplo, que o fantasma das mais de 8 horas de trabalho, e afins, se foi embora... Preparem-se para o seu retorno...)

Leiam mais, sobre o que quero dizer com isto, <aqui> e também aqui. (E lembrem-se também disto, quando virem os mesmos partidos políticos, que agora rejeitam este pacote de leis, a aprovar outros similares.)

E guardem os foguetes para o dia em que forem capazes de decidir sobre as coisas por vós próprios e de correr com tudo o que são políticos, de modo a acabar de vez com este e outro tipo de abusos de autoridade...

 

"The technetronic era involves the gradual appearance of a more controlled society. Such a society would be dominated by an elite, unrestrained by traditional values. Soon it will be possible to assert almost continuous surveillance over every citizen and maintain up-to-date complete files containing even the most personal information about the citizen. These files will be subject to instantaneous retrieval by the authorities."
--- Zbigniew Brzezinski, in
Between Two Ages: America's Role in the Technetronic Era

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 08:51



6 comentários

Sem imagem de perfil

De cavaleiro marginal a 09.07.2012 às 01:36

penso que "os donos do mundo" estao de certa forma desesperados por perceberem a aurora de novos tempos... a massa lentamente começa a despertar e esses "senhores" pensam que devem exercer mais e mais controle.mas quando a massa finalmente acordar e se leventar qual força da natureza...bem... de nada adiantarão as leis e políticos e exercitos e muros, pois contra as forças da natureza pouco pode o homem...

"“Os anarquistas sabem que um longo período de educação precisa preceder qualquer grande mudança fundamental na sociedade, uma vez que não acreditam na miséria do voto, nem em campanhas políticas, mas sim no desenvolvimento de indivíduos com pensamento autonomo.”
— Lucy Parsons, Os Princípios do Anarquismo. (1890)."

saudações desde o Brasil,
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.07.2012 às 19:55

pura verdade.., mas o sistema conseguiu nos desunir de tal forma, que hoje em dia, somos tão egocêntricos, trabalhando arduamente para mais e mais conquistarmos e como não temos dinheiro, vendemos a nossa alma aos bancos e com o passar dos tempos, mais nos afundamos e eles mais o controlo sobre nós aumentam, por estarmos sós e frágeis...
Sem imagem de perfil

De Fada do bosque a 14.07.2012 às 00:37

Olá Fernando Negro,

"Não, não são os gritos dos maus que me afligem, mas sim o silêncio dos bons."

Excelente post! Caramba que só para ler sobre o Tavistock Institute em comentários... vavai demorar! :)
Infelizmente isto de pensar, como diz o outro, que os políticos são uns paizinhos é mesmo de quem está formatado! E então a curiosidade inerente ao ser humanp? desapareceu do Planeta? Há um tipo de curiosidade muito disseminada e muita leitura... de imprensa cor-de-rosa e TV!! São esses que nos vão tramar a nós, porque, país de cordeiros, governos de lobos!... que são bem ardilosos por sinal e inteligentes! Estarei errada? É a Lei da Natureza.

Obrigada pelo link que me deixou lá no comentário.
Um abraço e tudo de bom.
Sem imagem de perfil

De Fernando Negro a 14.07.2012 às 11:56

Olá, Fada.

A hiperligação para a página do Daniel Estulin, nesta colocação, é apenas uma chamada de atenção para um comentário, em particular, que lá deixei. Que foi feito a propósito da colocação do Daniel Estulin e que dispensa a leitura dos outros comentários.

É como você diz... Eu, pelo menos, já me considero adulto e capaz de decidir sobre as coisas por mim próprio...

Pergunte a qualquer anarquista, como eu, qual é a fonte de todos os problemas... Dir-lhe-á que não é apenas o Capitalismo, mas também o Estado e a autoridade, em si.

Não está nada errada no que diz, sobre lobos e cordeiros. Pelo contrário... E a expressão que utiliza é, curiosamente, uma que também já ouvi o Alex Jones a utilizar.

Tudo de bom para si também.
Sem imagem de perfil

De voz a 0 db a 15.07.2012 às 01:32

"A massa lentamente começa a despertar"... Quase que partia a mão!

Não sejamos inocentes ao ponto de acreditar que as MANADAS sabem quem é que realmente manda nos pastores... Se algum dia acordarem vão começar a dar coices nos pastores, e depois de mortos, os donos apenas colocam lá outros com aspecto de amigos e que até fazem uma tosquia de quando em vez... e lá voltam aos pastos!

Quanto ao espectacular acordo entre os pacóvios e os EUA também na altura escrevi sobre isso, e até enviei um e-mail de agradecimento aos grupos parlamentares desta porra de país, se é que ainda podemos chamar país a isto, claro que respostas, ZERO!

Mas um bom exemplo de para que serve o acordo espelhei aqui (http://otempoquehadevir.wordpress.com/2011/11/08/551/), mas claro que ninguém sequer associa os dois eventos!

O Instituto... é igual a tantos outros onde os escravos que lá trabalham, vão acreditando que se safarão só porque lá trabalham!

Abr
Sem imagem de perfil

De Aldo Luiz a 27.08.2012 às 18:20

O SISTEMA É PSICOPÁTICO, ESCRAVAGISTA, ALIENÍGENA, INUMANO E ANTROPOFÁGICO.
Gostei muito e sou grato por sua contribuição amorosa. Nunca desliguemos nossos detectores de mentiras. Ninguém virá nos salvar... Os tempos chegaram, a humanidade escravizada dorme há milênios, dormíamos todos, nos programaram ancestralmente para isto. Bendita seja a Internet e todas estas possibilidades de despertar/ressonante. Desejo-lhe saúde perfeita e paz infinita, a todos nós e aos seus visitantes, inclusive os discordantes e opositores. Sou grato.

comentar colocação