Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já ninguém pára o Infowars.com

21.07.16

HillaryPrison_TVI.png

(Fotografia de ecrã de uma reportagem que foi exibida pela portuguesa TVI, há 3 dias, a propósito da Convenção Republicana estadunidense que hoje termina, onde Donald Trump foi confirmado como candidato presidencial.)

 

E, com isto, regresso às minhas "férias literárias", depois de uma interrupção apenas para fazer algumas colocações pertinentes...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre os indivíduos que recebem tratamento psiquiátrico e que depois vão cometer atentados

19.07.16

Dada a repetida ocorrência de ataques, que beneficiam o poder estabelecido ocidental, que são cometidos por indivíduos que receberam tratamento psiquiátrico no seu passado - tal como foi o caso do terrorista de Nice - venho aqui chamar a atenção para algo que disse num comentário recente que deixei no blogue do meu amigo Dr. Octopus, a propósito do assassinato da deputada britânica Jo Cox, que fazia campanha contra o Brexit.

possível_lavagem_cerebral.png

Ao qual aproveito para acrescentar que: ao contrário da psicologia, a psiquiatria é algo de muito perigoso e que deve ser evitado a todo o custo. Sendo as razões pelas quais eu digo isto, entre outras, o que pode ser visto neste documentário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A credibilidade de Daniel Estulin

17.07.16

estulin_tweet_f6.png

 

Tal como podem ver na fotografia de ecrã, o tweet foi feito em Dezembro do ano passado, 7 meses antes de tal ocorrer - e sem que alguém nos média de massas nos tivesse avisado disto.

Quem quiser, tem também aqui o mesmo investigador, no início de 2008, a avisar que o preço do barril de petróleo iria atingir cerca de 150 dólares no final desse ano. (O actual vídeo no YouTube foi recarregado pelo entrevistador em 2012, depois de censuras no YouTube relativas à banda sonora do vídeo - mas, eu lembro-me perfeitamente de ver tal entrevista na primeira metade de 2008, antes de alguém conseguir prever que o preço do petróleo poderia atingir preços tão altos.)

Apenas dois exemplos, que servem de prova do quão boa é esta fonte, que é nada mais do que um ex-agente dos serviços secretos militares russos.

A sua actual conta no Twitter é esta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 13:27

George W. Bush a festejar o novo "7 de Julho"

13.07.16



O homem da "Skull & Bones" que presidia os EUA aquando dos atentados de 11/9, apanhado a festejar durante a cerimónia fúnebre dos polícias que recentemente foram massacrados em Dallas, na maçónica/"iluminada" data de 7/7 e no que quase certamente terá sido mais uma operação governamental, com vista a demonizar a posse de armas e a criar divisões raciais nos EUA.
(Mais, sobre a importância das datas em que ocorrem este tipo de atentados, aqui e aqui.)

[Acrescentado a 23/07/2016: E, reparem na data em que ocorreu o tiroteio em Munique, ainda no decorrer deste mês... "22 de Julho" (ou seja, 22/7). O mesmo dia exacto dos atentados na Noruega que, há cinco anos, mataram 77 pessoas. Mais uma vez, espreitem <esta> hiperligação. As assinaturas estão à vista de todos. E só não as vê quem é ignorante nestes assuntos.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 15:47

Vladimir Putin avisa o Ocidente da proximidade de Guerra Nuclear

08.07.16

Putin LOSES IT, Warns Journalists of War: 'I Don't Know How to Get Through to You People' (Video)

'How do you not understand that the world is being pulled in an irreversible direction?'

[Russia Insider] Enrico Braun | Wed, Jul 6, 2016

Vladimir Putin has finally taken the kid gloves off.

The Russian president was meeting with foreign journalists at the conclusion of the Saint Petersburg International Economic Forum on June 17th, when he left no one in any doubt that the world is headed down a course which could lead to nuclear war.



Putin railed against the journalists for their "tall tales" in blindly repeating lies and misinformation provided to them by the United States on its anti-ballistic missile systems being constructed in Eastern Europe. He pointed out that since the Iran nuclear deal, the claim the system is to protect against Iranian missiles has been exposed as a lie.

The journalists were informed that within a few years, Russia predicted the US would be able to extend the range of the system to 1000 km. At that point, Russia's nuclear potential, and thus the nuclear balance between the US and Russia, would be placed in jeopardy.

Putin completely lost patience with the journalists, berating them for lazily helping to accelerate a nuclear confrontation by repeating US propaganda. He virtually pleaded with the western media, for the sake of the world, to change their line:

'We know year by year what's going to happen, and they know that we know. It's only you that they tell tall tales to, and you buy it, and spread it to the citizens of your countries. You people in turn do not feel a sense of the impending danger - this is what worries me. How do you not understand that the world is being pulled in an irreversible direction? While they pretend that nothing is going on. I don't know how to get through to you anymore.'

Does anyone in the reeking garbage heap that is mainstream western media have a conscience? Do they even have enough intellect to get what Putin is saying - that they are helping to push the planet towards World War III?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A vitória do Brexit poderá ser algo de mau por ocorrer nesta altura

24.06.16

brexit.jpg

 

(Interrompo as minhas "férias literárias", para vir aqui fazer um importante aviso.)

Reparem que foi um governo fantoche da União Europeia quem organizou este referendo. E, se decidiu tal governo fazer uma coisa destas, foi obviamente porque isto acaba por ser benéfico para o mesmo - ou, por outras palavras, para os interesses que estão por trás do mesmo (pois, não havia uma muito forte pressão nas ruas para que tal acontecesse e que não deixasse a este governo outra alternativa que não fosse realizar este referendo). Ora, se assim é, temo-nos então de interrogar: "Porque razão fez o governo britânico este referendo?"

E, as respostas a tal interrogação são óbvias...

O UKIP não pára de subir nos resultados eleitorais. E, se nada fosse feito, obviamente que os sentimentos anti-UE acabariam por levar este partido não-alinhado ao poder. Ora, sendo o actual governo, ou outro governo fantoche da UE que lhe siga, quem "decide" sair da União Europeia (pois, o UKIP ainda não tem força suficiente para ganhar umas eleições britânicas), temos então duas vantagens. Primeiro, tenta-se deste modo roubar eleitorado ao UKIP e manter, dentro do possível, o controlo da situação. Segundo, se for um partido fantoche da UE quem decide como sair da mesma, obviamente que tal partido irá fazê-lo da pior maneira possível, para com isso tentar "demonstrar" que sair da UE é uma coisa má.

Assim sendo, muito pouco de bom é de esperar nos próximos tempos, para o Reino Unido, com esta vitória do Brexit. E, o que provavelmente irá acontecer, é que tal sirva de motivação para uma maior (/mais acelerada) destruição da Economia do mesmo. (Lembrem-se de que estamos a assistir a uma destruição propositada das várias economias europeias. [fontes])

A sairem diferentes países da UE, para que tal seja feito da melhor maneira possível, terá de ser feito por partidos não alinhados com os interesses que estão por trás da mesma. E, ainda assim, é preciso ver que, numa Economia ocidental imensamente privatizada e onde os grandes interesses económicos que a dominam são exactamente os que estão por trás da UE, o processo de reconquista da independência dos vários países europeus será tudo menos fácil...

E, a título de curiosidade, deixo aqui o que recentemente respondi a alguém na Internet, que perguntava o que achavam as pessoas do possível Brexit - onde destaco agora (a "negrito") o que já há duas semanas dizia eu sobre isto ser possivelmente uma coisa má de ocorrer nesta altura.

 

 

[–] Fernando_Negro 2 points 16 days ago

A União Europeia é uma coisa mesmo muito má. Logo a começar por algo que nos afecta directamente a todos, que é esta história da "moeda única" - que, entre outras coisas, desde que foi implementada em Portugal, reduziu o poder de compra das pessoas. (Pergunte a quem é mais velho e viveu no tempo do escudo se as coisas não estão hoje em dia muito mais caras e se, quando vão às compras, o dinheiro estranhamente "desaparece" muito mais rápido do que a que estavam habituados...)

A União Europeia é - tal como a União Norte-Americana, União Africana etc - um governo "regional" cujo objectivo último é fundir-se com outros governos "regionais" num único Governo Mundial fascista (/"antidemocrático", ou o que lhe quiser chamar): http://www.prisonplanet.com/financial-times-editorial-admits-agenda-for-dictatorial-world-government.html

A União Europeia é uma criação do Clube Bilderberg (http://www.prison planet.com/leaked-1955-bilderberg-docs-outline-plan-for-single-european-currency.html), formado pela oligarquia ocidental, que anda há décadas e há séculos a explorar os povos europeus e restantes povos do mundo. E, se quiser você saber o que este Clube é, pode ler um livro cuja primeira versão foi censurada em Portugal, mas cuja segunda versão ainda está à venda: http://6.fotos.web.sapo.io/i/o41140ea4/17596647_i1zW0.jpeg

A União Europeia é, em parte, uma concretização do sonho fascista do século XX de criar um único superestado europeu. Não sendo por acaso que grande parte das suas características são uma concretização dos planos de alguns dos fascistas que se reorganizaram após a derrota na 2ª Guerra Mundial (https://en.wikipedia.org/wiki/National_Party_of_Europe), não sendo por acaso que o Clube Bilderberg e algumas organizações ocidentais têm nazis entre os seus membros (http://paramimtantofaz.blogspot.pt/2010/06/quem-sera.html) e não sendo por acaso que serviu o Clube Bilderberg como veículo para gastar parte do ouro que foi pilhado pelos nazis na 2ª Guerra Mundial (fonte: Daniel Estulin, que escreveu o livro censurado em Portugal, numa qualquer entrevista de rádio, de que não me lembro exactamente). Tem mais informação sobre isto, muito resumida, aqui: http://octopedia.blogspot.pt/2015/09/os-estados-unidos-querem-enfraquecer_16.html?showComment=1442507517665 #c1790505247670078841

A União Europeia assemelha-se também à União Soviética, em termos do modo antidemocrático como é gerida. Fazendo a não-eleita Comissão Europeia lembrar o Politburo Soviético: http://www.prisonplanet.com/articles/march2006/020306socialistdictatorship.htm

E, a União Europeia em nenhum lado surgiu por vontade dos povos europeus, mas por vontade de políticos corruptos maçons e afins, fantoches dos grandes interesses económicos ocidentais (veja para onde vão os nossos ministros trabalhar, depois de deixarem os seus cargos). Em muitos países a adesão à mesma não foi sequer referendada. E, no caso do nosso país, o partido actualmente no poder nem sequer cumpriu a promessa de referendar um dos seus muito importantes tratados (de Lisboa), que retiravam ainda mais soberania/independência nacional.

Quanto mais centralizado o poder, pior é. Veja o quão corruptos e tirânicos se tornam os estados que governam sob grandes extensões de território, onde quase ninguém sabe o que andam as pessoas no seu governo central a fazer, como começa a ser o caso da UE (https://euobserver.com/justice/121489 + http://blackfernando.blogs.sapo.pt/ue-proibe-a-franca-de-banir-o-uso-de-um-33442) e o quão mais democráticos são os pequenos estados, onde podem as pessoas manter os seus políticos debaixo de olho e sob pressão, como é o caso da Islândia (http://www.independent.co.uk/news/world/europe/icelands-pots-and-pans-revolution-lessons-from-a-nation-that-people-power-helped-to-emerge-from-its-10351095.html). Não foi por acaso que os Impérios caíram, ao longo da História. E, a evolução a sério da Humanidade, em termos de melhorias no bem-estar e na qualidade de vida, começou com o surgimento dos estados-nação, há poucos séculos (http://blackfernando.blogs.sapo.pt/os-ditos-referendos-independentistas-37545 + http://blackfernando.blogspot.pt/2014/10/o-exercito-zapatista-de-libertacao.html).

Por estas e por várias outras razões (https://www.youtube.com/watch? v=rNJ05NfM-4Y), se o Brexit ganhar, será um bom passo na direcção de um Reino Unido mais democrático e onde se viva melhor. Mas, sendo a situação a de que as pessoas que estão no poder, no Reino Unido, são os políticos fantoches da UE... Case ganhe o Brexit, é de esperar que tais fantoches arruínem de propósito a economia britânica, para tentar fazer desta um exemplo. ("Vêem? É nisto que dá sair da UE!") Mas, o mais provável é aproveitarem-se da pouca diferença de votos para aldrabar os resultados.

E, respondendo à sua pergunta sobre se estaríamos nós também melhor se não fizéssemos parte da UE, pergunte, uma vez mais, a quem viveu a época antes do "euro" - e outras importantes implementações europeias - se não vivia melhor nesse tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este blogue está de férias...

01.03.16

Autoria e outros dados (tags, etc)

etiquetas:

Interstellar

28.01.16

Para quem, como eu, esteja farto de ter de filtrar por entre a enorme quantidade de mau cinema que é, hoje em dia, produzido... Deixo aqui uma recomendação de um de raros muito bons filmes que ainda se vão encontrando - este, mais uma obra do muito bom realizador Christopher Nolan.
Para os entusiastas da exploração espacial e para os fãs da boa ficção científica, deixo aqui - para quem tiver acesso a tais canais - o aviso de que, este filme irá começar a ser exibido nos canais de cinema pagos, da TV por cabo, a partir de amanhã, dia 29 de Janeiro. E, para quem não tenha acesso a estes canais e não esteja em boa situação económica, deixo aqui também a dica de que, ainda que os sítios de partilha de ficheiros .torrent já tenham começado a ser censurados, os sítios que nos proporcionam o serviço de "procuradores" (/"proxies") - assim como, os servidores alternativos de DNS - ainda não.
Deixo-vos então com um muito pequeno trecho de promoção deste filme, propositadamente escolhido para revelar o mínimo possível sobre o mesmo. :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

colocado por Fernando Negro às 10:12

O "meu" quase-candidato

21.01.16

 

Não, não estou com isto a abandonar a minha ideologia anarquista...
Pois, continuo a achar que o acto de passar cartas e cheques em branco a desconhecidos faz parte do problema e não da solução.
Mas, talvez, em parte, para me redimir do quase-elogio que fiz, nas anteriores eleições presidenciais, a alguém que depois se veio a revelar ser uma desilusão - e, acima de tudo, pela consideração e pelo respeito que tenho pela pessoa em causa - não quis deixar de fazer uma colocação também sobre estas eleições presidenciais.
E, assim sendo, aqui vai uma breve avaliação que faço, dos candidatos que considero terem relevância política...

Maria de Belém é uma anedota. É uma pessoa que vem de dentro do sistema e que nunca fez nada (de significativo, pelo menos) para impedir as coisas de chegar a este estado.
Sampaio da Nóvoa é, pela sua muito visível campanha e pelas pessoas que o rodeiam, claramente o candidato que é apoiado, de modo encoberto, por quem domina o PS. Tem um grande paleio, muito floreado, de que é a favor da educação, do conhecimento e da cultura, mas não explica como se chegou então ao estado a que se chegou, de gente tão ignorante que é formada na sua Universidade, e aos péssimos resultados, bem visíveis, de quem é formado por este sistema universitário, em geral - levando-me a crer que, de facto, é exactamente por estar muito preocupado com a educação que as pessoas têm é que ocupou o cargo que ocupou, mas com intenções que quase ninguém será capaz de atingir.
Edgar Silva é alguém claramente bem-intencionado, que, pelo seu passado, prova ser boa pessoa. Mas, num país tão avesso a ideais socialistas, não tem hipótese alguma de vir a ocupar o cargo.
Henrique Neto também é bem-intencionado. E até denuncia a Maçonaria. Mas, ao defender intervenções militares no estrangeiro, que violam gravemente a Constituição, demonstra não estar à altura do cargo, daquela que é a figura que mais deve defender tais princípios sagrados. E fica também aquém, em termos de actividade passada e presente que provoque danos no "sistema", do candidato que eu a seguir descrevo.
Quanto ao candidato que eu aqui quase "promovo", para além de também defender este, infelizmente, intervenções militares no estrangeiro - o que me faz descrevê-lo da maneira que o descrevo no título desta colocação - quem pesquisar sobre o seu passado, irá saber que, não só foi este vice-presidente de uma autarquia presidida por alguém que é um óbvio lacaio do poder estabelecido, como que a sua ONG, que investiga a corrupção em Portugal, faz parte de uma rede internacional que é financiada por George Soros e outras pessoas e entidades pertencentes a esse mesmo poder estabelecido. Mas, o vir de dentro do sistema não quer necessariamente dizer que se está completamente alinhado com o mesmo. (E, veja-se o caso do anterior Presidente mexicano, Felipe Calderón, que diz Daniel Estulin que estava seriamente empenhado na luta contra o tráfico de drogas no seu país.)
Paulo de Morais, não fosse a sua posição relativa a intervenções militares no estrangeiro, até que seria a pessoa mais indicada para o cargo. Pois, o que está aqui em causa não é uma questão de ideologias de esquerda ou de direita. No modelo político português, o Presidente é um árbitro. Alguém que veta ou aprova leis, que poderá intervir no funcionamento das Forças Armadas e que dissolve o Parlamento em caso de problemas. E, o modo mais correcto de exercer tal cargo, é exercê-lo como alguém que está acima das diferentes ideologias - e que, para além de avaliar sempre a correcção ou não das leis que lhe cheguem, só deverá não aprovar as mesmas, fora das suas eventuais não condicências com princípios institucionais, caso estas violem gravemente algum dos princípios pessoais que tenha.
Mas, como para se votar Paulo de Morais é preciso estar-se bem informado (exceptuando, infelizmente, na muito importante questão da Constituição) e ser-se bem formado e são estas duas características que não abundam entre a população portuguesa...
Está-se mesmo a ver que quem vai ganhar é o propagandista-mor do canal televisivo que recebe ordens de Espanha, membro do Clube Bilderberg, amigo íntimo de Ricardo Salgado, filho de um Ministro fascista e que deve o seu nome próprio ao facto de que esteve para ser afilhado do último ditador fascista que governou este país... Marcelo Rebelo de Sousa.

Autoria e outros dados (tags, etc)